banner_arte_02

TEORI DA CONSPIRAÇÃO

O ano de 2017 nem bem começou direito e o Brasil já está zicado. Zicado, dengado, chicungunhado e febre amarelado.

Só tem desgraça: é matança nos presídios, falência dos estados, axé music no carnaval do Rio e até avião caindo com ministro dentro. Para arrematar, depois dessa bronca generalizada, o Pato Donald Trump tomou posse na Casa Branca dizendo que os Marines vão invadir a Barra da Tijuca, que, segundo o novo, quer dizer, velho presidente, é território americano. America first!!!!!

Por conta de tantos perrengues, até mesmo a internet já está cheia de teorias da corrupção, quer dizer, teorias da conspiração. Tudo obra de facção, quer dizer, obra de ficção.

A minha é a seguinte: o avião do ministro foi derrubado por um mosquito da febre amarela que entrou na turbina. O mosquito foi contratado pelo PT e pela Odebrecht para atrasar a Operação Lava Jato. Um detalhe: o mosquito era membro do PCC, Primeiro Comando dos Coleópteros. É, meus 17 seguidores e meio, se o ânus de 2017 já está começando mal, imagina só como vai ficar no final…

2301-agamenon

Agamenon Mendes Pedreira está cotado para uma vaga no STF. No estacionamento.

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista membro do PCC, Primeiro Comando da Corrupção.

6
ao todo.
banner_arte_02

“CUI” DE BÊBADO NÃO TEM “BONO”

A Polícia Federal reabriu a temporada de caça ao corrupto, animal da fauna brasileira que não corre o menor risco de extinção. Por ordem do IBAMA, durante os meses de verão fica proibida a caça ao corrupto para que eles possam se reproduzir em paz e assim perpetuar a espécie. É o que os biólogos e advogados chamam de “defeso”, e a Glória Maria, no Fantástico, chama emocionada de “o milagre da Natureza”.

Entre dezembro e janeiro, os corruptos podem ficar até mais tarde na cama, sem que os federais venham tocar a campainha às seis da manhã junto com o padeiro, o leiteiro e o personal trainer. Assim, livres dos seus predadores, essas pobres criaturas, quer dizer, essas ricas criaturas, vão continuar a se reproduzir sem susto.

A fêmea do corrupto, a corrupta, gasta uma barbaridade em sapatos Laboutin, roupas de grife e joias caríssimas. Em vez de cruzar com o macho de sua espécie, a corrupta prefere fo@##%&%$@#der com a vida do cidadão comum.

Ave de rapina, o corrupto brasileiro (Corruptus brasiliensis) foi descoberto pelos naturalistas alemães Max Nunes, Harold Barbosa e Johann Soares. Ave de arribação, o corrupto é um pássaro migratório, pois prefere passar o verão no Hemisfério Norte esquiando e fazendo compras. Os cientistas do FBI ainda estão investigando para saber se o corrupto é uma ave ou um parasita. Na verdade é os dois. O corrupto faz o seu ninho em cofres públicos, empreiteiras e partidos políticos, e prefere colocar os seus ovos em paraísos ficais e cofres da Suíça. Normalmente o corrupto habita o Cerrado de Brasília, onde o clima lhe é mais propício. Contudo, pode viver em qualquer parte do Brasil onde possa dar uma bicada.

O corrupto é um animal muito peculiar: apesar de ser um pássaro, o corrupto prefere voar de jatinho executivo e só “canta” quando está preso na delação premiada.

1601 agamenon

Pássaros gregários, os corruptos vivem em bandos e surgem em revoada sempre que aparecem concorrências fraudulentas.

 

Agamenon Mendes Pedreira gastou todo o seu Latim para pagar a janta.

760
ao todo.
banner_arte_02

OBRA DE FACÇÃO

Eis que surge uma luz no fim do túnel! Uma réstia de luz no buraco escuro da desesperança em que estou vivendo! Chega de viver neste miserê sem fim! A solução para os desempregados no Brasil é todo mundo ir para a cadeia! Só assim o cidadão garante 5 mil e oitocentos por mês, sem contar a bolsa presidiário, visita íntima, banho de sol e outros side benefits da atividade prisional. Sempre fui um sujeito empreendedor, adepto da livre iniciativa capitalista e da destruição criadora schumpeteriana, e por isso mesmo já resolvi: vou ser preso e fundar a minha própria facção.

Nada de abrir franquia do Habib’s, inaugurar igreja evangélica, fundar partido político e outras contravenções de “miserinha”. Tem que pensar grande! O negócio mais lucrativo no momento é fundar uma facção na cadeia. E desde já conto com os meus 17 leitores e meio como fiéis seguidores em regime fechado (não se esqueçam do anão, que vai cuidar da filial da FEBEM). Está formado o bonde da CAGADA, Comando dos Amigos Gatunos do Agamenon.

Isaura, a minha patroa, vai ficar encarregada da logística. A incansável criatura é especialista em entrar em presídios de segurança máxima portando objetos dos mais diferentes tamanhos, comprimentos e calibres, devidamente malocados em partes remotas de sua anatomia íntima.

Preocupado com a violência nos presídios, o governo já avisou que vai regulamentar a atividade de facção criminosa no país. Já tem facção demais funcionando e nem todas são capazes de atuar de maneira adequada no ambiente prisional. Já está começando a virar bagunça.

Tem muita facção aí que não sabe nem diferenciar o que é um esquartejamento de um empalamento ou uma degola de uma decapitação. O “presidialismo de coalização” não suporta mais tantas facções de aluguel, que não representam a criminalidade de nossa sociedade. É preciso urgentemente criar uma cláusula de barreira! A partir de agora, as facções vão ter que ter alvará de funcionamento e autorização do Corpo de Bombeiros para botar fogo nos colchões. Os membros das facções vão ter que usar crachá de identificação e pagar o Sindicato do Crime, o SindiCrime, filiado à CUT. Uma vez regularizadas, as facções vão poder ter acesso às verbas públicas, com direito de captar recursos pela Lei Rouanet. A Tramontina das facas e a Taurus dos revólveres já se mostraram interessadas em apoiar projetos nos presídios brasileiros desde que possam descontar do imposto de renda.

As facções legalizadas vão poder se apresentar no Esquenta da Regina Casé e no Caldeirão do Huck como legítimas manifestações culturais brasileiras. O antropólogo do funk, Hermano Vianna, vai escrever um livro e o fotógrafo Sebastião Salgado vai fazer uma exposição na Tate Modern de Londres.

0901 agamenon

O Brasil é o país das oportunidades. É só pintar uma oportunidade que o preso foge da cadeia.

Agamenon Mendes Pedreira é membro esquartejado de uma facção penitenciária.

15
ao todo.
banner_arte_02

ANO MORTO, VIDA NOVA!

Como diriam os detentos do presídio em Manaus antes de enfiarem suas facas, estoques e peixeiras uns nos outros: Boas Entradas! Não contente com 2016, o Anus Horribilis, o país começou 2017 com a pata direita. As quatro! Além de campeões de corrupção, também somos os maiorais em barbárie, chacinas e atrocidades de todos os tipos.

O Massacre Sangrento no Presídio manauara começou por causa de uma revolta entre as facções criminosas do PC, PT, PP, PMDB, PSOL, PSDB e PCB, que não aceitaram a decisão dos diretores de colocar naquela unidade presidional o Eduardo Cunha, o Marcelo Odebrecht, o José Dirceu, além de vários diretores de empreiteiras e políticos condenados pela Lava Jato. Injuriados com a possibilidade de conviver com tantos marginais perigosos, os presos encarcerados partiram para a violência e resolveram bater o recorde do Carandiru. Pena que o Dr. Dráuzio Careca não estava lá para narrar com sua prosa elegante mais uma atrocidade literária.

O Brasil não tem jeito… Só jeitinho! Inflação, recessão, falta de grana e desemprego galopante prometem continuar batendo recordes em 2017. Especialmente o meu próprio desemprego, que me faz viver no meu Dodge Dart 73, enferrujado, estacionado na Rua da Amargura, fundos e me obriga a exercer a vergonhosa profissão de blogueiro de O Antagonista. Aliás, o maior antagonismo desse site é ser contra a ideia de me pagar algum tostão, merreca ou cascalho pelas minhas geniais colaborações.

Felizmente tenho os meus 17 seguidores e meio (não esqueçam do anão, que já está gravando a próxima temporada de Game of Thrones), que sempre deixam uma cesta da Cobal aqui em casa cheia de vegetais de duplo sentido que fazem a alegria de Isaura, a minha carente e famigerada patroa.

agamenon arrastao

Agamenon Mendes Pedreira deseja a todos um feliz 2018.

503
ao todo.
banner_arte_02

EU SOU TRAMBIQUEIRO!! COM MUITO ORGULHOOOO!!! COMO MUITO AMOOOOOORRR!!!!

Cheias de esperança no coração, milhões de crianças no mundo inteiro colocaram seus sapatinhos na janela na noite de Natal. Mas foi tudo em vão. O Papai Noel não apareceu. Na manhã seguinte, os pequeninos calçados infantis estavam mais vazios que os cofres do Rio de Janeiro.

Na mesa posta, o tradicional peru de Natal virou um esquálido galeto da Etiópia. As árvores de Natal desapareceram com o desmatamento alucinado e sem controle. Deu ruim.

Papai Noel não apareceu. As renas entraram em greve. No lugar do Bom Velhinho, quem deu as caras foi a Polícia Federal. Aliás, não foi só a PF, não. Também veio a CIA, o FBI, o Mossad e até a KGB para investigar o maior escândalo de corrupção da História da Humanidade. Nem as Pirâmides do Egito nem o Farol de Alexandria nem a Arca de Noé foram tão superfaturadas. A Arca, pelo menos, ficou pronta antes do Dilúvio. Dilúvio Soares!

Papai Noel foi preso na Operação Lapônia, a 34ª etapa da Operação Lava Jato. Investigações revelaram que o Bom Velhote lavava dinheiro dos políticos brasileiros com a fabricação e distribuição de brinquedos chineses superfaturados. E sem dar nota fiscal. Centenas de duendes e renas homoafetivas também foram levados na “coercitiva” para prestar depoimento em Brasília. Um trenó importado foi apreendido.

O Bom Velhinho, que de bom não tem nada, contratou o advogado Kakay e já avisou que vai fazer delação premiada. Segundo o Coroa do Natal, os presentes foram comprados com a doação do Caixa Dois das empreiteiras.

Finalmente descobriu-se por que o Papai Noel só se veste de vermelho: é filiado à CUT, é membro da Executiva Nacional do PT e militante do MST – Movimento dos Sem Trenó. Chico Buarque, Wagner Moura e Gregório Duvivier já divulgaram um manifesto contra a prisão arbitrária do Papai Noel e botam a culpa de tudo na globalização e no governo neoliberal assassino de Fernando Henrique Pomposo.

O Bom Velhinho e o Velhinho Escroto, Emílio Odebrecht, são acusados de comandar um esquema bilionário com o objetivo de tirar o Lula da cana e colocá-lo no regime de 12 anos.

Pelo menos nisso o Brasil se superou: é campeão de roubalheira de fama internacional. Ninguém segura este país! Agora entendo por que o Lula queria se candidatar a secretário geral da ONU. Além do foro privilegiado mundial, Lula iria promover obras da Odebrecht, da OAS, da Mendes Jr., da Engevix, da Camargo Corrêa e da Queiroz Galvão em todo o planeta! Empreiteiras que subornaram do Oiapoque a Marilena Chaui controlariam o mundo inteiro na base da propina! Do Polo Sul ao Polo Norte, da China a Portugal, da Groelândia aos confins da África!!!

agamenon natal

Mais do que a feijoada, o futebol, o samba e as mulatas com tudo de fora, é a corrupção desvairada, a corrupção moleque, a corrupção de raiz que faz a fama do Brasil no mundo. Não tem pra ninguém! (mesmo porque eles roubaram tudo…)

Agamenon Mendes Pedreira é o Bom Velhaco.

23
ao todo.
banner_arte_02

A SILAS O QUE É DE SILAS

Proprietário e CEO da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, o Pastor Silas Malafaia foi levado na “coercitiva” para prestar esclarecimentos na Polícia Federal. Malafaia foi pego pela Operação Timóteo, uma jogada que cobrava das prefeituras os royalties da exploração mineral. Quer dizer: não satisfeito em viver de explorar os animais e os vegetais, Silas resolveu também explorar os minerais.

Injuriado com a situação, Malafaia ameaçou “federais” com a Ira Divina. Advertiu seus captores que Deus, com sua infinita sabedoria, mandaria um raio bem em cima do camburão. Mas o Todo-Poderoso, por sua vez, mandou avisar, através do seu advogado (que, aliás, também trabalha para o Diabo), que não tem nada a ver com essa “bronca” do Malafaia, assim como também não tem tríplex no Guarujá, sítio em Atibaia nem está na lista da Odebrecht. Como todos também sabem, Deus é um grande empreiteiro: ganhou a concorrência para fazer todo o Universo, inclusive as estrelas e os planetas.

Todo mundo sabe que Silas Malafaia não é santo, mesmo porque evangélico não acredita em santo. Malafaia é crente, crente que é inocente. Silas Malafaia é um homem polêmico. Alguns acham que ele é um picareta, outros acham que ele é apenas desonesto. Silas Malafaia é um homem de muita Fé. É adepto da Teologia da Exploração. Empreendedor, Silas, depois de muitos sacrifícios – dos outros –, realizou o sonho da Igreja Própria. Homem conservador, conserva o dinheiro dos seus seguidores para evitar que as tentações de Satanás e as liquidações de final de ano levem a grana destinada às suas obras missionárias, como, por exemplo, a Casa da Fé de Búzios. Silas Malafaia defende posições radicais: é contra os gays e contra a descriminalização do aborto, mas, em compensação, é a favor da safadeza.

url

Graças ao Luciano Huck e a Lei Roubanet Agamenon transformou o seu Dodge Dart 73, enferrujado, em igreja evangélica.

Agamenon Mendes Pedreira é um homem sem Fé, mas com um Dodge Dart 73, enferrujado, estacionado na Rua da Amargura.

502
ao todo.
banner_arte_02

ELES USAM BLACK & WHITE

O listão dos “aprovados” da Odebrecht começou a sair. Parece até o resultado do ENEM: nos dois tem provas, a diferença é que na Odebrecht todo mundo fraudou. Eu fico me perguntando: por que é que ninguém me convidou para uma negociata milionária? Por que ninguém me deu uma ajuda de campanha? Logo eu que sempre fui picareta, desonesto e mau-caráter! O que foi que eu não fiz de errado, meu sinhô?

Se tivessem me convidado, assumiria as broncas de todo mundo, mediante, é claro, um polpudo depósito em dólares na Suíça. Sempre à frente do meu tempo, teria sido o primeiro a abrir o bico. Faria eu mesmo a minha autodelação premiada, dedurando a mim mesmo.

Hoje em dia, Bangu 8 parece mais a sede campestre do Country de Ipanema: só tem bacana. As facções da ADA, CV e Terceiro Comando resolveram adotar o sistema de bola preta para aqueles que se candidatarem a uma vaga naquele concorrido estabelecimento sócio-recreativo-penitenciário.

As joalherias H. Stern e Antonio Bernardo já estão pensando em abrir uma loja no Complexo de Bangu para poder ficar mais perto da clientela cativa. A cadeia no Brasil está cada vez mais sofisticada. A ex-primeira-dama e atual presidiária, Adriana Ancelmo, concordou em fazer um ensaio fotográfico (de frente e perfil) com o consagrado Mario Intestino. Enquanto isso, o seu esposo, o ex-governador Sérgio Penal, vai passar uma temporada em Curitiba para encontrar uns amigos. No Brasil do high society, é um incessante entra-e-sai, quer dizer, é um entra-e-não sai da cadeia.

Cadeia no Brasil está virando lugar de abonado. Pobre é que tem que chegar de madrugada na fila do SUS para morrer de enfarte. No próximo carnaval, nos luxuosos camarotes da Sapucaí, as tradicionais pulseirinhas VIP vão ser trocadas pelas pulseiras eletrônicas customizadas.

Enquanto os milionários estão na cadeia, o Brasil, que não tem dinheiro nem para pagar os aposentados, ainda quer fazer uma reforma na Previdência. E o pior é que, para fazer essa obra de reforma, vão chamar as mesmas empreiteiras de sempre! Por que não fazem um “puxadinho” na Previdência igual os juízes do STF vivem fazendo na Constituição?

Mas se as coisas estão ruins, a minha esperança é que um dia vão piorar. Os brasileiros só vão poder se aposentar com 120 anos completos, isso se for mulher do sexo feminino. Homens só se aposentam por tempo de serviço. Serviço fúnebre. De pelo menos 500 anos de contribuição. É a aposentadoria caveira. Isso porque, para resolver o problema do déficit público, o cidadão vai ter que pagar imposto depois de morto. Para a Receita Federal, CPF não morre. E se defunto paga imposto, também pode muito bem pagar a Previdência.

E tem mais: o cidadão só pode viver conforme a expectativa de vida estabelecida no IBGE. Se morrer antes ou depois, paga multa. Se não pagar, não vai para a cadeia, pois cadeia é coisa de rico.

 

20161212

O meu saco está igual ao meu cheque especial: passou do limite.

 

Agamenon Mendes Pedreira é presidiário concursado.

27
ao todo.
banner_arte_02

O POLVO COZIDO JAMAIS SERÁ COMIDO!

No domingo o povo brasileiro foi para a rua. Aliás, o povo brasileiro já foi pra rua há muito tempo. Com esse desemprego amplo, geral e irrestrito, está difícil até para conseguir uma vaga de Papai Noel de loja. Mesmo porque as lojas não estão contratando Papais Noéis para trabalhar no período natalino. Só uns veadinhos estão arrumando vaga, mesmo assim por causa da política de cotas, que obriga a contratação de cervídeos homoafetivos corniformes senão levam multa por discriminação.

Enquanto jornalista investigativo desempregado, sem nada para fazer nem comer no domingo, só me resta seguir as manifestações populares recolhendo as latas de cerveja e refrigerante e algumas palavras de ordem que vão ficando pelo caminho da passeata. As latas vendo a quilo para reciclagem e as palavras reutilizo nos meus artigos de segunda mão. Já disse que estou mais duro que um coco. Não tenho dinheiro para comprar papel, o que dirá para pagar as letras que estão pela hora da morte.

Por isso mesmo que morreu o meu amigo, o poeta Ferreira Gullar, maranhense porém honesto. Gullar era imortal da Academia, mas em caso de falecimento a imortalidade não adianta nada. Estivemos juntos no exílio perseguidos, ele pela Ditadura e eu pela Receita Federal.

Ajudei o Ferreira a escrever o seu Opus Magnum, o clássico Poema Sujo. Ele fez a poesia enquanto eu me encarregava da sujeira. É que Ferreira Gullar e eu dividíamos um conjugado em Santiago do Chile com 35 exilados de diversas nacionalidades quando veio o golpe do Pinochet. Naquela confusão não percebi que o Gullar escrevia o seu longuíssimo poema em folhas e mais folhas de papel sulfite que eu, inadvertidamente, utilizei para minha higiene íntima, pessoal e intransferível numa crise de diarreia. Sem tempo para escrever tudo de novo, Ferreira Gullar preferiu incorporar os meus rabiscos à obra. Culto, inteligente, sensível e sedutor, Ferreira Gullar sempre fez sucesso com as mulheres, inclusive foi eleito símbolo sexual na Etiópia. Ferreira Gullar foi antes de tudo um gato.

bando_de_lampiao

Renan Calheiros será candidato no lugar de Ferreira Gullar para ter direito à imortalidade

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista de rua.

406
ao todo.
banner_arte_02

FUDEL CASTRO

Em rede nacional de televisão, o presidente de Cuba, Raul Castro, comunicou à população que o seu irmão Fidel não é mais o ditador-propaganda da Adidas. Fidel Castro morreu, Cuba passou desta para melhor; enfim, abotoou a farda militar de madeira. O grande problema foi arrumar alguém para avisar ao Cumandante que ele tinha morrido. Manchete do Granma: “Fidel morreu, mas passa bem!”. Injuriado com este inesperado passamento, Fidel na mesma hora ligou para a sua amiga Dilma Roskoff para dizer que o seu falecimento também foi “um golpe”. Ao contrário dos grandes líderes comunistas como Lenin, Mao Tsé Tung, Ho Chim Min e Kim Il Sun, Fidel Mastro pediu para não ser embalsamado, pois já vivia assim há muito tempo.

Chora, Chico Buraque! Chupa, Frei AnalfaBetto! Arranquem os cabelos, viúvas do comunismo socializante de esquerda revolucionária! O Pinochet Guevara morreu e, cá pra nós, antes ele do que eu! Mas sou um homem emotivo! Tudo emotivo para uma picaretagem e, por isso mesmo, com a morte súbita do ditador sanguinário, me vieram saudades do tempo em que descolei uma viagem a Cuba, uma boca-livre inesquecível que sempre me vem à mente! E como mente!

Para quem não sabe, Cuba é uma espécie de Ilha de Caras dos comunistas e, logo que chegamos, fomos recebidos pelo próprio Fidel Castro em pessoa. Num pequeno discurso de oito horas, Fidel nos deu as boas-vindas e, assim que soube que a Isaura, minha patroa, era amiga íntima do Chico Buarque e do Sebastião Salgado, todas as portas de Cuba se abriram instantaneamente para nós.

Infelizmente, devido ao criminoso bloqueio norte-americano, a carência de alimentos em Cuba é total e, para sobreviver, só me restava comer umas cubanas. Todos sabem que, graças à vitória do socialismo e à penúria generalizada, comer uma mulher em Cuba é a coisa mais fácil do mundo. Parece até o Carnaval carioca. As cubanas fazem sexo com você em troca das coisas mais prosaicas: um vidro de shampoo, um rolo de papel higiênico ou até mesmo um toco de lápis sem ponta. Além do mais, as piranhas cubanas são universitárias, têm pós-doutorado e chupam em várias línguas. É tão barato pegar uma GP cubana, vocês não têm ideia! Aliás, dizem que, por um tênis Nike, você podia comer o próprio Fidel em pessoa!

Eu já estava me sentindo um Hemingway, tomando um mojito na Bodeguita del Medio, quando as autoridades cubanas chegaram chefiadas por Fidel Castro em pessoa, que, depois de um breve discurso de doze horas, ordenou que eu e minha comitiva fôssemos colocados numa lata de sardinha e lançados ao mar. O motivo desta arbitrariedade foi que a Isaura, minha patroa, adepta do livre mercado, começou a dar para os turistas por muito menos que as cubanas, num flagrante de dumping sexual explícito que, segundo Fidel, colocava em risco a estabilidade da economia socialista. Lançados cruelmente ao mar nas águas infestadas de tubarões, felizmente, em pouco tempo surgiu uma lancha da Guarda Costeira Revolucionária de Cuba. Os oficiais cubenses imediatamente nos multaram por andar na contramão, já que o trânsito naquela região é sempre na direção Havana-Miami, e não o contrário. Como não tínhamos dinheiro para pagar a multa e o suborno dos companheiros guardas-marítimos, fomos novamente jogados ao mar. Felizmente, conseguimos chegar nadando em Miami, onde fomos condecorados como heróis pela comunidade cubana no exílio.

Mas a pergunta que não quer calar é: o que vai acontecer agora em Cuba com a morte inesperada do Cumandante? Será que a olhota, quer dizer, ilhota, caribenha vai entrar numa crise sem precedentes, vão faltar alimentos, a economia vai derreter, o dinheiro acabar e a população viver num estado de miséria total sendo obrigada a se prostituir?

20161129_agamenon2

Graças ao ditador Fidel Mastro, Cuba, que era uma espécie de prostíbulo dos EUA, se tornou um enorme favelão de esquerda onde todos vivem na merda em plena harmonia.

Agamenon Mendes Pedreira é esquerdista de direita.

573
ao todo.
banner_arte_02

CAÇA AOS BROXAS

A Operação Lava Rato está passando o Brasil a limpo! E a sujo também! Agora, com a felação premiada de Marcelo Odecheque, não vai sobrar prega sobre prega na política brasileira. Senadores, deputados, governadores e prefeitos de todos os partidos estão com os seus respectivos pavilhões reto-furiculares na mão. Todos sabem que serão devidamente dedurados, um a um, pelo dublê de X9 e empreiteiro baiano. Vai faltar cadeia pra tanta “otoridade” de rabo preso, quer dizer, solto.

O governo já está pensando em transformar Brasília em um enorme presídio de segurança máxima: o Distrito Correcional, a primeira capital de segurança máxima do mundo! O BNDES, inclusive, já abriu uma linha de crédito para financiar fábricas de tornozeleiras eletrônicas e assim dar um “tapa” na combalida atividade industrial brasileira, que anda mais caída que o meu bilau.

Deprimido com meu desempenho sexual e o meu desemprego crônico, não consegui até hoje que nenhum órgão da imprensa me contratasse nem para office boy, quer dizer, office velho. Sorte mesmo tem o ex-deputado Dedurado Cunha, que recebeu uma visita íntima da sua mulher Cláudia Cruz Credo. Cláudia levou de presente uma bola de ferro Chanel e uma tornozeleira eletrônica Dolce & Gabanna que pisca no escuro.

O ex-governador Sérgio Cabral também já está acomodado no SPA de Segurança Máxima de Bangu 8. Para seu azar, os agentes penitenciários desse estabelecimento correcional são funcionários públicos do estado e, portanto, estão com os salários atrasados. Por isso mesmo, começaram a vender rifas de “visita íntima” ao ex-governador para a população carcerária, que, apesar de não serem servidores, também vivem “no maior atraso”. Dessa maneira engenhosa, os funcionários de Bangu 8 garantem um “por fora” enquanto o Serginho leva um “por dentro”. Vocês sabem: com ou sem Natal, o que não falta em presídio é peru.

O ex-governador e também atual presidiário Anthony Garotinho, sabendo desse tradicional costume da nossa população carcerária, armou o maior barraco na porta do camburão. Tanto berrou e esperneou que foi levado para um hospital onde recebeu duas pontes de safena. Uma da Queiroz Galvão e a outra da OAS. As duas superfaturadas.

Mas guerreira mesmo é a Isaura, minha patroa, que, além de costurar pra fora, resolveu abrir seu próprio negócio! Empreendadeira nata, Isaura, a minha patroa, está vendendo quentinhas na porta do meu Dodge Dart 73, enferrujado, que fica estacionado na Rua da Amargura, fundos. Todos os dias se forma uma enorme fila de marmanjos que saem no tapa para cair de boca nas coxinhas, rabada e lombo da Isaura, famosa por seus quitutes de duplo sentido. E sentado também!

A verdade é que hoje em dia, além da minha pessoa, é claro, só existe um homem honesto no Brasil: o juiz Sérgio Moro. Como um cruzado com poderes fantásticos, este magistrado curitibense se transformou num super-herói da Liga da Justiça. A Marvel já está produzindo um novo filme blockbuster baseado na vida do juiz paranaíba, e a Mattel prepara uma linha de bonecos com a cara de Moro, para a inveja de Joaquim Barbosa, o Juiz Morcego.

20161121 propina

Deputados da Base Carcerária querem receber propina para aprovar as Dez Medidas Contra a Corrupção.

Agamenon Mendes Pedreira é ex-presidiário concursado.

761
ao todo.
banner_arte_02