banner_arte_02

CANA NO CAFÉ DA MANHÃ

A Polícia Federal está virando uma espécie de Serviço Despertador oficial dos corruptos brasileiros. O corrupto pode ir dormir tranquilo na hora que quiser, sem se preocupar; às 6 e meia em ponto os “cana-dura” da PF tocam a campainha na casa do sujeito. É a operação Susto Brasil.

Nesta quinta-feira quem acordou com as galinhas e os “federais” foi o ex-ministro Paulo Bernardo. Como não tem foro privilegiado, como a sua patroa, a senadora Gleysi Hoffman, o elemento foi devidamente encaminhado ao resort de segurança máxima de Curitiba. Vejam bem, com essa “friaca” que rola no inverno, nada melhor que casa, comida e uma cama quentinha pagas pelo governo. É o Programa de inclusão psicossocial Minha Cana, Minha Vida.

O negócio no Brasil é ter um foro privilegiado. Talvez pelo fato do cruzamento genético entre o cafuzo afrodescendente e o mameluco luso-português, a brasileira é reconhecida internacionalmente por ter um foro privilegiado. O foro privilegiado é prova inequívoca do “empanderamento” da mulher brasileira. Assim como a Mulher Melancia, a minha patroa, a Isaura, tem um foro privilegiado que sempre fez muito sucesso na vizinhança e que tem garantido o feijão na panela lá de casa nestes tempos de desemprego estável. Aliás, esta é a primeira vitória do trabalhador brasileiro no governo Provisório-se-ia Temer-se: a estabilidade no desemprego. E, se isso não é pouco, também não é coisa nenhuma.

Enquanto isso, no Rio de Janeiro, já está tudo pronto para as Olimpíadas: o governo do estado está com os cofres limpos e esvaziados e o prefeito Edeuerrado Paes comprou um novo estoque de desculpas e explicações. Infelizmente, devido à falta de verbas, só deu pra comprar desculpas esfarrapadas. Os cocôs olímpicos já boiam na baía de Guanabara em total harmonia com a Natureza e uma paratleta australiana já foi devidamente assaltada no Aterro do Flamengo. Também quem mandou ser perneta e não poder correr da bandidagem?

2306 agamenon

Em clima de Jogos Olímpicos, a polícia carioca mandou a quadrilha do Fat Family para uma cadeia no Acre. Foi o recorde sul-americano de arremesso de bandido à distância.

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista e tem um “furo” privilegiado.

317
ao todo.
banner_arte_02

DEDO DURO DE ROER

A Lava Jato está passando o Brasil a limpo como se o país fosse um carro todo encardido e empoeirado, daqueles que as pessoas escrevem na lataria com o dedo “Lave-me”. O que, aliás, é o caso do meu Dodge Dart 73, enferrujado, minha residência automotiva, que fica estacionado na Rua da Amargura, fundos. E tudo isso graças aos dedos-duros, dedos-nervosos, alcaguetes, X-9s e delatores em geral. Sigam-me o meu raciocínio: se não fossem o Rouberto Jefferson, o Delcídio do Amoral e agora esse Sérgio Manchado, ninguém ia ficar sabendo das falcatruas, picaretagens e roubalheiras generalizadas para as quais, infelizmente, nunca fui convidado.

O que é pior é que não sobra ninguém: todo mundo está enrolado. Renan Canalheiros, José Sambey, Romero Jabá, Aético Neves, sem falar na rapaziada do PT (Partido da Tranca) cuja “diretoria” está toda na cadeia, que é a atual sede do Partido dos Trapaceiros. Até a Marina Selva, que tirava onda de honesta, está sendo acusada de ter recebido grana pelo Caixa 2. E olha que foi dinheiro vivo, orgânico, cash, in natura. A merda no ventilador também respingou no presidente inteirinho Michê Temer, com sua cara de mordomo de filme de terror, que agora foi delatado pelo dedo de seta Sérgio Manchado. Mas o Temer ainda tem uma atenuante porque a mulher dele é gostosa e, dizem, que até a ex-presidanta Fudilma Rousseff queria pegar. Por enquanto, Procurando Janot só mandou prender a galera do PMDB (Partido Me Dá uma Bolada), mas a verdade é que falta alguém em Underberg: o ex-presidente Luísque Inácio Lula da Silva, o cappo di tutti cappi, também conhecido como Brahma. Mas quando o “empresteiro” Marcelo Odecheque der com a língua nos dentes, o “9 Dedos” vai ter que pagar sua etapa ou, no mínimo, usar uma tornozeleira eletrônica. Acostumado ao bem-bom e às mordomias, o ex-líder sindical já mandou dizer que só vai usar tornozeleira se for de grife tipo Chanel, Prada ou Dolce & Gabbana.

Mas o que me dá mais raiva nisso tudo, o que mais me deixa indignado como cidadão é que, dessa dinheirama toda que foi subtraída do Erário Carlos pelos políticos, nem sequer um mísero tostão veio parar no meu bolso. Logo eu, que sempre assumi publicamente que sou um jornalista escroque e mau-caráter, hoje, diante da corrupção generalizada, posso ser considerado o homem mais honesto do Brasil. Mais que o Sérgio Moro, o Teori Xavasky e o Lula! Eu sou um incompetente mesmo, só não dou um tiro na cabeça porque meu revólver não tem bala na agulha!

aga-1606

Entusiasta da Operação Lava Jato e admiradora do juiz Sérgio Moro, Isaura, a minha patroa, está fazendo felação premiada direto, o que, aliás, tem ajudado nas despesas aqui de casa.

Agamenon Mendes Pedreira é corrupto desempregado.

526
ao todo.
banner_arte_02

BRASÍLIA DE SEGURANÇA MÁXIMA!

Desta vez o Brasil foi longe demais! Continuando assim o país vai acabar indo pra Cucuia! E olha que a Cucuia fica muito longe, quer dizer, ficava. A cada dia que passa, o Brasil se aproxima mais desse lugar imaginário aonde, segundo a minha avó, as coisas iam quando não tinham mais solução.

Pois não é que o Janot pediu a prisão do Eduardo Cunha, do Romero Jucá e do Renan Calheiros?!!! Todos os três de uma vez só. E como se tudo isso fosse pouco, prenderam o Japonês da Federal, o último bastião da moral e dos costumes no Brasil! Foi preso por causa de contrabando. Ora, contrabando hoje em dia é no máximo caso de FEBEM.

Onde vamos parar? O Brasil eu não sei, mas o VLT (Verbas Levadas sobre Trilhos) do Eduardo Paes já parou no segundo dia de funcionamento.

Do jeito que a coisa vai, a única solução é transformar Brasília em presídio. Ou seja, o Brasil vai ser o primeiro país do mundo a ter uma Capital Federal de Segurança Máxima. Muitos inocentes vão ficar presos na cadeia, eu sei, mas a maioria, com certeza, vai saber por que ficou na tranca. Imaginem o PMDB, o PP, o PSC, o PSDB e até o PQP na cadeia. Em pouco tempo, os políticos acabariam se unindo numa facção criminosa: o PCCF – Primeiro “Comamando” – da Capital Federal. Menos o PT, é claro. Os petistas fariam questão de ficar, como sempre, na oposição junto com o PC do B e o PSOL. Os três partidos iriam fundar uma facção rival, o CV – Comando Vermelho.

Espera aí! Mas o Comando Vermelho já existe!!! E daí? Depois de roubar a Petrobras, a Eletrobras, o BNDES, a Caixa Econômica, o Banco do Brasil e o escambau, vocês acham que o PT não iria roubar o Comando Vermelho? Fala sério.

Enquanto isso o governo interino faz de tudo para economizar, aumentando os salários do pessoal do Executivo, Legislativo e Judiciário.

Me refiro-me ao governo Temer-se. Na presidência poder-se-ia diminuir-se os gastos públicos se economiza-se nos gastos em mesóclises, próclises e ênclises. Poder-se-ia, mas não se faz-se.

 

7d5d7fd74d95bfca65b9349e3d2f0b49

Depois de ter as suas verbas cortadas pelo Palácio do Planalto, a ex-presidente em exercício de bicicleta Dilma Roskoff avisou que vai viajar em aviões de carreira. Dilma e sua comitiva vão lotar o compartimento de malas sem alça.

Agamenon Mendes Pedreira é gramático de pé-quebrado.

450
ao todo.
banner_arte_02

TÁ RUIM PRA TODO MUNDO!

Assim como o meu bilau, o PIB encolheu! Pelo quinto ano consecutivo, o Produto Ínfimo Bruto ficou negativado! A “grandeza” de nossa economia já virou motivo de piada, quer dizer, piaba, no mundo dos negócios. Nosso Pibinho já está sendo comparado ao ridículo PIB japonês, que é motivo de chacota nos vestiários e banheiros da comunidade financeira internacional.

Só uma coisa está crescendo no Brasil: o desemprego. Aliás, eu, Agamenon Mendes Pedreira, fui um dos primeiros visionários que saí na frente e acabei sendo demitido de todos os órgãos da imprensa escrita, televisionada e dada de graça no sinal de trânsito. Fui um dos precursores das demissões que reduziram as redações de imprensa jornalística a um cenário de Walking Dead, devastadas, vazias, desoladas. Alguns jornalistas que ainda não foram pra rua têm até medo de ir até o jornal trabalhar, com medo de que surja das trevas algum zumbi faminto que queira chupar seus cérebros! Se bem que hoje em dia tá difícil achar um cérebro no jornalismo brasileiro.

O miserê tomou conta do Brasil e até mesmo o fotógrafo Sebastião Salgado me demitiu do trabalho que eu fazia como modelo miserável de suas fotos sob o argumento que “tá ruim pra todo mundo”. Se não fosse a Isaura, minha patroa, que está costurando pra fora (e pra dentro também), nós já estaríamos passando fome na Rua da Amargura, aliás, onde fica estacionada a nossa residência, o Dodge Dart 73, enferrujado.

Felizmente, meus 17 internautas e meio (menos o anão, que está trabalhando na nova temporada de Game of Thrones), almas caridosas, deixam aqui na minha casa toda semana uma cesta do Hortifruti, cheia de vegetais de duplo sentido. E, às vezes, triplo sentido também! Só uma coisa me dá algum consolo: meu vibrador Rabitt Turbo Power, mas, infelizmente, eu e a Isaura, a minha patroa, não estamos podendo utilizar o erotoaparelho na sua plenitude porque não temos mais grana pra comprar pilha…

02062016_ImagemAgamenon

Os otimistas acreditam que o pior ainda está por vir. Já os pessimistas preferiram todos se mudar pra Venezuela.

Agamenon Mendes Pedreira é cronista e desempregado crônico.

465
ao todo.
banner_arte_02

O SERTÃO VAI VIRAR MORO, O MORO VAI VIRAR SERTÃO!

Nem Glauber Rocha, nas suas maiores alucinações lisérgicas, seria capaz de imaginar um roteiro mais maluco do que a politica brasileira. Se estivesse vivo, Glauber iria pedir uma grana no Ministério da Cultura para a refilmagem da sua obra prima: Enterra em Transe.

As gravações do Sergio Machado são o maior sucesso nas paradas e não param de tocar nas rádios, tevês e até nos jornais. Já saíram até remixes em diferentes ritmos: funk, sertanejo (primário e universitário) axé music, pagode e samba. O Congresso Nacional já está todo dançando.

Ninguém quer mais escutar Ivete Sangallo, Aannittaa, Claudia Leitte, nem Luan Santana. O povo só quer saber  do Sergio Machado Safadão.

Enquanto isso, o ator Alexandre Frota, o Frotinha, foi recebido pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, o Mendoncinha.  Alexandre Frota quer que o Ministério da Educação adote os seus vídeos pornôs como material didático nas aulas de educação sexual. Em seguida,  Frota, que faz parte do movimento Revoltados on-line,  foi até o Palácio da Alvorada para convidar pessoalmente a ex-presidenta em exercício de bicicleta, Dilma Roskoff,  para participar da próxima temporada do reality show “A Fazenda”.

Os artistas tanto fizeram que conseguiram reabrir o

Ministério da Cultura. Durante os protestos mais veementes, um rapaz surfista resolveu ocupar o Caetano Veloso.  Apesar do governo ter voltado atrás, Caetano insistiu que o rapaz continuasse a ocupação “até que o governo ilegal do Temer seja derrubado! Não vai ter golpe!”, gemeu o baiano, compositor de “Eu sou Neguinha”.

Por outro lado,  os cientistas curtiram a ideia de que um evangélico criacionista ficasse com a pasta de Ciência,   Tecnologia e Inovação. Astrônomos, cosmólogos, matemáticos, físicos, arqueólogos e biólogos formaram um grupo de trabalho para verificar se existe algum traço de vida inteligente no Brasil. Mas não adiantou nada: o microscópio eletrônico está quebrado.

Um barco da marinha italiana localizou um bote no meio do mediterrâneo com mais 400 políticos miseráveis do PMDB. Eles recusaram em ser resgatados e explicaram estavam remando desde o Maranhão e queriam chegar na Suíça. Os marinheiros italianos explicaram  para o ignorantes políticos brasileiros que a Suíça não tem mar.

– Não tem mar mas também não tem Moro! respondeu um senador, com sotaque nordestino carregado. Carregado de dinheiro.

destaque agamenon

Um barco da marinha italiana localizou um bote no meio do mediterrâneo com mais 400 políticos miseráveis do PMDB. Eles recusaram em ser resgatados e explicaram estavam remando desde o Maranhão e queriam chegar na Suíça. Os marinheiros italianos explicaram para o ignorantes políticos 

 

Agamenon Mendes Pedreira é quase ex-ministro desempregado.

571
ao todo.
banner_arte_02

MINHA SECRETARIA, MINHA VIDA

Tirando fora o meu bilau, a vida tem andado muito dura para a minha pessoa. Algumas coisas vão mal, mas em compensação o resto, pelo menos, vai pior. Se tivesse a sorte do Zé Dirceu, que, apesar da crise, garantiu 23 anos e três meses de casa, comida e roupa lavada, mas continuo vagando pelas ruas em busca de uma côdea de pão para comer e uma gamela de água para beber. Tenho andado tão miserável que só consegui algum qualquer posando para fotos do Sebastião Salgado. O pior é que o consagrado fotógrafo de fama internacional paga uma ninharia. Sebastião me explicou que se ficar pagando uma grana boa para quem posar para as suas fotos, vão acabar os pobres no mundo e aí ele não vai ter mais a quem fotografar. Faz sentido.

Na minha vida só tenho uma certeza: hoje está bem melhor do que amanhã. Desesperado por um emprego qualquer, tentei uma vaga de ministro da Cultura, único cargo da administração pública que não exige o ensino básico completo. Me dei mal; quando cheguei já tinham fechado o ministério deixando à mingua milhões de cineastas desempregados que na porta faziam uma vaquinha para protestar em Cannes. Na porta encontro o Luiz Carlos Barreto, o Barretão. O coronel do cinema brasileiro estava em pranto convulsivo, ao lado da esposa Lucy e do filho Bruno e da filha Cláudia Adão. Eles estão com medo de perder o Bolsa Família.

Agora virou Secretaria – me explicou o zelador do ex-ministério. Na minha situação, qualquer coisa serve – obtemperei ao humilde servidor, já utilizando-me da prosódia Temer.

Mas para conseguir a vaga tinha que ser mulher, negro ou índio. Não sendo mulher do sexo feminino, nem afrodescendente de epiderme escura, não tive a menor dúvida, tirei a roupa e completamente nu, despido e pelado, de tacape na mão, adentrei a repartição determinado a tomar posse no cargo.

Como sempre, cheguei atrasado. A deputada Benedita da Silva tinha chegado na minha frente, reivindicando a vaga. Além de mulher, negra e favelada, a Bené é casada com o avantajado ator Antônio Pitanga e, portanto, conhece em profundidade, extensão e volume toda a problemática da cultura nacional. E eu ali fingindo de índio em nu frontal não era páreo para a Pitanga do Antônio.

Mas o barraco começou de verdade quando o Caetano Veloso, acompanhado de Paulinha e Flora Gil, ocupou o ministério em extinção sentando em cima das verbas. Desisti.

Embiquei na direção do Palácio da Alvorada. A ex-presidenta em exercício ciclístico, Dilma Roskoff, é a única desempregada do Brasil com direito a carro, avião, segurança e assessoria 24 horas. Na porta da mansão ex-presidencial, encontrei o correspondente da imprensa bolivariana, o The New York Times. Junto com ele, os embaixadores do Equador, El Salvador, Venezuela e outras potências internacionais que não consegui entender o nome. No Alvorada, fiquei sabendo que vários ministros dilmistas tinham entrado em quarentena. Vão ficar seis meses isolados recebendo salário integral sem poder entrar em contato com o trabalho, a população e o desemprego. Só pode ser para não espalhar doença, pois, segundo Lenine, o compositor pernambucano, o esquerdismo é a doença infantil do socialismo.

Por outro lado, o governo do Michel Temer vai indo muito bem, obrigado. O líder governista na Câmara é o deputado André Moura do PSC – Partido do Seu Cunha. Moura tem só três processos por corrupção no STF fora outro, na Justiça comum, por assassinato. Não deixa de ser um avanço.

 

agamenon_20131003_destaque

Desesperado por um emprego qualquer, tentei uma vaga de Ministro da Cultura, único cargo da administração pública que não exige o ensino básico completo.

Agamenon Mendes Pedreira vai ocupar o cofre do Banco do Brasil. Se tiver sobrado alguma coisa.

823
ao todo.
banner_arte_02

TCHAU, CAÍDA!

Numa decisão histérica em Brasília, o Senado Foderal, por 55 a 22 votos, decidiu afastar a presidanta Fudilma Rousseff. Agora a futura ex-presidenta vai esperar o seu julgamento num bunker instalado no Palácio do Jaburu, residência oficial, construída em sua homenagem. Lá, lembrando seus tempos de guerrilheira, Dilma Mocreff vai lutar até o fim, utilizando armamentos pesados, como os canhões Jandira Feghali, Desgraça Foster e Erenice Guerra.

Ao contrário da mídia golpista, como O Antagonista, eu sempre fui contra o impeachment da Dilma! Impeachment é muito pouco pra essa mocreia! Sigam o meu raciocínio: a “presidenta-gerenta”, em apenas quatro anos, aumentou a inflação, diminuiu o PIB, fez o dólar subir, faliu o setor energético e quebrou a Petrobras. Será que a Dilma é uma agente neoliberal infiltrada no PT para destruir a maior empresa nacionalista do país? Nem mesmo o Roberto Campos imaginou que isso um dia iria acontecer.

Revoltada e injustiçada, Dilma reuniu a sua personal imprensa chapa-branca para declarar:

– Escrevam o que estou dizendo! Não vou desistir nunca! Eu ainda vou pegar a Andrea Sadi da GloboNews!

Com lágrimas de crocodilo nos ovos, a outrora Toda Phoderosa foi ainda mais longe em suas acusações:

– E esse golpista do Temer me odeia porque eu já dei uns amassos na mulher dele! Gostosa, recatada e do lar!

O desespero tomou conta de Brasília e o senador Renan Canalheiros resolveu arquivar o processo do presidente interino da Câmara de Torturas, Waldir Maranhão. Num gesto tresloucado, o político representante do baixo clero e do baixo nível do Congresso, Maranhão, fez jus ao seu sobrenome e resolveu anular o pedido de impeachment na mão grande. Ex de Collón de Mello, Renan Canalheiros não quis que sua já manchada biografia ficasse mais suja do que a Baía da Guanabara.

A verdade é que Michel Temer está tendo muitas dificuldades pra montar um ministério pior que o da Dilma. Vivemos uma época de Dilmas magras e quem sabe o que vai acontecer nos próximos meses ou está mentindo ou é petista. O que dá no mesmo.

1205_agamenon_casseta

O comandante do Titanic, Jacques Wagner, já mandou avisar que assim que o governo afundar, vai ser o primeiro a abandonar o navio junto com os ratos da base aliada.

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista de Cristo.

678
ao todo.
banner_arte_02

UM DILMA APÓS O OUTRO

O Brasil está mais parado que o meu Dodge Dart 73, enferrujado, onde vivo ao lado de Isaura, a minha patroa, que, ao contrário da mulher do Temer, não é bela, recatada e nem do lar. Já a presidanta Zika Rousseff passa os dias solitária no seu bunker do Alvorada, que deveria mudar de nome para Palácio da Revoada. Todo mundo está se mandando dali: Jacques Wagner arrumou um emprego de pai de santo em Salvador e Merdinho Silva vai voltar para onde veio, isto é, lugar nenhum.

Ninguém quer mais saber da gerentona mandona que metia o bedelho em tudo. Hoje em Dilma, a presidenta não manda mais p*!#*** orra nenhuma. Outro Dilma mesmo ela pediu para tomar um cafezinho e o mordomo, desbocado e petulante, mandou a quase futura ex-presidanta tomar na AGU. Mas o que deixou mesmo a Dilma bolada é que ela recebeu um bilhete azul para comparecer ao Departamento de Recursos Humanos semana que vem.

O desemprego que assola o Brasil (e que começou pela minha pessoa), finalmente chegou a Brasília. Quem também “partiu para novos desafios” foi o ex-presidente da Câmara, Dedurado Chicuncunha. Partir para novos desafios é o eufemismo atual para quem é demitido do emprego. E o deputado Enrolado Cunha realmente tem pela frente grandes desafios. O primeiro desafio vai ser explicar aquela grana toda que ele tem na Suíça e que ele diz que não tem. Igual ao Lula que não tem o sítio em Atibaia, não tem tríplex no Guarujá e também não tem vergonha na cara.

Com o fim do Reich petista, os companheiros que ainda não foram em cana estão torcendo para serem presos o quanto antes. Pelo menos, na carceragem da Polícia Federal ou na Papuda eles têm garantido casa, comida e roupa listrada lavada.

Na bica de perder o emprego de presidenta, Dilma Roskoff já entrou na fila do Minha Casa Minha Vida. Desde que a casa seja o Palácio da Alvorada, é claro.

Na bica de perder o emprego de presidenta, Dilma Roskoff já entrou na fila do Minha Casa Minha Vida. Desde que a casa seja o Palácio da Alvorada, é claro.

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista sem fronteiras.

690
ao todo.
banner_arte_02

GAME OF TROLHAS

Enquanto cronista e desempregado crônico, empurrei meu Dodge Dart 73, enferrujado, e levei minha residência automotiva até Brasília. Todo esse esforço hercúleo foi pra ver se eu descolava alguma vaga no ministério do Temer. Como todos os meus 17 seguidores e meio (não esqueçam do anão, que está de volta na nova temporada de Game of Thrones) estão cansados de saber, a Capital Foderal é mãe de todos os vices, quer dizer, de todos os vícios. Por isso mesmo, fui até o Palácio do Jaburu, o covil dos golpistas coxinhas, para ver se arrumava um emprego no Ministério da Pesca. Poucos brasileiros conhecem tão a fundo as piranhas de Brasília como eu. Como eu, não: como elas!

Não entendo por que o Michel Temer vive no Palácio do Jaburu! Quem tinha que ocupar essa residência oficial era a ex-atual presidenta Dilma Mocreff e suas “amigas” Desgraça Foster e Erenice Guerra (o sobrenome deve ser porque ela é um canhão). Infelizmente, outros picaretas, aproveitadores e puxa-sacos tiveram a mesma ideia que eu… Era tanta gente pedindo pra entrar no Jaburu que precisava até pegar senha. O meu número era 171.

Depois de muitas horas esperando, finalmente fui atendido pela mulher do Temer que, ao contrário da Isaura, a minha patroa, é bela, recatada e do lar. Apesar de minha idade provecta, tive a impressão que a vice-primeira-dama estava dando mole pra mim, mesmo porque ela gosta de velho. Ledo e Ivo engano! A mulher do Temer me levou para a cozinha, onde me ofereceu um pão com mortadela que tinha sobrado de uma passeata do MST, Movimento dos Sem Trabalho, ao qual sou afiliado desde que fui demitido de todos os órgãos da imprensa escrita, falada, televisada e distribuída de graça na rua. Não era bem aquilo que eu queria comer, mas aceitei de bom grado a iguaria preferida dos petistas de carteirinha.

Em seguida, encontrei por ali o José Serra que, mesmo sendo arrogante, antipático e chato, também tem alguns defeitos. Cotado para vários ministérios, o Homer Simpson do PSDB (Partido Social Democrata Bundão) me aconselhou a procurar uma vaga no “governo paralelo” que a ex-atual presidenta Zika Rousseff está montando e que vai ter sua sede na Penitenciária da Papuda, de onde muitos ministros apenados do PT (Partido da Tranca) já estão despachando.

2904_agamenon_casseta

O vice Michel Temer está se achando e tem recebido diariamente vários pidões para compor seu ministério. Temer, assim como a Dilma, faz questão de ser tratado como “presidento”.

 

Agamenon Mendes Pedreira está cotado para o Ministério da Falta de Saúde.

 

303
ao todo.
banner_arte_02

COSPE OU ENGOLE?

O Brasil está desmoronando e começou justamente pela ciclovia da Niemeyer. Também pudera, foram batizar o viaduto de Tim Maia e todo mundo sabe que ressaca e Tim Maia sempre foram incompatíveis. Se fosse o nasoduto Brasil-Bolívia até que a homenagem ao genial “Síndico” faria algum sentido.

Mas o fato é que a ciclopassarela, depois que virou pó, foi analisada pelo perito Paulo César Pereio, que atestou que o concreto era malhado, de quinta categoria. Realmente, as coisas não estão cheirando bem no Rio de Janeiro e, desta vez, nem se pode colocar a culpa na Baía de Guanabara.

Enquanto isso, no resto do Brasil outra questão de fundo divide a sociedade. A “esposa” do ministro do Turismo, D. Milena Santos, ostenta o título de Miss Bumbum de Miami no seu avantajado currículo (com trocadilho, fazendo o favor).

E, para mostrar como pretende aumentar o afluxo de turistas ao Brasil, a patroa do ministro posou para um ousado ensaio fotográfico no gabinete do ministro. Na sessão de fotos, Milena fez questão de mostrar os vales profundos, as furnas escuras e as matas não tão virgens que os viajantes estrangeiros tanto apreciam.

O Brasil cada vez se divide mais. Depois dos Coxinhas e Mortadelas, de Esquerda e Direita, dos Golpistas e Governistas, agora apareceu mais um racha. Os Cospe e os Engole. Depois que o deputado Jean Willis cuspiu no deputado Jair Bolsonaro no meio do plenário da Câmara dos Deputados, a cusparada virou o argumento definitivo nas discussões políticas. Por isso mesmo, no fim de semana passado o ator dramático Zé de Abreu exerceu o seu direito de resposta cuspindo num casal em São Paulo.

Por causa de polêmica do Cospe ou Engole, a minha patroa, a Isaura, autoridade em etiqueta em bacanais de família, foi convocada pela GloboNews para esclarecer qual o comportamento adequado numa suruba  em que a política obrigue as  constantes trocas de posição e que acabam colocando na própria boca dos participantes coisas que normalmente não oralizariam.  Segundo a Isaura, a minha patroa, nesse tipo de colóquio erotopolitizado a etiqueta determina que, em nome da boa convivência, o correto é engolir. É melhor engolir do que ficar polemizando.

28-04 bunda

A sabedoria popular diz que não se cospe em prato que já se comeu, a não ser, é claro, no caso de promover a lubrificação.

Agamenon Mendes Pedreira é campeão infantojuvenil de cuspe a distância.

277
ao todo.
banner_arte_02