DIÁRIO DE UM DETENTO

Continuo aqui com os meus manos do PT (Partido da Tranca) pagando uma etapa na Papuda. Apesar da comida e da moradia de grátis, tipo 0-800, tenho que aturar as ordens do companheiro Josef Dirceu que insiste em aplicar as técnicas de guerrilha que aprendeu em Cuba. O tirânico Dirceu nos acorda às quatro da manhã e, imediatamente, nos manda para o banho gelado. Lá mesmo, debaixo do chuveiro, o comandante começa um puxado treino de defesa pessoal com o famoso exercício do sabonete no chão. Para escapar das investidas homoeróticas dos gulosos apenados, aprendemos com Dirceu várias técnicas de artes marciais, como a imobilização peniana, o sossega leão no saco e a mais mortal de todas: o estrangulamento reto-furicular.

Exauridos e suados, vamos para o pátio do presídio onde temos direito, como todo prisioneiro, a uma hora de banho de PSOL. Ficamos 60 minutos escutando as arengas revolucionárias de Heloisa Helena, Chico Alencar, Milton Temer, Marcelo Frouxo e outros esquerdistas que correm o risco de extinção.

Depois da doutrinação política, Dirceu, o Guia Genial dos Presos, inicia uma série de treinamentos de guerrilha. A começar pela técnica de camuflagem, já que, na cadeia, devido à falta de mulher crônica, quase todo mundo camufla. Depois vêm os exercício de tiro, seguidos pelo exercício de boto. Tiro e boto, tiro e boto e assim, alternando sucessivamente, até o supremo êxtase final. Após essa prática exaustiva de homossexualismo-leninismo, Josef Dirceu, para relaxar, nos oferece um cigarrinho e tomamos uns drinks como o Dry Martini, o OldFashioned e o meu preferido: o CoquetelMolotov.

Esfaimados com o treinamento intenso chega a hora da bóia onde é servida a quentinha. Cada dia, um preso voluntariamente entrega a sua quentinha para a saciar a fome dos colegas já que estamos em regime semi-aberto, quer dizer, semi-arrombado.

Na parte da tarde, cada um vai pro seu serviço. Zé Dirceu vai para o hotel onde arrumou um emprego público: ganha muito e não faz nada. Genoíno, sempre combalido e com alguma ziquizira, vai pro hospital se submeter aos caprichos de mais uma junta médica.Enquanto isso, Delúbio Soares planeja a construção de um túnel para escaparmos da Papuda. A obra vai ficar a cargo de uma grande empreiteira que vai superfaturar a obra e a grana vai toda pro caixa 2 do PT (Partido da Toupeira).

Esta semana realizei uma das minhas fantasias sexuais : recebi a visita íntima de duas galinhas militantes do PT e fizemos um ménage-a-trois.No final da bagunça, cada uma botou um ovo. E eu, dois.

Assim como Josef Dirceu, o ex-tesoureiro Deroubio Soares também está trabalhando na contabilidade do PT.

 

 PENSAMENTO DO BLOG

O PIB do Brasil está parecendo o bilau do Agamenon: é ridículo.

Isaura Mendes Pedreira

LULU

Agamenon Mendes Pedreira é chavista de cadeia.

banner_arte_02

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *