O NATAL DO TAPETÃO

Há muito tempo não se via uma jogada dessas no futebol brasileiro. Graças ao TJD (Tribunal de Jogadas Deprimentes) o Fluminense, mais uma vez, escapou das Segunda Divisão. O Tricolor das Laranjeiras agora vai ser conhecido como o Triroubou das Laranjeiras. Animados com a conquista de mais esse título nos tribunais, os dirigentes do Tapetense Futebol Clube prometem reforçar o time com novas contratações: Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello, porque melar é muito importante pra o Fluzão.
E quem ficou muito p*#*#!*uto com essa parada foi a Portuguesa, que é uma espécie de Vasco da Gama de São Paulo. Os padeiros paulistas de injuriadas com o placar final do Tribunal, ameaçam entrar em greve e deixar a cidade de São Paulo sem rabanada no Natal.
O Brasil é o país do Tapetão: tudo se resolve no Tribunal. Em vez de fazer estádios monumentais pra Copa, o Brasil tinha mais é que construir fóruns padrão FIFA com arquibancadas, vestiários, camarotes e cabines pro Galvão Buenonarrar os melhores lances dos processos jurídicos.

A torcida do Fluminense, alheia à tudo e a todos, está comemorando até hoje o resultado do julgamento e não para de cantar o hino do Fluminense, agora com uma nova letra:

Sou tricolor no Tapetão
Continuo na Primeira Divisão
O time escapou da guilhotina
Não pagamos nem propina
O Tribunal é tricolor!

Salve o bendito Tapetão
Quase fomos pra Segunda Divisão
Com um bom advogado e seu terno em fino corte
E é só abrir a caixa forte
Pro desembargador!

Animado por continuar na Primeira Divisão, o Fluminense apresentou à imprensa o novo uniforme que vai usar no ano que vem.

 FIGURAÇA DO NATAL

Papai Noel, o Bom Velhinho – Hoje em dia, ninguém mais acredita em Papai Noel e comunista, não necessariamente nessa ordem. Mas quando chega a época do Natal, as grandes lojas de magazines e shoppings sempre colocam um velho comunista barbudo sentado num trono para tirar foto com as crianças. Mas devo confessar que, apesar de materialista dialético, acredito em Papai Noel. Mesmo porque já vi ao vivo o bom velhaco. Certa noite de Natal, cheguei mais cedo em casa e surpreendi um senhor idoso com um enorme saco vermelho que caía pelas bordas da cama. Era o Papai Noel! E como diz aquela velha canção natalina, Papai Noel não esquece de ninguém. Ele trouxe um par de chifres pra mim. A Isaura, a minha patroa, ganhou um peru Sadia, quer dizer, um peru sadio.

EXCESSOS NATALINOS

       Dr. Jacintho Leite Aquino Rêgo, MD

Nessa época de comemorações festivas de final de ano, as pessoas costumam se exceder nas libações alcoólicas e no consumo excessivo de destilados (e de outros lados também). Perto da meia-noite, os eflúvios do álcool etílico sobem a mente do homem, deslocando a libido, que estava quieta no seu canto, para regiões remotas da anatomia humana. Neste momento, o indivíduo entorpecido abandona num piscar de olhos a sua condição de espada-ortodoxo e passa a ser dominado por um incontrolável (e indomável) desejo de romper o Ano Novo. Infelizmente, a Psicoproctologia Aplicada nada tem a fazer nesses casos. Apesar disso, existe uma luz no fim do túnel: a Cirurgia Plástica já consegue, hoje em dia, realizar muito mais reconstituições do pavilhão reto-furicular do que há 20 anos atrás (com trocadilho, por favor).

PENSAMENTO DO BLOG

“ Um dia é do caça sueco, o outro é do caçador. ”
Sabrina Saito, Ministro da Aeronáutica

 Agamenon Mendes Pedreira é o Espírito de Porco do Natal.

banner_arte_02

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *