A MICOPA DO MUNDO É NOSSA!

Nunca Dante na história deste país a seleção verde -amarelona tomou uma goleada tão humilhante como aquela que sofreu da Alemanha! Foi uma derrota pornográfica: o Brasil ficou de 4 e os alemães meteram 7! Mas os marqueteiros do governo não perderam tempo. Segundo João Sacanna, esta derrota fragorosa foi mais um sucesso retumbante do PAC, Programa de Aceleração do Chocolate. Depois da queda do viaduto do Mineirão, o Brasil assistiu apatetado ao desabamento da seleção brasileira. Antes da Copa do Mundo, a presidenta Dilma Roskoff temia um apagão de energia. Só não sabia que o apagão ia acontecer justamente com o time do Brasil!

Influenciados pela ausência do Neymar, nossos jogadores também resolveram,em solidariedade, não entrar campo. Diante da superioridade futebolística da raça ariana pura dos alemães Boateng, Khedira e Oesil, os pentacampeões do mundo amarelaram, quer dizer, verde-amarelaram. O passeio dos alemães foi tão grande que quase todos os jogadores da seleção da Alemanha fizeram um gol! Menos o Neuer! No final da partida, o técnico Joachim Löw mandou a sua avó para o aquecimento pra ver se a velha fazia o seu golzinho também.Após a vitória acachupante sobre o Brasil, em toda a Alemanha as ruas ficaram desertas: sempre que os alemães querem comemorar alguma coisa, eles invadem a Polônia.

A Copa acabou terça-feira para o Brasil! Mas não pra mim. Até a partida final, continuarei vendendo ingressos falsificados na porta dos estádios. Apesar de muitos falsários terem sido presos, eu continuo livre e solto o que prova a qualidade das minhas falsificações padrão FIFA (Falsification Ingress Football Association)! O que as pessoas não entendem é que a FIFA só organiza a Copa do Mundo de 4 em 4 anos pra vender ingressos no câmbio negro, ou melhor, câmbio afro-descendente. É aí que está a grana!

“Após a vitória acachupante sobre o Brasil, em toda a Alemanha as ruas ficaram desertas: sempre que os alemães querem comemorar alguma coisa, eles invadem a Polônia.

E neste domingo no Maraca, vou fazer meu último bico de “vallet parking” do jegue no qual o ex-presidente em exercício, Luísque Inácio Mula da Silva, insistiu em ir aos jogos da Copa. A besta do ex-presidente se chama Goró e, como todo asno, de vez em quando empacava e só se mexia depois que eu lhe dava um gole de cachaça. Pra quem não sabe, o jegue do ex-presidente é um ruminante movido à álcool. Ao contrário dos higiênicos torcedores japoneses, o burro do ex-presidente, o Goró, não tinha a menor vergonha de fazer o número 2 na frente de todo mundo: na porta do estádio, na tribuna de honra, nas arquibancadas e até no Media Center. Ainda bem que esta revista não tem cheiro porque o Goró é capaz de produzir os mais fedorentos “downloads ”, comparáveis às alianças partidárias em época de eleição e ao desempenho da seleção brasileira.

Pois é, os estádios custaram tão caro, teve tanta roubalheira, pagaram tanto dinheiro pros empreiteiros, foi tanta propina que não sobrou grana pra comprar a Copa… E vamos combinar : da próxima vez, nada de se candidatar de novo pra sediar o Mundial no Brasil. Isso dá o maior azar.

Uma coisa boa dessa Copa foi a confraternização entre nós, os jornalistas de imprensa. Nós somos os olhos, os ouvidos e outros orifícios da sociedade. E por isso mesmo, longe de casa e de nossas patroas, estamos sempre em busca de um “furo”. Furo, de reportagem, é claro.

Lembrarei com saudade da Granja Comary, o aviário – sede da CBF (Confederação Brasileira de Frango) onde ficávamos o dia inteiro dando entrevista uns pros outros e enchendo linguiça. Por causa disso, quando essa Copa acabar, muitos jornalistas vão ser convidados pra trabalhar na Sadia. Com exceção da Fátima Bernardes que já é contratada da Seara.

Fotos Veja Impresso 5 site 01

Assim como em 1950, mais uma vez a vaca foi para o brejo na Copa do Brasil. Mas, pelo menos, dessa vez era um brejo Padrão FIFA.

SOBE

Inflação bate na trave e entra.
Zuñiga nas costas do Neymar.
Camisa da Flalemanha.

DESCE

Viaduto do Mineirão.
Seleção brasileira.
Cambista da FIFA.

 

INSTAGRANA DO AGAMENON

Fotos Veja Impresso 5 site 02

Até agora ninguém entendeu porque o moralista e careta Felipão, num gesto obsceno, deixou o Ganso de fora.

 

 

banner_arte_02

1 comentário

  1. Ricardo de Miranda   •  

    “sempre que os alemães querem comemorar alguma coisa, eles invadem a Polônia.” kkkkkkk Foi d+, Agamenon!!! kkkkkkk Frase padrao FIFA (Funny International Football Association). kkkkkk
    Abracos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *