DILMA: A PATROA EDUCADORA

A Educação no Brasil, para ser uma bosta, ainda tem que melhorar muito.  Pra piorar o baixo nível, as nossas “otoridades” insistem em dar um péssimo exemplo ao nosso povo analfabeto. Veja o caso do ex-governador  do Ceará Cid Verte, que foi ao Congresso, xingou o presidente da Câmara, Eduardo Pulha, chamou os deputados de picaretas achacadores e depois renunciou ao cargo de Ministro da Falta de Educação. O esquentado irmão do nervosinho Ciro Gomes disse que não vai mais ficar no governo ENEM  fu*#!!!*#!*dendo. Por falar em ENEM, o governo tinha que obrigar os 39 ministros a fazerem a prova pra ver se entre as otáridades existe algum analfabeto funcionário, quer dizer, analfabeto funcional.

O problema do Brasil é que a presidenta Fudilma Rousseff ainda vive nos  tempos da luta armada. A luta armada era uma espécie de MMA ideológico, que empolgou a juventude coxinha revolucionária da década de  60. Sigam-me o meu raciocínio: Dilma já disse uma vez que o Zé Dirceu era seu “companheiro em armas”. Que armas? Só se for o canhão, um armamento que é a cara da presidenta. E agora vem a SECOM, Sectária de  Comunicação Maniqueísta, que mandou os blogueiros chapa branca fazerem uma “guerrilha” na Internet contra a elite branca e os coxinhas.

E tem mais: que papo racista é esse de elite branca? Tem algum negro no  ministério da Dilma? A única coisa que está preta ou afrodescendente é a situação do governo segundo a mais recente pesquisa do DataTrolha. E esse papo de coxinha, então? É melhor ser coxinha do que pastel!

19-03 agamenon

Segundo os geólogos, o terremoto que atingiu o governo da presidenta Dilma Mocreff atingiu 12 graus na escala Richter.

Agamenon Mendes Pedreira é coxinha com catupiry.

692
ao todo.
banner_arte_02

2 Comentários

  1. Pingback: Leia a coluna do Agamenon: DILMA: A PATROA EDUCADORA « Marcelo Madureira – VEJA.com

  2. Louisc   •  

    O Ministerio de Des-Educação deveria fazer um programa direcionado para a turma do Bolsa-Capim – aqueles portadores do neurônio solitário, que por falta do Teco votaram na Dilama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *