OLIMPÍADA É JOGO JOGADO

Os Jogos Olímpicos ainda nem começaram, mas o meu Dodge Dart 73, enferrujado, já se encontra estacionado bem no meio da praça da Vila Olímpica. Aliás, de vila não tem nada e de olímpica, muito menos. Trata-se de um imenso COHABÃO no meio do nada. Se bobear, é o pessoal da Milícia ou do Comando Vermelho quem está garantindo a segurança da “comunidade”. A Vila Olímpica é mais um programa de inclusão social, junto com o projeto Minha Medalha Minha Vida, ambos obras do PAC, Programa de Aceleração da Catástrofe. Fazem parte do legado olímpico da quase ex-presidenta Zica Roskoff. Dilma será excluída dos Jogos por conta de usar anabolizante nas contas públicas. O Lula será banido do esporte por doping mesmo.

A Rio 2016 já começou em barraco. Barraco, no caso, são os alojamentos dos atletas, que antes da inauguração já estavam caindo aos pedaços, tudo desabando. Em compensação, os empreiteiros brasileiros bateram recordes olímpicos em quatro estilos: superfaturamento, corrupção sem barreiras, roubo sincronizado, levantamento de verbas. Ainda nas modalidades de Cinismo, Sacanagem Slalom e Crawl no dinheiro público, também levaram ouro já depositado num Paraíso Fiscal.

Desde que o Brasil foi escolhido como sede dos Jogos Olímpicos, os políticos e as empreiteiras brasileiras já estavam em clima de “já ganhou”! Já ganhou bilhões de dólares, já ganhou concorrência fraudulenta e já ganhou no Caixa 2.

Mas na Vila Olímpica, sem luz nem água, o ambiente é de puro sexo. Ninguém é de ninguém e faz um calor dos diabos, mesmo porque o ar condicionado não funciona. Milhares de atletas de todos os povos e sexos possíveis, suados e besuntados, passam dias e noites em maratonas e refregas olímpicas onde o importante não é vencer, mas competir, seja no individual ou por equipe no revezamento de quatro por quatro. A passagem de bastão de mão em mão, salto com ou sem vara, sem falar nas lutas marciais, como o Judô, o Judei e o Judamos, que é por equipe. Apesar da minha idade avantajada, tenho uma enorme experiência olímpica. Meus índices são notáveis tanto em distância como em calibre e comprimento, deixando espantados até mesmo os atletas africanos. Só a Isaura, a minha patroa, continua reclamando de meus altos índices de velocidade. Segundo a insaciável criatura, sou uma espécie de Usain Bolt do sexo, tudo acaba em menos de 10 segundos. Devassa por natureza, Isaura prefere as corridas de fundo.

pele

Os jamaicanos estão fissurados para que o fogo olímpico seja aceso o quanto antes, mas o Rei Pelé já avisou que vai apertar a pira mas não vai acender agora.

Agamenon Mendes Pedreira é parajornalista olímpico.

72
ao todo.
banner_arte_02

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *