O “X” DO PROBLEMA

Pois é, o ex-bilionário e atual presidiário Eike Batista, mais uma vez, foi longe demais. Foi até os Estados Unidos para tentar escapar da Polícia Federal brasileira. Mas não adiantou nada, entrou para a lista dos procurados da Interpol e já tem reserva confirmada no SPA de segurança máxima de Bangu.

Como não tem curso superior, Eike vai ter que ir para a cana comum. Essa possibilidade deixa o Eike apavorado. Ele tem medo que seus colegas de cela façam com ele o que ele fez com todos os otários que compraram ações das empresas X. Mas, infelizmente, as cadeias brasileiras também têm coisas ruins e dolorosas. Eike pode ficar preso na mesma cela do ex-presidentionário Luísque Inácio Luma da Silva, que, como todos sabem, também é chegado a um assédio na cadeia.

Eike é um homem megaLUMAníaco, por isso mesmo só casa com mulheres caríssimas e que não dão recibo. Vaidoso, faz questão de usar uma peruca para esconder as suas negociatas mais cabeludas, mas que a Polícia Federal já está careca de saber.

O problema do Eike foram as más companhias: as más companhias que ele inventava com o dinheiro dos outros e que nunca saíram do Power Point. Nem o Bill Gates em pessoa ganhou tanto dinheiro com o Power Point.

Antes de virar foragido, Eike Batista estava desenvolvendo uma nova pasta de dentes revolucionária. Ele pretendia vender o tal dentifrício para os seus sócios, que vivem com o sorriso amarelo.

 

31-01 agamenon eike

Empresário visionário, Eike Batista colocou uma coleira eletrônica na Luma quando era casado com ela. Mas não adiantou nada: ela fugiu escorregando pela mangueira do bombeiro.

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista em regime alimentar semiaberto.

 

15
ao todo.
banner_arte_02

1 Comentário

  1. Ricardo Bath Crrespo   •  

    Lucida sinopse ,aliás como sempre, um verdadeiro colírio para os amantes da legalidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *