O PARQUE DOS BOLSONAUROS!

Enquanto brasileiro desempregado e negativado agora sou bolsonarista de carteirinha. Sou mais Bolsonaro que o Alexandre Frota, o Kid Bengala e o Oscar Maroni juntos engatados num trenzinho. Por isso mesmo já transferi o meu Dodge Dart 73, enferrujado, antes estacionado na Rua da Amargura, s/n, para a porta do condomínio bolsonarista, que fica na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro.

Agora sim poderei me dedicar diuturna e, diariamente, a puxar o saco do Mito com o intuito de fazer arrumar “algum”  qualquer no governo. O problema é que tem tanta gente pendurada no saco do presidente eleito que não nem dá mais para separar o que é mão do que é escroto. No fundo (e no raso) é tudo a mesma coisa. Inclusive, já sugeri ao General Tourão e o General Hellenão a ideia de criar um programa de inclusão social o “Bolsa Nauro” que vai pagar um subsídio aos militantes bolsotecas.

A única coisa que não gostei na festa do Bolsonauro foi aquela reza comandada pelo Magno Malta, o oportunista de Cristo. Foi um ato de fé, reconheço. Mas todos sabem que o Brasil é um país laico. Estado é religião tem CPF diferentes. Jesus Cristo disse: “A Deus o que é de Deus, a Chico César o que é de Chico César” ( Pronômios 3, 5). A Fé é muito importante e os brasileiros tem muitas fezes: cristãos, muçulmanos, judeus, macumbeiros, espíritas, candomblecistas, umbandistas, zoroastristas, evangélicos, sem falar nos ateus e nos atoas como eu.

Mas ao contrário do que pensa o Chico Buraque, o problema não é o Bolsonaro, mas sim os bolsonaristas que no seu fanatismo bolsomitico confundem o raciocínio do capitão com boçalidade e ameaçam dar porrada em quem não concordar com que o como pensam. Mas aí é que está a questão: o pensamento destes caras se resume a 400 flexões, 600 abdominais e mil polichinelos.

Para o bolsoanabolizado fanatista de direita todo mundo é um perigoso comunista inclusive o cara que ele pegou no quarto, socializando, a “esposa” dele.

É tudo a mesma coisa. Antes, nos governos comuno- petistas, tinha aqueles barbadinhos cabeludos, camiseta do Che Guevara, boné do MST, chinela alpercata e bolsa de couro. Agora é só mudou um pouco. Agora é um bando de mocorongo parrudo,cabelo reco, camiseta apertada e um olhar distante na tentativa de dar a impressão de que está entendendo alguma coisa. É como se o Carlos Massaranduba tivesse chegado no poder.

Mas tem que se tomar muito cuidado, ao contrário dos matusquelas do PT, estes caras são fortes pra caramba e, como no Exército, não costumam “ponderar”. Ordem dada é agressão cumprida.

O que me deixa satisfeito e consolado é que além da soja, do futebol e do samba, a estupidez é uma coisa que une a todos os petistas e bolsonaristas radicais. Já é um bom começo.

Como vocês pode ver na foto na foto abaixo já estou com a mão no Bolso do Bolsomito.

Agamenon Mendes Pedreira agora é Agamito Mendes Pedreira

banner_arte_02

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *