banner_arte_02

A SILAS O QUE É DE SILAS

Proprietário e CEO da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, o Pastor Silas Malafaia foi levado na “coercitiva” para prestar esclarecimentos na Polícia Federal. Malafaia foi pego pela Operação Timóteo, uma jogada que cobrava das prefeituras os royalties da exploração mineral. Quer dizer: não satisfeito em viver de explorar os animais e os vegetais, Silas resolveu também explorar os minerais.

Injuriado com a situação, Malafaia ameaçou “federais” com a Ira Divina. Advertiu seus captores que Deus, com sua infinita sabedoria, mandaria um raio bem em cima do camburão. Mas o Todo-Poderoso, por sua vez, mandou avisar, através do seu advogado (que, aliás, também trabalha para o Diabo), que não tem nada a ver com essa “bronca” do Malafaia, assim como também não tem tríplex no Guarujá, sítio em Atibaia nem está na lista da Odebrecht. Como todos também sabem, Deus é um grande empreiteiro: ganhou a concorrência para fazer todo o Universo, inclusive as estrelas e os planetas.

Todo mundo sabe que Silas Malafaia não é santo, mesmo porque evangélico não acredita em santo. Malafaia é crente, crente que é inocente. Silas Malafaia é um homem polêmico. Alguns acham que ele é um picareta, outros acham que ele é apenas desonesto. Silas Malafaia é um homem de muita Fé. É adepto da Teologia da Exploração. Empreendedor, Silas, depois de muitos sacrifícios – dos outros –, realizou o sonho da Igreja Própria. Homem conservador, conserva o dinheiro dos seus seguidores para evitar que as tentações de Satanás e as liquidações de final de ano levem a grana destinada às suas obras missionárias, como, por exemplo, a Casa da Fé de Búzios. Silas Malafaia defende posições radicais: é contra os gays e contra a descriminalização do aborto, mas, em compensação, é a favor da safadeza.

url

Graças ao Luciano Huck e a Lei Roubanet Agamenon transformou o seu Dodge Dart 73, enferrujado, em igreja evangélica.

Agamenon Mendes Pedreira é um homem sem Fé, mas com um Dodge Dart 73, enferrujado, estacionado na Rua da Amargura.

501
ao todo.
banner_arte_02

UMA MÉDIA COM PÃO E GUIDO MANTEGA

Assim fica difícil acompanhar o noticiário da bandidagem nacional. Aliás, está cada vez mais difícil ser desonesto no Brasil, a concorrência é acirrada e desleal e, se tem uma coisa que me deixa injuriado, é ver bandido roubando bandido! Cadê a ética neste país?

Vamos aos flatos:

Esta semana prenderam o Guido Mantega. Depois soltaram. Neste prende e solta, solta e prende, o Guido Mantega parece um mais intestino grosso: só faz merda. E foi isso mesmo que ele mais fez na Economia. Fora isso, Guido dedicava as suas horas de lazer achacando empresários como o Eike Batista. Isso mesmo, achacando como se fosse um jornalista marrom, quando todo mundo sabe que Mantega é economista. Extorsão no Brasil, que eu saiba, ainda é atividade exclusiva de jornalista e Polícia Militar carioca. Não necessariamente nesta ordem.

Mesmo sendo ministro, Guido Mantega não poderia sair por aí chantageando os outros sem ter registro profissional na carteira e sem pagar a prestação do Sindicato dos Jornalistas (filiado à CUT). Mas o juiz Sérgio Moro vai acabar com essa bandalheira! Ora se vai!

É por causa dessa concorrência desleal que eu, assim como 12 entre 10 brasileiros, me encontro perdido, desempregado, na rua da amargura sem número e com o IPTU atrasado, e pior: sem ter como comprar um apê em Portugal.

Estava tudo muito calmo no Brasil estas últimas semanas… Já estava dando para desconfiar. Na verdade, como todo mundo sabe, a Justiça é cega e, em sendo cega, estava participando da Paralimpíada jogando futebol de cinco no time do Brasil.

Agora que os jogos acabaram, a Justiça pôde voltar aos seus afazeres e já saiu colocando o Lula e a Dona Marisa no banco dos réus da Operação Lava Jato.

Lula, como não poderia deixar de ser, escafedeu-se. Fugiu do Brasil e se mandou para o Nordeste. Parece que lá ainda tem alguns alguéns que acreditam nele. O povo nordestino, como se sabe, crédulo e miserável, acredita no Padim Ciço, na Irmã Dulce, na Mula Sem Cabeça, no Saci Pererê, no Boi Tatá, na Cegonha, no Papai Noel e em outras entidades do folclore afro-brasileiro.

Ah! Os artistas também.

23-09 AGAMENON

Como bem disse o Lula, ao contrário dos funcionários públicos, político, mesmo ladrão, tem que trabalhar todo ano pedindo voto.

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista em regime semiaberto.

594
ao todo.
banner_arte_02

QUEM NÃO DEVE NÃO TEMER!

Enquanto jornalista desempregado (coisa cada vez mais comum no Brasil), tenho passado os dias perambulando pelas ruas de Brasília. Como a Capital Federal não tem esquina, anda-se pra caramba e não se chega a lugar nenhum. Mais ou menos como o Brasil. Sobrevivendo como figurante de passeata, passo o dia entre um sanduíche de mortadela aqui, uma coxinha ali e vai-se levando. Vocês sabem onde.

Fiquei dois dias sem dormir perambulando pelos corredores do Congresso na tentativa de passar por deputado e assim descolar algum qualquer vendendo o meu voto, contra ou a favor, tanto faz. Na madrugada cheguei a ocupar os microfones do Parlamento por duas vezes, onde pronunciei dois discursos candentes: um contra e outro a favor do impeachment. Faço qualquer negócio para aparecer na GloboNews.

Exausto, arrumei um canto no plenário para repousar o meu encanecido esqueleto. Tirei o meu surrado paletó, que dobrado funciona como travesseiro, e adormeci profundamente crente que estava em local seguro. Ledo e ivo engano. Ao acordar, na manhã seguinte, percebi que tinha sido roubado. Levaram tudo o que eu tinha, se é que eu tinha alguma coisa. Um bando de Deputados de Rua promoveu um arrastão de madrugada levando o que viam pela frente. Me deixaram totalmente despido, nu e pelado. Pior! Para completar o esculacho, espetaram uma bandeirinha escrito “Não Vai Ter Golpe” em orifício remoto da minha anatomia.

Graças a funcionários piedosos da Câmara dos Deputados, consegui uns trapos andrajosos para tampar as minhas partes pudendas, que, afinal, não são tantas assim. Recomposto, passei a assistir à romaria de deputados ao microfone onde, um a um, proferiam seus intermináveis votos. É comovedor como os nossos parlamentares pensam nas suas famílias. Antes de cada voto faziam questão de declarar que votavam pela mulher, pelos filhos, pelo pai, pela mãe, pela vó e pela tia. Agora eu entendo por que os políticos brasileiros quando se elegem para um mandato a primeira coisa que fazem é arrumar um emprego para cada um dos seus familiares.

Justiça seja feita, um marco histórico foi alcançado e vai ficar para os pósteros: pela primeira vez o povo brasileiro viu os parlamentares brasileiros trabalharem. Chegaram mesmo a virar a noite fazendo serão!!!! Desconfio que eles só fizeram isso para aparecer na GloboNews.

E, para finalizar, apesar de não ter emprego nem mandato, em nome de minha patroa, a Isaura, em nome do meu psicoproctologista, Dr. Jacintho Aquino Rego, em nome do Enéas, o meu cunhado esquisitão, eu, Agamenon Mendes Pedreira, voto assim!!!! E assado.

Mountain-biking-on-the-Isle-of-Skye

Enquanto isso, no Palácio da Alvorada, uma criatura solitária pedalava a sua bicicleta pelos imensos salões desertos e escuros. Era a presidenta Zica Roskof dando as suas últimas pedaladas, alheia a tudo e a todos.

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista desempichado.

685
ao todo.
banner_arte_02
banner_arte_02

FESTA DE ARROMBO

O Brasil está no maior buraco, o Orçamento da União tem um rombo gigantesco e o governo só vive dando furo. E a culpa de tudo isso que aí está é da presidenta Dilmanta Rousseff, que continua fazendo ouvidos de Mercadante aos apelos da Nação e não pede pra sair. Já vi muitas crises, participei de muitas negociatas e testemunhei diversos escândalos e posso afirmar que a situação está preta, quer dizer, está afrodescendente. A vaca foi pro brejo e, o que é pior: o brejo secou e está no seu volume morto.

Para dar o exemplo, Dilma Youssef finalmente resolveu fazer alguns cortes: cortou os carboidratos e o glúten. O ministro Barbosa, ex-TV Pirata, está estudando acabar com alguns ministérios, entre eles o Ministério da Ociosidade Social e a Secretaria Especial de Porra Nenhuma. Também querem acabar com o Ministério da Pesca, que abriga as garotas de programa assistencialista ligadas ao PT. O problema de desempregar as piranhas do Planalto é que os petistas têm uma relação muito forte com as suas mães e não querem abandonar quem os pariu.

Como sempre acontece nas horas de aperto, já está decidido quem vai pagar o pato: você! Com a volta da CPMF, Contribuição do Pato Monetário Fiscal, o governo acha que vai tapar o rombo com a peneira. Mas a maioria dos analistas políticos acha que, atualmente, não se deve falar em rombo em casa de arrombado. Na verdade, não é só rombo. É roubo também. E a batata do ministro Joaquim Levey só não está assando porque o governo, no desespero, teve que cortar o subsídio à batata.

04-09_coluna

Os ministros Nelson Babosa e Joaquim Levey ainda não resolveram qual vai ser o tamanho da naba que os brasileiros vão ter que levar.


Agamenon Mendes Pedreira
arromba mas faz.

219
ao todo.
banner_arte_02

A NOVA CARA DO VELHO CARA

Todos os meus 17 leitores e meio sabem que eu, Agamenon Mendes Pedreira, sou voto vencido lá em casa, ou melhor, lá no meu Dodge Dart 73. E foi assim que Isaura, minha fogosa patroa, me convenceu a comprar uma televisão HD.

Emocionado com a alta definição, resolvi contratar o melhor artista que o meu finado dinheiro pode pagar para fazer um retrato meu. E aqui estou, Agamenon Mendes Pedreira em full hd.

Obrigado, Elias Silveira.

2H0NMf7GuEbsAbdW1363XrcjZ14n1iOizGvwRKLv3wY,3AqBVLGX_t2iZu7bhgnf0iVNxGDBzJGPh7pkpJu4Ff8,M8x2hzz1cwz0GSvv4RG-HXCm9O7hjHtXIHrv2vGoiTk,9NAaQoUdCwwT4ywpdafhMS3-rUimtbf09myRVSAI2o8

 

2
ao todo.
banner_arte_02

CODINOME BEIJA-FLOR

Ontem foi quarta-feira de cinzas, hoje é quinta-feira de cinzas e amanhã será sexta-feira de cinzas. O carnaval não acaba nunca no Brasil. Na verdade, vai durar até 2016: em Brasília foi votada uma lei ampliando a duração do período momesco até, pelo menos, o carnaval do ano que vem. É que a Polícia Federal ficou de anunciar a lista dos políticos envolvidos no petrolão, depois que o Big Brother acabar. Mas se 2015 ainda não acabou, pelo menos, o carnaval já tem um grande vencedor. É o Grêmio Recreativo Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis com o enredo “Um Griô Conta a História: um Olhar Sobre a África e o Despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos Sobre a Trilha de Nossa Felicidade”. Como se pode perceber, o enredo é muito maior que a extensão territorial da Guiné Equatorial propriamente dita. Só para fazer a análise sintática do enredo foram gastos mais de 2 milhões de reais! Quem patrocinou a escola, comparecendo com 10 milhões de reais, foi o ditador da Guiné, o ex-centro avante do Flamengo, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, o Negueba e o seu filho, Teodorin Obiang Nguema Mbasogo Jr., o Lulinha. Na verdade foi uma joint-venture entre o conhecido bicheiro, Anysio Abraão e as empreiteiras Queiroz Ladrão, Mentes Junior, Camargo Cadeia, OA$$$$$$ e Odecheque. Estas empresas integram um consórcio que vai fazer a reforma do banheiro do Teodoro Negueba no seu palácio em Malabo, a capital da Guiné. Mais uma obra do PAC (Programa de Aceleração da Corrupção) Equatorial. Segundo a assessoria da presidenta Dilma Roskoff, a reforma do banheiro é mais uma obra do PAC.

Mas o que bombou mesmo na avenida foi o camarote exclusivo da Guiné Equatorial, onde fui convidado a penetrar disfarçado de lagosta. Assim que adentrei o local, tratei logo de tirar a fantasia, antes que algum guienense, guloso e avantajado, comesse a minha cauda. Imediatamente, me misturei naquela multidão VIP de afrodescentes e afroresidentes que apreciavam a evolução da Beija-Flor à base de Don Perignòn, Veuve Clicquot e outros marafos da melhor qualidade. Por falar nisso, antes do desfile, rolou um pequeno estresse entre a PM carioca e a comitiva dos guinéus-equatorienses. Numa demonstração explícita de afropreconceito , a racista polícia militar carioca confundiu os convidados com um arrastão e baixou a porrada na comitiva.

Entre os convidados do camarote VIP( Very Indecent Power ) estavam a Regina Casé e o antropófago Hermano Vianna, que convidaram o ditador para participar do Esquenta. Quem também estava na boca-livre, era a deputada, negra, mulher e favelada Benedita da Silva. Enquanto “habitante de comunidade”, Benesse aproveitou para “armar um barraco” no luxuoso camarote. Explico: é que o ditador Negueba começou a arrastar a asa para a Bené, que por sua vez, de olho na volumosa verba do ditador, resolveu “dar condição” para o soba africano. Enciumado, o esposo da Bené, o avantajado ator Antonio Pitanga, resolveu atacar o ditador com o seu bicho de estimação, a enorme Mamba Negra, a serpente mais venenosa e volumosa da África. Mais de vinte seguranças foram utilizados para segurar a enorme serpente do ator. Para neutralizar a cobra venenosíssima tiveram até que chamar um carnavalesco que, corajosamente, chupou todo o veneno da bicha. No caso, a cobra.

Um Griô Conta a História: um Olhar Sobre a África e o Despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos Sobre a Trilha de Nossa Felicidade”. Como se pode perceber, o enredo é muito maior que a extensão territorial da Guiné Equatorial propriamente dita.

Agamenon Mendes Pedreira é afro transcendente.­

73
ao todo.

banner_arte_02
banner_arte_02

O DILMA D

Numa eleição emocionante cheia de mentiras, calúnias e difamações, a presidenta Dilma Roskoff foi reeleita no que se refere à questão do país ser governado por mais 4 anos pela mesma pessoa. Quem ficou mais feliz com essa vitória foi o ex-atual presidente em exercício, Luísque Inácio Lula da Silva, que saudou o resultado de 51% a favor de Dilma. Lula adora qualquer coisa que tenha o número 51. Com enorme sede de poder, Lula já lançou a sua candidatura para presidente em 2018 como candidato da situação ou da oposição, tanto faz. Segundo o grande líder latino-bolivariano: “Muita verba ainda vai rolar debaixo dessa ponte…”.

No seu primeiro mandato, Dilma foi escolhida para ser o poste do Lula e é por isso que o Brasil pode ficar sem luz elétrica a qualquer momento. Dilma Mocreff, com o tempo, se tornou uma espécie de Frankenstein do Lula (que, mesmo assim, consegue ser ainda mais bonito que a presidenta) e ganhou vida própria. Descontrolada, a terrível e monstruosa criatura instaurou o terror na campanha e, junto com Graça Foster e Nestor Cerveró, assustou o país com sua foto dos tempos de guerrilha e o slogan “Coação Valente!”.

Dilma tem grandes desafios à sua frente e o maior deles é falar Português direito. Para isso, a Primeira Drag da Nação já prometeu que vai estudar diuturnamente, noturnamente e madrugadamente também. A presidenta-gerenta também estendeu sua mão para dar uma bolacha na cara da oposição que não quiser conversa com ela. Magnânima e generosa, Dilma quer construir pontes com os derrotados e, para começar mais essa obra do PAC, já convocou as empreiteiras que contribuíram generosamente para a sua campanha.

E, para desespero da elite branca golpista e reacionária (uma minoria ínfima de 49% dos eleitores), não vai ficar só nisso: Dilma prometeu não fazer muito mais do que já não fez. Para isso, já está fazendo ouvidos de Mercadante às propostas de mudanças na política econômica. Democrática de carteirinha (do PT), a presidenta, como fez com o Bonner e o Boechat, também me obrigou a entrevistá-la em cadeia nacional. A cadeia, no caso, era a Papuda. E a Papuda não era a Dilma, mas sim a famosa penitenciária do Planalto Central.

Agamenon – E aí, Dilmão, tudo bem?

Dilma -Tudo bem, por quê?

Agamenon – Afinal, quem é que você vai escalar para o Ministério da Fazenda?

Dilma – Para ser o novo Ministro da Fazenda, estou pensando em convocar o Dunga e, pro Ministério das Relações Exteriores, o Joel Santana no que se refere à questão do domínio da Língua Inglesa.

Agamenon – É verdade que a senhora quer acabar com a Rede Globo?

Dilma – Sim, mas só depois do último capítulo de “Império”. Eu estou louca pra saber o final da novela.

agamenon 30-10

Sempre preocupada em melhorar as condições de moradia das minorias, a presidenta Dilma Roskoff vai criar um novo programa habitacional: Minha Casinha Minha Vida, para dar um teto aos anões brasileiros.

 Agamenon Mendes Pedreira é dilmista diuturnamente e noturnamente.

513
ao todo.

banner_arte_02

SÃO PAULO, CIDADE QUE ME SEDUZ: DE DIA FALTA ÁGUA E DE NOITE FALTA TAMBÉM!

A falta de água e dos recursos hídricos está assustando o povo brasileiro menos o Lula, é claro. Luísque Inácio Lula da Silva, o ex-presidente em exercício, só vai ficar preocupado quando começar a faltar água que passarinho não bebe. Lá em casa a seca está braba há muito tempo. Isaura, a minha patroa, vive reclamando que só usa o volume morto na nossa vida sexual. Tive até que chamar o rapaz do caminhão-pipa que, com sua mangueira indomável, vive enchendo a cisterna da Isaura, a minha patroa. Só assim, ele consegue acabar com a seca da sedenta criatura. Faça sol ou faça sol porque chuva que é bom, não vem mesmo.

A situação mais crítica é no desértico Estado de São Paulo, o Saara brasileiro, que está pensando em implantar o rodízio de camelos. Muitos políticos resolveram dar o exemplo e pararam de tomar banho e o candidato Aético Neves do PSDB (Partido sem Ducha Brasileiro) já começou a cheirar.

A penúria hídrica atinge todas as classes, sem distinção de raça, cor ou preconceito. A tradicional Parada Gay de São Paulo está ameaçada porque os manifestantes homo afetivos não vão ter água pra jogar fora da bacia.

E que é pior, a hidro escassez já está começando a atrapalhar a maior atividade econômica do Brasil : a corrupção. Por conta da falta de chuva e das investigações da Polícia Federal, as empreiteiras não estão tendo como molhar a mão dos político ligados à base criminal do governo.

agamenon 16-10

Por causa da falta de água, nem a vaca consegue mais ir pro brejo: o brejo secou!

 Agamenon Mendes Pedreira é jornalista até de baixo d’água. Só que a água acabou.

329
ao todo.
banner_arte_02