banner_arte_02

NA CANA COM O LULA

Todos tentaram, mas eu, Agamenon Mendes Pedreira, fui o único jornalista que consegui entrar na cela do Lula. Para tanto, lancei mão de um genial estratagema: entrei na cadeia disfarçado de garrafa de cachaça. Depois de sorver um generoso gole direto do meu gargalo (só não me perguntem qual…), o ex-presidente concedeu uma entrevista coletiva exclusiva para a minha pessoa sob os eflúvios do álcool. Ele me garantiu que estava falando com três Agamenons. Simultaneamente.

Lula nos confessou a mim mesmo que está passando muito mal com a boia da cadeia e está sofrendo de incontrolável diarreia. Isso mostra a eficiência dos seus advogados: pelo menos o intestino do Lula está solto.  Lula também reclamou das condições carcerárias em Curitiba. Segundo o ex-presidente e atual presidiário, a cela tem goteira e “pinga ni mim” a noite inteira.

Lula também está com grande dificuldade em usar o famoso “boi”, o buraco sanitário situado no fundo da cela. Lula confidenciou que só sabe fazer merˆ&%$&*da quando está sentado em Brasília.

O ex-presidente também nos confidenciou que não está nem aí para sua prisão, pois, conforme disse em São Bernardo, o Lula não é mais uma pessoa, Lula agora é uma ideia: “Uma Boa Ideia”, para ser mais exato.

A Polícia Federal é muito rigorosa com todos aqueles que desejam visitar o maior “presidentionário” (ou será “presidiodente”?) da nossa História. O deputado Jean Willis, por exemplo, estava querendo marcar uma visita íntima com o Lula para os dois assistirem juntos ao PSOL nascer quadrado.

Enquanto isso, Zé Sarney, Aético Neves, Romero Jabá, Renan Canalheiros, Michê Temer, Dilma Roskoff, Moreira Franco, Eli seu Padilha, Gleisy Rouboffmann e outros políticos não querem visitar o Lula na cadeia de jeito nenhum. Eles desconfiam que, se entrarem numa penitenciária, não saem nunca mais.

No próximo fim de semana, Lula quer fazer um churrasco. No lugar da carne, pretende assar o Palocci ou o Eduardo Cunha, e a lenha vai ser do ex-presidente da OAS (Obrigado Amigo Sindicalista) Léo Dinheiro.

Agamenon Mendes Pedreira é uma cachaça.

 

 

 

banner_arte_02

BRASIL, URGENTE! LULA DELINQUENTE!

O Brasil vive momentos dramáticos. Com prisão decretada, o ex-presidente Luísque Inácio Lula da Silva está trancado no Sindicato dos Cachaceiros de São Bernardo do Campari, que desde ontem está cercado pela GloboNews.  Preocupado, Lula quase  não dormiu, virou a noite  junto com seus advogados tomando várias medidas.  Quando acordou e se viu cercado pela Jandira Feghali, Dilma Roskoff e a deputada Maria do Rosário, achou que era delirium tremens e quase pediu para ser preso.  Enquanto isso, seus advogados entraram com mais um pedido de habeas copus. Se a manobra legal não der certo,  Lula pretende pedir asilo na Embaixada da Escócia.

Felizmente no Brasil nem tudo  acaba em desgraça.  Sempre fica um pouco pior.  Muito antes do Eduardo Suplicy, eu, Agamenon Mendes Pedreira, já havia me oferecido para ficar preso no lugar do Lula. Afinal, os 15 metros quadrados, com  direito a privada, água quente , três refeições por dia e sem o menor risco  de assalto ou arrastão é muito melhor do que ficar na  minha residência de jornalista desempregado, o  Dodge Dart  73, enferrujado, estacionado na Rua da Amargura  s/n.

Só imponho uma condição: não quero tomar o meu banho de sol na companhia de  Eduardo Cunha, Antônio Palloci e outros meliantes de alta periculosidade. Como todo mundo sabe, as prisões brasileiras são verdadeiras universidades do crime, e o indivíduo acaba saindo um bandido muito pior do que entrou por conta das más companhias.

Mas existe uma pergunta que não quer calar: os assessores, seguranças e motoristas do Lula vão ter que acompanhar o chefe  na cadeia? Nesse caso, vão ocupar os mesmos aposentos? E os seguranças? Vão proteger o Lula dos agentes penitenciários? E os motoristas? Vão ter que conduzir o ex-presidente até o refeitório? Ao campo de futebol? Ao banho de sol? E de que forma? Vão conduzir o ex-presidente num carrinho de mão?

No entanto, tenho confiança inabalável na Justiça brasileira. O Lula não vai ficar preso muito tempo. Rapidinho vão arrumar  uma prisão domiciliar para ele.  Lula só ainda não resolveu em que residência pretende cumprir a sua prisão domiciliar: se no tríplex do GoróJá, no sítio de Atibaia ou no Palácio do Planalto. De qualquer maneira, a trajetória de Lulalau é notável: de torneiro mecânico vai passar à tornozeleira eletrônica .

Se quiser cumprir a sua prisão domiciliar no Palácio do Planalto, Lula vai ter que esperar. É que lá só cabe um bandido de cada vez. 

Agamenon Mendes Pedreira é presidiário sem-teto.

banner_arte_02

 O MECANISMO – NOS INTESTINOS DO PODER

É muito complicado entender este país. Para se explicar o Brasil, temos que recorrer a metáforas, analogias, complicados desenhos esquemáticos e até mesmo a séries da Netflix.

Em mais uma tentativa vã, inútil e infrutífera de entender a nossa realidade (dada a incapacidade intelectual dos meus 17 leitores e meio), desta vez vou comparar o Brasil a um organismo humano. Se é que existe qualquer coisa de humano neste país.

O problema do Brasil é fisiológico. Para ser mais exato, do aparelho digestivo. O fenômeno da digestão no Brasil ocorre nos três poderes: no Executivo, no Legislativo e, por último, no Judiciário. Seriam como o duodeno, o mesentério e o cólon retal. Os três atuam de forma unívoca, conjunta e harmônica com um único e exclusivo objetivo: fazer mer%ˆ&*%$#da, compor o bolo fecal, construir os coprólitos, que, tal e qual tijolos, vão edificando em camadas a ordem constitucional brasileira.

Em outras circunstâncias, mais heterodoxas, o aparelho gastroinstitucional é utilizado na contramão, ou seja, iniciando-se no reto na direção do intestino grosso, quer dizer, do Executivo, desta vez com o objetivo de fo&**ˆ%%der com o povo brasileiro. Essa prática política sodomita, muito embora condenada pela Igreja Católica, é adotada com entusiasmo por membros dos três poderes que, para tanto, usam a prerrogativa do “furo privilegiado”.

Entretanto, data máxima venérea, desta vez o STF (Supremo Tribunal Furicular) foi longe demais. Os nossos magistrados, togando e andando para a opinião púbica, acabaram provocando uma incontrolável diarreia jurídica: soltaram o Maluf, soltaram o Piccianni e querem soltar o Lula.

Na verdade, os supremos magistrados estão querendo livrar o ex-presidente Luiz Inácio Lalau da Silva da prisão de ventre domiciliar, à qual já foi condenado em segunda instância. Para isso, querem julgar semana que vem um Habeas Porcus, que, modus in rabus, se for aprovado, vai criar uma nova jurisimprudência, soltando 90% da bandidagem trancada nas cadeias dos país.

Ao povo brasileiro, perdido no meio de tanta impunidade, violência e corrupção, só vai restar uma alternativa: pedir para ser preso. Só mesmo trancado numa penitenciária de segurança máxima o cidadão honesto e pacífico vai ter tranquilidade suficiente para poder continuar trabalhando feito um burro para pagar os seus impostos em dia.

Depois de levar pedradas, ovos e tiros, a caravana do Lula vai pedir a intervenção do Exército para circular pelo país.

Agamenon Mendes Pedreira é adevogado do Diabo junto com o Dr. Kakay.

 

 

 

banner_arte_02

 A FAVELA DA MARÉ NÃO TÁ PRA PEIXE 

O Brasil não é ovo, mas ficou mais uma vez chocado com a violência no Tiro de Janeiro, a Cidade Calamitosa. A execução covarde da vereadora Marielle mostrou que não existe segurança na cidade, só na porta das boates. Sorte tem o Serginho Cobral e o Jorge Picciani, que estão seguros atrás das grades e não têm que conviver diariamente com balas e oportunidades perdidas.

O interventor federal General Brega Netto e a Polícia Onde Já Civil precisam descobrir logo quem foi o irresponsável pela matança ou vão acabar mais desmoralizados que o “governador” Pezão Frio, que está rondando Piraí e não diz nem faz nada. Além do assassinato covarde, o que mais me revolta é a galera das redes antissociais dizendo que “vereador bom é vereador morto”, “quem mandou defender os direitos dos manos” e outras boçalidades dignas do candidato Jair Bolsonazi. A verdade é que estamos entregue às baratas e o pior: as baratas que não pertencem ao PCC (Primeira Cascuda da Capital) estão nas mãos dos milicianos e traficantes de drogas e influência. Não necessariamente nessa ordem, quer dizer, desordem.

O problema é que o Estado não tem grana para bancar a intervenção federal. Tentaram fazer uma vaquinha, mas ladrões roubaram o bovino para atolar no brejo. Os carros da Polícia estão todos desmontados. Ainda bem. Se estivessem funcionando, não teria verba para gasolina. Para fazer as suas diligências, os meganhas têm que chamar um táxi de uber pool (que é mais barato) ou pegar uma van (que é da Milícia) para chegar nas “comunidades”.

Devido de que a falta de munição, os policiais têm que amarrar um barbante em cada bala para poder reutilizar o projétil depois de disparado. Isso sem falar nos salários atrasados de todo o funcionalismo público. Sem receber, os funcionários não têm como ser assaltados, e os bandidos não têm nem o que roubar, prejudicando a atividade econômica na cidade.

Mas nem tudo é calamidade pública, tem confusão no Judiciário também. A ministra Carmen Lúcifer está pensando em transferir os julgamentos do STF para sábado de madrugada, na mesma hora do MMA. Assim, os brasileiros podem assistir aos combates singulares entre o ministro Gilmar Mentes, o Psicopata Monstruoso e o Luís Roberto Horroroso, o Sobrancelha Paraguaia.

 

Por falta de grana, a intervenção militar teve que pedir dinheiro ao PCC (Partido Capitalizado da Capital) para combater o crime organizado e a sociedade desorganizada.

Agamenon Mendes Pedreira é contra a bala perdida, vindo da esquerda ou da direita.

banner_arte_02

LULA LAU!

Parece que agora a coisa vai. Finalmente, o Lula vai ver o PSOL nascer quadrado. Depois de mais uma derrota nos tribunais federais, Luiz Inácio Acumula da Silva vai entrar em cana. Na verdade, entrar em cana nunca foi um problema para o ex-presidente da República. Ele até gosta. A diferença agora é que essa cana não é escocesa, é cana nacional mesmo, uma coisa que sempre acaba dando uma tremenda dor de cabeça no dia seguinte e no outro também. Lula diz que não pode ir preso, pois não tem provas. Tem razão: Lula não concluiu o ensino fundamental.

A Polícia Federal está montando uma megaoperação para capturar Lula, o Homem Mais Honesto do Brasil. Uma vez preso, Lula vai ter que dividir a cela com Paulo Salim Maluf, o segundo Homem Mais Honesto do Brasil e Geddel Vieira Lima, o medalha de bronze de Homem Mais Honesto do Brasil.

Inconformado com a sua situação de apenado, Lula avisou que vai virar preso político. Para tanto, pretende fundar o PT – Partida da Penitenciária. Luiz  Inácio Cana Dura da Silva também pretende se associar a Serginho Cabral e Eduardo Cunha para organizar mais uma facção, o PCC – Primeiro Comando da Condicional.

Trancado na cadeia, Lula vai ter que inventar muitas coisas para passar o tempo: pode virar evangélico, pode virar travesti, pode fazer tatuagem, pode fazer flores de plástico, pode ler um livro… Pensando bem, ler um livro, para Lula, é uma condenação.

As visitas íntimas também vão rolar já que o ex-presidente é viúvo. Por isso, para comer, só mesmo a tradicional quentinha (em São Paulo, é marmitex), mas dentro é sempre o mesmo rango: arroz, feijão, salada, macarrão e uma proteína que pode ser carne, frango ou peixe. Lula nem pensar.

Na penitenciária, Lula vai ficar numa cela comum: uma cama, uma pia, um chuveiro e um buraco para fazer as suas “necessidades”: o Friboi.

Pra Lula, já bastam os 12 anos e um mês de cadeia. Morando na "tranca" sem poder beber, fumar nem roubar, Lula vai acabar tendo uma crise de abstinência.

Pra Lula, já bastam os 12 anos e um mês de cadeia. Morando na “tranca” sem poder beber, fumar nem roubar, Lula vai acabar tendo uma crise de abstinência.

Agamenon Mendes Pedreira é presidiário desempregado.

 

 

banner_arte_02

RORAIMA: A VENEZUELA BRASILEIRA

O Brasil é uma esculhambação. Até aí, tudo bem. O que não se pode admitir é que a Venezuela seja uma esculhambação maior que a nossa. Onde é que já se viu isso? Onde é que foi parar a liderança inconteste do Brasil no continente?

Na Venezuela, a esculhambação é tão grande que os venezuelhacos querem fugir para o Brasil em busca de uma vida melhor! Não entendo. Os caras podem ir para os EUA (é só pegar uma canoa e se chega a Miami), podem ir para a Colômbia (um país tão legal que o Wagner Moura é o chefe do tráfico), podem ir para a Guiana (que já foi inglesa), podem ir até para Cuba! Mas não: eles preferem vir para cá. E pior: eles vão direto para Roraima! Roraima!!!!

Alguém aí já foi pra Roraima? Pois os venezuelanos vão. Vão e até fazem fila para entrar. Nem o Romero Jucá, que é senador pelo estado, vai para Roraima. Nenhum dos meus 17 leitores e meio (não se esqueçam do anão) é, foi ou será de Roraima.

O Brasil pode até, um dia, esquecer Roraima num táxi, como um guarda-chuva, e só se dar conta quando chegar em casa. E aí vai deixar para lá, pois não vai fazer falta nenhuma. E, quando precisar de uma Roraima, compra outra no camelô da esquina, made in China.

Mas o que é que a Venezuela tem que o Brasil não tem também? Violência? Corrupção? Até PT a Venezuela tem e, como se isso fosse possível, o PT deles é muito pior que o nosso. Mas a Venezuela não é tão ruim assim: em 10 anos, cada venezuelano perdeu 11 quilos! Socializaram a magreza. A Venezuela é o maior Spa do mundo e poderia ganhar milhões com o turismo adiposo.

As últimas vezes que os venezuelenses votaram foram no Chávez. Mas eles votaram no Chávez errado. Vítimas de estelionato eleitoral elegeram Hugo Chávez achando que ele era o Chapolin Colorado. Depois que o Chávez morreu, os venezuelanos achavam que ia melhorar. Engano: veio o Nicolás Maduro, que é muito pior. A situação do Maduro é crítica. E a oposição também. Na dúvida, o ditador mandou prender todo mundo. Segundo analistas políticos internacionais, o governo venezuelano vai cair de Maduro ou de trocadilho. O que for pior.

Chega de perder tempo com a Venezuela. O Brasil tem problemas muito maiores com o que se preocupar, como, por exemplo, a fissura do Neymar. Segundo os médicos, a fissura do craque é na Bruna Marquezine.

Chega de perder tempo com a Venezuela. O Brasil tem problemas muito maiores com o que se preocupar, como, por exemplo, a fissura do Neymar. Segundo os médicos, a fissura do craque é na Bruna Marquezine.

 

 

 

 

banner_arte_02

TREPAS NA RUA

A situação no Rio de Janeiro vai de Mal a Pior, mas, no meio do caminho, deu uma parada na Catástrofe para encher o tanque, tomar um café e fazer xixi. Por isso mesmo, o governador Luiz Furtando Pezão Frio passou o Carnaval Piraí. Já o prefeito Evangello Crivella não estava nem aí: com medo da violência, se mandou pra Suécia. Também, quem é maluco de ficar no Rio de Janeiro numa hora dessas? Até o malucos do Pinel preferem ficar trancados no manicômio à base de tranquilizantes. O único consolo do carioca é saber que a situação hoje está melhor do que amanhã.

Os arrastões de rua, os blocos de assaltantes mascarados e os milicianos da LIESA (Liga das Escolas de Saque) tomaram conta da cidade no Carnaval trazendo de volta o caos, a desordem e o medo generalizado, coisa que existe por aqui há mais ou menos uns 500 anos. Num gesto de esperteza política, o presidente Michê Temer se aproveitou do vácuo no poder para decretar a intervenção militar no Rio de Janeiro a cargo do general Walter Prega Netto. Mas não adiantou nada: os bandidos assaltaram também o general, que voltou correndo pra Brasília.

Imediatamente, os militares anunciaram as medidas intervencionistas para acabar com a falta de segurança na cidade: o Cristo Redentor vai ter que bater continência e cantar o hino nacional todo dia assim que amanhecer, os militares vão pintar de branco até a metade todos os troncos das árvores da cidade, a Marinha, com seus navios, vai subir os morros para perseguir os marginais, e a Esquadrilha da Fumaça vai assumir pessoalmente a venda de maconha na Cidade Calamitosa.

Os otimistas, sempre ingênuos, acham que essas medidas não vão adiantar nada. Já os pessimistas se mudaram para Lisboa há muito tempo. Mas também não adiantou nada, a bandidagem, assustada com a criminalidade, também se mandou pra Portugal, onde já está tocando o terror. E eu que pensava que, com a prisão do Sérgio Cabral Filho (não me pergunte de quem) e do Picciani, o problema da criminalidade no Rio de Janeiro iria melhorar. Mas não deu certo: os dois já fundaram mais uma facção na cadeia, o PCC – Primeiro Comando do Caviar.

Mas o crime organizado é a única coisa organizada na cidade que funciona. Agora, os milicianos, os traficantes, as facções e a bunda podre da polícia se uniram numa estratégia para extorquir, assaltar, sequestrar e barbarizar ainda mais o pobre cidadão carioca. Ainda bem que sou um desempregado crônico e, caso bata de frente com um assaltante na rua, talvez o criminoso, compadecido com a minha penúria, me dê até um troco pra inteirar a passagem. Desta pra melhor.

Uma blitz da PM carioca quase apreendeu os blindados do Exército que estavam com o IPVA atrasado. Com medo dos tanques serem depenados no depósito de DETRAN, o comandante da tropa pagou uma “cervejinha” pros canas.

Uma blitz da PM carioca quase apreendeu os blindados do Exército que estavam com o IPVA atrasado. Com medo dos tanques serem depenados no depósito de DETRAN, o comandante da tropa pagou uma “cervejinha” pros canas.

Agamenon Mendes Pedreira quer ir pra cadeia pra não ser assaltado.

 

 

banner_arte_02

 TIRO DE JANEIRO, CIDADE CALAMITOSA!

 

Evoé Momo! Skindô! Skindô! Pum! Pum! Bra-ti-cum-dum, Rá-tá-tá-tá-ta… É hoje que vão me acabar!

Já começou o carnaval no Calafrio de Janeiro!!! Ninguém é de ninguém! E tudo pra acabar na quarta-feira!!! Quer dizer, se a munição não terminar antes…

Nunca uma quarta-feira de cinzas será tão apropriada!

Mas é carnaval, e o carnaval é uma festa do povo. Do povo de Deus. Mais Carnaval Gospel comandado pelo prefeito Evangelho Crivella este ano com o enredo Sodoma e Gomorra no Reino do Salamão.

Mas não é só a Fé que comanda a fuzarca, tem a bandidagem também. Este ano o carnaval carioca vai ser em regime semiaberto. O folião sai de manhã cedo para a bagunça, mas tem que estar de volta às 22h em ponto trancado dentro de casa. Senão é vala.

As tradicionais Escolas de Samba não vão mais desfilar na Marquês de Sapucaí, agora estão dominadas pelas facções e milícias. A LIESA acabou, agora quem manda é o PCC, o Primeiro Comando do Carnaval. As escolas de samba só poderão desfilar na Linha Amarela (de medo) e na Linha Vermelha (de sangue). A Beija-Flor de Necrópolis vai se concentrar na porta do IML. A Extorsão Primeira de Mangueira vai sair da Cadeia de Benfica (o Gilmar Mendes ainda não confirmou se o Serginho Cabral desfila este ano). A Acadêmicos do Salseiro ensaia no Borel, enquanto a Mocidade Dependente de Padre Miguel caiu para o Grupo de Risco. Nenhuma cervejaria vai organizar camarote este ano, mas, em compensação, as Facções se uniram com as Milícias para fazer o Camarote 171, onde os convidados vão ter que usar pulseirinha eletrônica.

Para quem curte o carnaval de rua, tem os desfiles do Cordão da Bala Preta, o Bonde de Ipanema, o tradicional Trambique de Ramos, o Violento Pimenta (só toca Beatles) e o mais concorrido de todos: o Delegacia é Quase Amor!

Uma coisa é certa: com tanta folia, semana que vem vai estar todo mundo morto.

Os puristas garantem que o samba morreu de bala perdida, mas os médicos disseram que ainda respira por aparelhos.

Os puristas garantem que o samba morreu de bala perdida, mas os médicos disseram que ainda respira por aparelhos.

 

banner_arte_02

A MINISTRA DÁ TRABALHO…

Faz uma semana que o Lula foi condenando e o Brasil está devastado por uma convulsão social incontrolável. Multidões de miseráveis indignados tomaram conta das ruas tacando fogo e quebrando tudo o que veem pela frente, desesperados atrás da vacina da febre amarela.

O povo não saiu de casa por causa do Lula: só saiu de casa atrás de vacina contra a febre amarela. Ainda mais de grátis! Brasileiro se amarra em doença, ainda mais em epidemia. Não é à toa que o Brasil tem tanta farmácia. Aliás, neste país só tem três tipos de estabelecimentos comerciais: botequim, igreja evangélica e farmácia. Não necessariamente nessa ordem. Pelo menos um desses o brasileiro frequenta.

Mas epidemia é sempre bom, pois em caso de epidemia sempre tem vacina. E vacina é a única coisa que o cidadão recebe de graça hoje em dia. Além da inoculação gratuita nos postos de saúde, sempre tem uma fila e o brasileiro também se amarra numa fila. E o pessoal gosta de chegar na fila bem cedo, ainda de madrugada, que é para poder dar entrevista no Bom Dia Brasil.

Não tem para Renan Canalheiros, Michê Temer, Gilmar Mentes nem Anitta ou Pablo Vittar. Quem manda mesmo no Brasil é o Mosquito Aedes aegypti. Entra ano, sai ano, a cada verão, o Mosquito inventa uma nova doença. É dengue, é  zica, é chicungunha… O Mosquito deve ter algum acordo comercial com a fábrica de vacina.

Mas nem tudo é desgraça no Brasil. O verão come solto e a deputada Cristiranha Brasil, a ministra Porcina (aquela que foi sem nunca ter sido) curte de montão as suas férias no arquipélago de Faltando de Vergonha. Pois é, a quase ex-futura ministra nem assumiu o Ministério do Trabalho, mas já saiu de férias. E, pra mostrar que está podendo (com PH), Cristiane postou um vídeo na internet cercada de machos fortões, depilados e gulosos. Todos com cara de que vão fazer uma animada gang-bang nos cofres púbicos, quer dizer, públicos.

Foto do vídeo da Cristiane Brasil e a sua “macharada”.

Filha de Rouberto Jefferson, peixinho é. Quer dizer, peixinho não, peixada.

Agamenon Mendes Pedreira é idoso de programa.

banner_arte_02

LULA LÁ: NA CADEIA! 

O Brasil viveu hoje um momento histórico e histérico. Histérico para os manifestantes do PT (Partido da Tranca), que lotaram uma Kombi e foram até Porto Alegre protestar contra a injustiça que é condenar o único presidente sem dedo que este país jamais teve na sua História. Aliás, o dedo que Lula perdeu quando era torneiro mecânico no ABC (as únicas letras que aprendeu na vida) teve um papel-chave na acusação contra Luísque Inácio Lula da Silva. O mindinho decepado, em “dedação” premiada ao juiz Sério Moro, revelou que Lula o obrigava a tirar meleca, cera do ouvido, mas que nunca participou de atos de corrupção praticados pelo ex-presidente porque, quando Lulalau meteu a mão, ele, o dedo, não fazia mais parte da anatomia lulista.

Lula, apesar de tirar onda de pobre, vai entrar com recurso e acabar cumprindo prisão domiciliar. Aliás, tem domicílios de sobra pra cumprir sua pena: o tríplex do Guarujá, o sítio de Atibaia e sua cobertura em Santo André. Na minha opinião, Luísque Inácio Mula da Silva deveria receber uma penalidade extra pelo seu mau gosto imobiliário. Se eu, Agamenon Mendes Pedreira, tivesse roubado tanto, gastaria a grana do contribuinte em apartamentos na Vieira Souto, mansões em Angra, penthouses em Nova York ou palazzos em Veneza.

 

 

O Lula perdeu de 3 a Zero e não vai poder pedir música no Fantástico. 

O Lula perdeu de 3 a Zero e não vai poder pedir música no Fantástico.

Agamenon Mendes Pedreira, por ser analfabeto, também não tem provas.

 

banner_arte_02