banner_arte_02

FESTA DE ARROMBO

O Brasil está no maior buraco, o Orçamento da União tem um rombo gigantesco e o governo só vive dando furo. E a culpa de tudo isso que aí está é da presidenta Dilmanta Rousseff, que continua fazendo ouvidos de Mercadante aos apelos da Nação e não pede pra sair. Já vi muitas crises, participei de muitas negociatas e testemunhei diversos escândalos e posso afirmar que a situação está preta, quer dizer, está afrodescendente. A vaca foi pro brejo e, o que é pior: o brejo secou e está no seu volume morto.

Para dar o exemplo, Dilma Youssef finalmente resolveu fazer alguns cortes: cortou os carboidratos e o glúten. O ministro Barbosa, ex-TV Pirata, está estudando acabar com alguns ministérios, entre eles o Ministério da Ociosidade Social e a Secretaria Especial de Porra Nenhuma. Também querem acabar com o Ministério da Pesca, que abriga as garotas de programa assistencialista ligadas ao PT. O problema de desempregar as piranhas do Planalto é que os petistas têm uma relação muito forte com as suas mães e não querem abandonar quem os pariu.

Como sempre acontece nas horas de aperto, já está decidido quem vai pagar o pato: você! Com a volta da CPMF, Contribuição do Pato Monetário Fiscal, o governo acha que vai tapar o rombo com a peneira. Mas a maioria dos analistas políticos acha que, atualmente, não se deve falar em rombo em casa de arrombado. Na verdade, não é só rombo. É roubo também. E a batata do ministro Joaquim Levey só não está assando porque o governo, no desespero, teve que cortar o subsídio à batata.

04-09_coluna

Os ministros Nelson Babosa e Joaquim Levey ainda não resolveram qual vai ser o tamanho da naba que os brasileiros vão ter que levar.


Agamenon Mendes Pedreira
arromba mas faz.

banner_arte_02

INFRIN GENTE

Joaquim Barbosafro – por falar em arbitragem, quem está fora da Copa é o presidente do Supremo Tribunal de Futebol, o juiz Joaquim Barbosafro, que vai se aposentar. Assustado com os disparos da tropa de elite dos advogados mensaleiros, Barbosa resolveu pedir pra sair. Sair da relatoria do caso. No seu histórico (e histérico) mandato, o juiz mostrou ao país que a Justiça farda mas não talha e, de goleada, condenou os mensaleiros do PT (Partido da Tranca) à cadeia. Eu não sei porque os apenados petistas não querem pagar sua etapa no regime fechado: o que esses caras mais gostam é de regime fechado. Eles não adoram Cuba, Venezuela, Bolívia, Irã e a Coréia do Norte? Além do mais, todos foram condenados por corrupção e peculato, com exceção de Jacinto Lamas que foi sentenciado por trocadilho inafiançável. Com a saída de Joaquim Barbosa, o STF, Supremo Tribunal de Forno, volta a colocar a pizza na fornalha. A pizza vai ficar no lugar da batata dos mensaleiros que estava assando no mesmo forno. Agora Josef Dirceu (e sua turma muito louca que se meteu em muitas trapalhadas) vai ter um novo julgamento e o juiz vai ser aquele japonês que roubou o pênalti pro Brasil. No fundo, no fundo, eu admiro o espião cubano Josef Dirceu, um homem corajoso e destemido que trocou de sexo para poder penetrar disfarçado no Brasil em plena ditadura. Ditadura brasileira, que acabou, e também da ditadura cubana que está em cartaz até hoje. Segundo o novo relator, o ministro Luis Roberto Pastoso, o grande Josef Dirceu é um “ponto fora da Cuba”.

banner_arte_02