banner_arte_02

QUEM É JOSEF DIRCEU?

*Atenção, meus 17 seguidores e meio (não esqueçam do anão): hoje resolvi postar um artigo publicado no Globo em 2005 pra vocês terem ideia de como o Brasil mudou. Mudou de mal a pior! Mas, pelo menos, a Operação Lava Rato prendeu o Zé Dirceu de novo… Como diz o ditado: “O bom filho da puta a casa torna”. Além do mensalão e do petrolão, Zé Perdeu também está sendo acusado de enriquecimento ilícito. Segundo a Polícia Foderal, José Marília de Dirceu está botando dinheiro pelo ladrão. E o ladrão, no caso, é ele.

(O Globo – 04/12/2005)

Ao contrário do meu bilau e da taxa de juros, que nunca caem, Josef Dirceu caiu! O ex-todo-foderoso homem de Lula agora amarga um doloroso ostracismo político. Mas a pergunta que não quer calar é: quem é Josef Dirceu, o homem, o líder, o minto?

Josef Vassarianovitch Djugashvili Dirceu nasceu em Passa-de-Quatro, cidade típica mineira, onde já era conhecido como Menino Maluquinho. Politizado desde a mais tenra infância, ainda criança já se indignava com a desigualdade social na escola: enquanto os meninos ricos levavam pão de queijo para a merenda, o pequeno Dirceuzinho tinha apenas uma mísera paçoca para comer no recreio. E a mesma paçoca tinha que durar o ano inteiro. Nas peladas de rua, só jogava na ponta esquerda.

Indignado com os zeros que carregava no boletim, criou o seu primeiro grupo esquerdista, a VPR, Vanguarda Pré-Primária Revolucionária, que sequestrou a professora e expropriou os doces da cantina da escola. Zé Dirceu acabou expulso da cidade por conta das suas travessuras e do seu sotaque carregado.

Em São Paulo, Dirceu resolveu estudar Direito, que logo trocou pelo Esquerdo. Para não ter que estudar, virou líder estudantil e, com seus discursos inflamados e coquetéis Molotov, incendiava as massas. Com o enrijecimento da ditadura, Dirceu teve que entrar na clandestinidade. Entrou na Clandestinidade e em várias outras companheiras de militância, inclusive, acreditem, na ministra Dilma Roskoff, que naquela época ainda gostava de poder.
Dirceu também organizou o Congresso secretíssimo da UNE em Ibiúna, no sítio do Fernando Henrique Cardoso, o que é considerado a primeira invasão do MST da História. O Congresso só não deu certo porque, no primeiro dia, Zé foi na padaria comprar 3.000 sanduíches de mortadela, o que despertou o apetite e a curiosidade das gulosas forças da repressão. Anos mais tarde, essa piada foi roubada pelo humorista imperialista norte-americano Woody Allen, que a colocou, na mão grande, no seu filme Bananas.

Preso pela ditadura, José Perdeu acabou sendo trocado pelo embaixador americano Ronald Macdonald e um boneco Mug que pertencia ao Chico Buraque de Hollanda. Foi o deputado Fumando Gabeira quem resgatou Zé Dirceu das garras dos militares. Juntos, os dois fugiram para a Jamaica, onde deram início à reforma agrária na terra de Bob Marley fumando milhares de hectares de maconha. Um dia, Zé Dirceu resolveu ir pra Cuba comprar seda para apertar um baseado e nunca mais voltou.

Em Cuba, Zé conheceu o seu ídolo máximo: Fidel Mastro. Rapidamente ficaram amigos inseparáveis: Fidel era o cumandante e Dirceu era o pau-mandado. Formado em guerrilha na Universidade de Havana, Dirceu criou um novo grupo revolucionário, o Buena Bosta Social Club. Em seguida, para voltar ao Brasil clandestino, fez uma operação plástica e uma lipoaspiração. A lipo ele só fez porque estava se achando muito gordo. Com a sua nova identidade de Sylmara, Dirceu se escondeu numa pequena cidade do interior do Paraná. Para não despertar suspeitas naquela pequena e conservadora comunidade interiorana, assumiu um relacionamento lésbico e gravou um disco como cantora eclética de MPB.
Com o final da ditadura, Sylmara, quer dizer, Zé Dirceu, exausto de fazer sexo sem usar o seu bilau, revelou para a patroa sua identidade secreta e voltou para a política, onde arrumou um emprego de presidente do PT. Foi aí que o Zé Dirceu cometeu o seu maior erro político: pagou com um cheque sem fundos do Delúbio Soares a renovação da assinatura de VEJA. A partir daí, a revista semanal passou a persegui-lo implacavelmente, levando o Zé Dirceu à cassação pelo SPC e pelo SERASA.

E ainda dizem que não tem justiça no Brasil! Pelo menos agora, Zé Dirceu, o Chico Bento do PT, vai ver o PSOL nascer quadrado.

E ainda dizem que não tem justiça no Brasil! Pelo menos agora, Zé Dirceu, o Chico Bento do PT, vai ver o PSOL nascer quadrado.


Agamenon Mendes Pedreira é
autobiógrafo não autorizado de Josef Dirceu.

2.4mil
ao todo.
banner_arte_02
banner_arte_02

DIÁRIO DE UM DETENTO

Continuo aqui com os meus manos do PT (Partido da Tranca) pagando uma etapa na Papuda. Apesar da comida e da moradia de grátis, tipo 0-800, tenho que aturar as ordens do companheiro Josef Dirceu que insiste em aplicar as técnicas de guerrilha que aprendeu em Cuba. O tirânico Dirceu nos acorda às quatro da manhã e, imediatamente, nos manda para o banho gelado. Lá mesmo, debaixo do chuveiro, o comandante começa um puxado treino de defesa pessoal com o famoso exercício do sabonete no chão. Para escapar das investidas homoeróticas dos gulosos apenados, aprendemos com Dirceu várias técnicas de artes marciais, como a imobilização peniana, o sossega leão no saco e a mais mortal de todas: o estrangulamento reto-furicular.

Exauridos e suados, vamos para o pátio do presídio onde temos direito, como todo prisioneiro, a uma hora de banho de PSOL. Ficamos 60 minutos escutando as arengas revolucionárias de Heloisa Helena, Chico Alencar, Milton Temer, Marcelo Frouxo e outros esquerdistas que correm o risco de extinção.

Depois da doutrinação política, Dirceu, o Guia Genial dos Presos, inicia uma série de treinamentos de guerrilha. A começar pela técnica de camuflagem, já que, na cadeia, devido à falta de mulher crônica, quase todo mundo camufla. Depois vêm os exercício de tiro, seguidos pelo exercício de boto. Tiro e boto, tiro e boto e assim, alternando sucessivamente, até o supremo êxtase final. Após essa prática exaustiva de homossexualismo-leninismo, Josef Dirceu, para relaxar, nos oferece um cigarrinho e tomamos uns drinks como o Dry Martini, o OldFashioned e o meu preferido: o CoquetelMolotov.

Esfaimados com o treinamento intenso chega a hora da bóia onde é servida a quentinha. Cada dia, um preso voluntariamente entrega a sua quentinha para a saciar a fome dos colegas já que estamos em regime semi-aberto, quer dizer, semi-arrombado.

Na parte da tarde, cada um vai pro seu serviço. Zé Dirceu vai para o hotel onde arrumou um emprego público: ganha muito e não faz nada. Genoíno, sempre combalido e com alguma ziquizira, vai pro hospital se submeter aos caprichos de mais uma junta médica.Enquanto isso, Delúbio Soares planeja a construção de um túnel para escaparmos da Papuda. A obra vai ficar a cargo de uma grande empreiteira que vai superfaturar a obra e a grana vai toda pro caixa 2 do PT (Partido da Toupeira).

Esta semana realizei uma das minhas fantasias sexuais : recebi a visita íntima de duas galinhas militantes do PT e fizemos um ménage-a-trois.No final da bagunça, cada uma botou um ovo. E eu, dois.

Assim como Josef Dirceu, o ex-tesoureiro Deroubio Soares também está trabalhando na contabilidade do PT.

 

 PENSAMENTO DO BLOG

O PIB do Brasil está parecendo o bilau do Agamenon: é ridículo.

Isaura Mendes Pedreira

LULU

Agamenon Mendes Pedreira é chavista de cadeia.

banner_arte_02

É FRIBOI?

E ainda dizem que não existe injustiça no Brasil! Vejam só o caso do mensaleiro apenado Josef Dirceu: acabou der descolar um trabalho com salário de 20 mil reais num hotel de Brasília! E eu já sei qual é o emprego que o ex-Todo-Phoderoso do PT (Partido das Tranca) arrumou: ele vai trabalhar de hóspede. E o José InGenoíno que alegou estar em condição de pré infarto há mais de uma semana? Ora, ficar pré infartado é igual ficar pré grávido, coisa que, aliás, todo presidiário brasileiro correo risco permanente. Como todo mundo sabe, no sistema prisionalbrasileiro, a única lei que vale é a Lei da Selva: matou tem que comer. Mas amanhã a gente troca.

Todos os meus 17 seguidores e meio (não esqueçam do anão) sabem que estou pagando uma etapa junto com a turma do mensalão aqui na Papuda . Eu não tenho do que me queixar: não gasto mais dinheiro com moradia e nem comida. Por falar em comida, a comida da cadeia é uma bosta. Uma bosta não: pra comida ficar uma bosta ainda precisa melhorar muito! Graças a Deus, a Mulher-Melancia, que é militante do PT, nos faz visitas íntimas guiadas toda semana. A visita tem que ser guiada porque, muitas vezes, o presidiário se perdia na imensidão da volumosa mulher-frutasemi-aberta.

Mas voltando ao Zé Dirceu, o que ele vai fazer trabalhando num hotel em Brasília? Ora, com certeza vai arrumar puta pros hóspedes, coisa que ele aprendeu em Cuba. Como todo mundo sabe, Zé de Abreu, quer dizer, Zé Dirceu se formou em Cuba e foi aprovado com louvor em duas matérias: guerrilha urbana e cafetinismo–leninismo. Porque a Dilma agora não cria o Bolsa-Hotel pra para que todo presidiário brasileiro arrume um emprego de meio-expediente no hotel ganhando 20 mil?

O ator pornôKid Bengala, que é militante do PT (Partido da Tranca), quer fazer uma visita íntima aos mensaleiros da Papuda. Mas, até agora, nenhum dos apenados teve coragem de receber o avantajado astro erótico.

O jovem enxadrista norueguês Magnus Carlsen, que é militante do PT (Partido da Tranca), foi desafiado por José Dirceu para disputar uma partida “no” xadrez.

PENSAMENTO DO BLOG

“No Brasil, presidiário não pode votar. Mas pode ser eleito.”

                            Sobrando Pinto, jurista e ator pornô

 

Agamenon Mendes Pedreira está na cadeia de Papuda pro ar.

 

 

4
ao todo.
banner_arte_02
banner_arte_02
banner_arte_02