banner_arte_02

     DETRITÃO FEDERAL

 

Segundo os otimistas, o Brasil vai de horrível a pior. Para os pessimistas, o país “deu ruim”, a vaca (da Friboi) já foi pro brejo há muito tempo. Foi para o brejo, atolou e ficou só no osso. E o que é pior: ninguém quer largar o osso.

O Congre$$o Nacional está querendo aprovar a criação do “Detritão”, um sistema eleitoral novo para manter tudo de velho na “polí-titica” brasileira. Os nossos “para lamentares”, mais uma vez, voltaram as costas para a opinião pública, exibindo, sem pudor, seus traseiros gordos e flácidos para reafirmarem que estão c*!*$#*!!agando para a população e que vão continuar fazendo m*!#*!!*erda, doa a quem doar.

Para culminar a sequência de c*!#*!*agadas, está rolando um projeto de criação de um Fundo Suprapartidário Público de 3,6 bilhões de reais para financiar a campanha dos candidatos em 2018. Funciona mais ou menos assim: em vez da Odebrecht e da dupla de empresários sertanejos Wesley e Joesley pagarem as campanhas dos candidatos, quem vai ter que dar grana pros nossos políticos corruptos não roubarem mais é o contribuinte brasileiro. Essa bolada seria usada, entre outras coisas, para comprar o Otário Eleitoral Gratuito na televisão. O otário, no caso, é o eleitor.

Mas, se as coisas andam de péssimo a pior aqui em Brazucalândia, na Venezuela a coisa está cada vez mais preta, quer dizer, afrodescendente. O “presidente” Nicolás Caiu de Maduro quer enfiar pela goela abaixo dos venezuelanos uma Constituinte que vai instaurar no país um novo sistema político: a ditadura democrática, que já foi um fracasso e deu certo em Cuba e na Coreia do Norte.

Mas, se existe algum consolo (de mais ou menos 20 cm) para o cidadão, é que tá ruim pra todo mundo. Apavorado com a violência no Rio de Janeiro, o governador Pezão Frio quer alugar um jatinho de dois milhões e meio e, assim, poder se deslocar em segurança pela cidade. Pezão não a

A bandidagem está reclamando da falta de fuzis no mercado. Uma comissão de representantes das facções pretende ir até Brasília exigir das autoridades um caminhão carregado de fuzis para ser saqueado.

A bandidagem está reclamando da falta de fuzis no mercado. Uma comissão de representantes das facções pretende ir até Brasília exigir das autoridades um caminhão carregado de fuzis para ser saqueado.

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista de segunda. Mas, às vezes, de terça e até mesmo de quarta-feira.

16
ao todo.
banner_arte_02