banner_arte_02

DEDO NERVOSO

O Brasil não é ovo, mas vive chocado. Desta vez o país ficou estarrecido com a “dedação” premiada de Léo Dinheiro, diretor da construtora OAS (Obrigado, Amigo Sindicalista). Em depoimento ao juiz Sério Moro, o obeso empresteiro baiano revelou que Luiz Indício Lula da Silva é o dono do tríplex do Guarujá, do Sítio de Atibaia, além de proprietário do PT, sócio majoritário do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e diretor aposentado da FIESP.

Realmente, como mente o ex-entorneiro mecânico que chegou só à Presidência da República para provar à elite reacionária que os pobres podem roubar muito melhor que os ricos quando estão no poder. Poder com H!

Agora os brasileiros aguardam ansiosos a delação premiada do ex-dedo do Lula. Com medo de ficar em cana junto com o resto do corpo de delito do ex-presidente, o Dedo Mindinho decepado já procurou a Polícia Federal para abrir o bico – se é que dedo tem bico – e apontar os verdadeiros culpados.

Mas o mindinho decepado do ex-funcionário da Odebrecht jura que é inocente. O dedo decepado garante que as únicas coisas que fez de errado foram tirar meleca, cera do ouvido e coçar o saco. Isso porque o Lula obrigava. O ex-dedo de Lula jurou de pés juntos que, quando o ex-presidente meteu a mão, já não fazia mais parte dela.

protese dedo

O ex-dedo do Lula disse que, desde que foi decepado, não encontra emprego e fez questão de mostrar quanto levou de propina da OAS.

 

Agamenon Mendes Pedreira é alcaguete desempregado.

611
ao todo.
banner_arte_02