banner_arte_02

TÁ RUIM PRA TODO MUNDO!

Mas pra mim tá pior. Demitido por tudo e por todos, é cada vez mais negra, quer dizer, cada vez mais afrodescendente a minha situação financeira. Para meu consolo (na verdade, o consolo é da Isaura, a minha patroa), estou no mesmo barco que os 8,3 % dos brasileiros desempregados que foram pra rua. Uma das poucas leis que pegaram no Brasil, a Lei de Murphy, diz o seguinte: nada está tão mal que não possa piorar. O país está na m*#!!*erda e, o que é pior: a merda não vai dar pra todo mundo. Quem me afirmou isso foi a afro-meteorologista Maju do Jornal Nacional, para quem nossos reservatórios de bosta estão no volume morto, apesar de todas as cagadas do governo Dilma… Nem o PAC, Programa de Aceleração de Cocôs, está dando certo.

O problema é que agora se aproxima velozmente uma nova crise do capitalismo neoliberal na China comunista. Eu torço para que o autoritário regime sino-ditatorial de esquerda tome as medidas necessárias para evitar esse desastre, entre elas a flexibilização da mão de obra escrava e a terceirização na produção de brinquedos vagabundos de camelô. Só assim o mundo não vai mergulhar numa crise pior que a da novela Babilônia, que está chegando aos seus capítulos finais sem ninguém ter visto nem os primeiros.

Para esquecer um pouco a crise brasileira, a presidenta Dilma Youssef resolveu dar uma força para as autoridades chinesas e está aprendendo mandarim. Mas nem precisava: a Dilma pode falar em qualquer língua porque ninguém entende o que ela está dizendo mesmo.

E pensar que eu, o grande Agamenon Mendes Pedreira, já tive os meus dias de glória… Glória Maria, é claro. Quando exercia o jornalismo marrom de imprensa, eu era cortejado pelos poderosos. Durante um século, convivi com reis (do Bacalhau), príncipes (das Peixadas), mulheres de vida fácil e políticos idem. Provei as mais finas iguarias, os vinhos mais caros, vivi uma vida nababesca de luxos supérfluos e hoje estou aqui no maior miserê, achando o Restaurante a 1 real do Garotinho muito caro pro meu bolso. Se não fosse o auxílio dos meus 17 seguidores e meio (não esqueçam do anão), já teria passado desta para pior. Também não posso negar o esforço abnegado da Isaura, a minha patroa, que virou modelo book rosa para ajudar nas despesas. Em nossa combalida economia doméstica, Isaura, a minha patroa, é a única pessoa aqui em casa que ainda consegue levar algum por fora. E por dentro também.

Os sanguinários terroristas do ISIS planejam fazer seu próximo ataque no Brasil para dinamitar as ruínas da economia brasileira, tombadas pela UNESCO e pela Dilma.

Os sanguinários terroristas do ISIS planejam fazer seu próximo ataque no Brasil para dinamitar as ruínas da economia brasileira, tombadas pela UNESCO e pela Dilma.

Agamenon Mendes Pedreira é catastrofista de fim de semana.

banner_arte_02

A DIETA DA DILMA

A presidenta Dilma Mocreff, cansada de se olhar no espelho do Alvorada, resolveu fazer uma dieta rigorosa, uma espécie de ajuste fiscal no seu peso. Em menos de seis meses, Dilmagra Rousseff perdeu mais de 90% da popularidade! Isso só acontece com quem realmente se esforça, se dedica e tem muita força de vontade. Essa dieta da Dilma é barra-pesada, baseada em pepinos e abacaxis que a presidenta tem que descascar todo dia. E o que é pior: a Dilma não pode comer a sua tão querida mandioca de jeito nenhum porque, como todo mundo sabe, mandioca, um tubérculo de duplo sentido, engorda as mulheres. Dilma fechou a boca para comer, mas, infelizmente, não fechou a boca para falar besteira.

A presidenta sedentária resolveu virar presidenta ec vm exercício e começou a andar de bicicleta todo dia. E depois ela ainda tem a cara de pau de dizer que não deu nenhuma “pedalada”. Ora, como é que alguém consegue andar de bicicleta sem dar pedalada? Eu acho que a ciclista Dilma deveria urgentemente colocar rodinhas no seu governo senão ela vai acabar caindo.

Dilma Emagreff, que já foi a Mãe do PAC, se transformou na Musa do Fome Zero. Chupada e sequinha, a presidenta, na verdade, foi a primeira a dar o exemplo diante dos tempos bicudos que se aproximam. Para pagar a conta do mensalão, do petrolão e do Dilmão, o brasileiro vai ter que apertar o cinto, o que não vai ser nenhum problema com o desemprego e o preço do alimentos.

O desequilíbrio alimentar do governo já vem de longa data. Os petistas, desde que chegaram ao poder, se mostraram vorazes, gulosos e insaciáveis. Toda noite acordam para assaltar a geladeira e os cofres públicos. Não necessariamente nessa ordem. Gordos, adiposos e sedentários, os petistas correm o sério risco de sofrer um infarto. Não pelo estilo de vida que levam, mas pelo medo de serem presos pela Polícia Federal e terem que aguentar a boia da cadeia.

aga_23072015

A presidenta também já mandou importar mais de 10.000 nutricionistas cubanos para ensinar os brasileiros a passar fome.

 

 

PENSAMENTO DO BLOG

“Quem tem Cunha, tem medo.”

Provérbio Impopular

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista ético e esquelético.

banner_arte_02