banner_arte_02

QUE PAPELÃO!

Só agora o povo entendeu por que é que o William Bonner não queria mais comer a Fátima Bernardes! Nem o churrasquinho na laje de domingo o brasileiro pode fazer em paz! As carnes que comemos estão todas podres! E não é só a carne, não! O Brasil está podre e começou pela geladeira lá de casa: asa de frango, drumete, lombo, chuleta, picanha, alcatra, maminha, fraldinha, acém, lagarto redondo, patinho, linguiça calabresa, peito de peru, mortadela e presunto. Tá tudo bichado. Só não joguei as carnes fora porque a geladeira lá de casa há muito tempo não sabe o que é uma proteína animal.

Pois então. Desta vez os federais bateram às 6 horas da matina na porta do açougue para levar a vaca, o boi, o frango e o porco na coercitiva para depor na delegacia e depois fazer exame de corpo de detrito no Instituto Médico Legal. Peritos da Vigilância Sanitária descobriram cabelo na linguiça do Tony Ramos e restos de carne deteriorada na perna de pau do Roberto Carlos.

Eu nunca comprei carne da Friboi: sempre desconfiei do dono do frigorifico, o Joesley Safadão. As propagandas todas eram feitas pelo marqueteiro João Sacanna, que fazia questão de receber pelo serviço em carne. Na Argentina. Agora entendo por que trocaram o nome da Sadia para Brasil Fudis! O fudis somos nós!

Aliás, este escândalo carnívoro vai prejudicar o nosso comércio exterior. Como todo mundo sabe, depois da corrupção, a carne é o segundo produto mais exportado pelo Brasil. Agora, o brasileiro, em vez de ir no Mundial, nos Supermercados Guanabara ou no Pão de Açúcar, vai fazer fila na porta do IML para arrumar um pedaço de carne podre para botar na sopa.

Como é que vai ser agora? O brasileiro não passa sem um pedaço de carne no espeto! Vamos ter que virar antropófagos e passar a comer as mulheres por via oral. Ou pior: vamos ter que virar um povo de vegetarianos alimentado à base de capim e alfafa como os políticos da base aliada. Pois é: agora SOJA o que Deus quiser!

Curta a minha página no Facebook https://www.facebook.com/agamenonreal

110429moradias_f_007

Agamenon é do tempo em que só se podia usar cabeça de porco para moradia popular.

Agamenon Mendes Pedreira acha que onde se ganha o pão não se deteriora a carne.

 

672
ao todo.
banner_arte_02