banner_arte_02

ABAIXO O LEBLON!

Demitido por “justa calça” de O Globo, passo os meus dias perambulando pelas ruas do Leblon, tal e qual um figurante de novela do Manoel Carlos. Devido de quê ao meu estado de penúria franciscana, vivo revirando as latas de lixo daquele bairro nobre em busca de uma côdea de pão do Talho Capixaba ou algum resto de quentinha do Antiquarius. Também pratico pequenos furtos, extorsões e outras bandidagens para não esquecer as minhas habilidades de jornalista marrom. Vai que eu arrumo outro jornal para trabalhar…
Então, como estava a fim de comer um pedaço de pizza, resolvi revirar a lata de lixo da Pizzaria Guanabara. Foi neste momento que uma multidão de baderneiros vândalos apareceu quebrando tudo que via pela frente. Logo vi que se tratava de mais um protesto pacífico de moradores do Leblon. A multidão  exigia que a polícia instalasse imediatamente uma UPP no apartamento do governador Sérgio Cabral. Só assim, acreditam os manifestantes, a criminalidade no estado do Rio de Janeiro vai diminuir.

O helicóptero do governador do Leblon Sérgio Cobal Jr, socorre os manifestantes feridos e levou todo mundo para passar um fim de semana em Angra dos Reis.

Enquanto arrumava um paralelepípedo para quebrar a vitrine do Lidador, expliquei para as massas furibundas que aquele tipo de violência não leva a lugar nenhum, ao contrário do helicóptero do governador que leva ele pra tudo quanto é lado. Enquanto doutrinava os manifestantes, aproveitei para escolher uns vinhos para reforçar a minha adega. Continuei o meu inflamado discurso ideológico e orientei os líderes da passeata para seguirem na direção do Colégio Santo Agostinho e assim, protestar contra a visita do Baba que também custou uma Papa!

 

banner_arte_02

#VEM PRA SUA!

Sempre estive à frente do meu tempo (e, às vezes atrás também) e, por isso mesmo, fui pra rua muito antes do MPL, Movimento do Palpite Livre, começar seu protestos pacíficos e baderneiros. Depois de uma demissão sumária, meu ex-editor me colocou pra fora da mídia e, imediatamente, me tornei um sem–coluna despossuído abandonado na Rua da Amargura (onde agora está estacionado o meu Dodge Dart 73, enferrujado, minha residência).  O que ninguém esperava é que, através da redes sociais e anti-sociais, dei a volta por cima no meu blog (http://www.casseta.com.br/agamenon), Facebook  (https://www.facebook.com/agamenonreal) e Tweeter (@agamenonReal)! Mesmo fazendo parte da Terceira Senilidade, juntei-me aos jovens manifestantes on line para protestar contra tudo que aí está e, principalmente, contra tudo que não está nem aí!

Meu combalido coração cheio de arritmia se encheu de esperança ao ver as massas descontroladas gritando pelas ruas: “Xadrez, prisão, pro réu do mensalão!”, “O meu bilau é meu amigo! Mexeu com ele, mexeu comigo!”. Sem, é claro, esquecer o hino preferido dos vândalos: “Eu sou baderneeeeiro, com muito orguuuuuulho, com muito amoooooor!”.

Até bem pouco tempo a presidenta Dilma Roskoff estava fazendo ouvidos de Mercadante aos clamores da rua. Pressionada pelo ex-atual presidente Lula e seu personal marqueteiro João Sacanna, Dilmacha Roussef mudou. Fingiu que não era com ela e reuniu todos os governadores e prefeitos no Palácio do Planalto. Ali, cara a cara, a presidenta, democraticamente, deu um esporro e ordenou que todo mundo fizesse o que ela estava mandando. Em seguida, Dilmão, depois de dar um soco na mesa e coçar o saco, deu um recado aos poderosos:

– Ou vocês ouvem as vozes das ruas ou comprem um aparelho de surdez!

Agora todo dia depois do expediente eu saio com meus amigos pra fazer arruaça. Outro dia fomos destruir as empresas do Eike Batista, mas quando a gente chegou lá elas já estavam todas quebradas.

Em seguida, a Primeira Mandona da Nação, propôs cinco pactos: pacto ao tucupi, pacto com laranja, arroz de pacto, pacto laqueado e pacto assado com repolho roxo e purê de maçã. Se os pactos não forem bem preparados, Dilma já avisou que o pacto vai comer! A diarista do Planalto só não explicou uma coisa: quem é que vai pagar o pacto? Será que o povo vai engolir tanto pacto? O brasileiro não agüenta mais ser feito de gacto e sapacto (eu reconheço que esses trocadilhos são péssimos, mas o governo da Dilma é muito pior).

E agora? Para onde vai o Brasil? Será que vamos virar uma Argentina bolivariana, uma Bolívia equatoriana ou uma Venezuela peronista? Mas ainda existe uma luz no fim do túnel: em julho o Papa Francisco Buarque chega ao Brasil! Será que o Sua Santidade vai se juntar aos manifestantes, sair quebrando tudo pela frente e acampar na porta da casa do governador Sergio Cabralvendish?

 

PENSAMENTO DO BLOG

“O problema da atual Situação é que o Brasil não tem Oposição. ”
Cartaz de Passeata

Agamenon Mendes Pedreira é pacto pra toda obra.

banner_arte_02

FORA BRASIL!

Depois que O Globo me mandou pro olho da rua, aproveitei que estava lá, ao relento, sem teto, sem coluna e sem nada pra fazer e me juntei aos jovens indignados do MPL (Movimento do Pinto Livre) para protestar contra tudo que aí está! Desde o impeachment do ex-presidente Cóllon de Mello, o Brasil não vê uma manifestação tão pacífica e baderneira! Foi bonito ver aquela multidão inconformada gritando contra o aumento de passagem, o custo dos estádios da Copa, o penteado da Dilma e pedindo a prisão do Félix, a bicha má de Amor à Vida. Só mesmo nesses momentos de insatisfação e revolta revolucionárias, eu tenho a chance de trocar meu guarda roupa e adquirir bens de consumo durável. E o melhor de tudo é que nessas horas qualquer tijolo ou pedaço de pau vira cartão de crédito: é só tacar na vitrine e ir lá dentro pegar. As manifestações que estão explodindo por todos os cantos do país, além de seu conteúdo inconformista, também têm profundas ligações com as tradicionais festas brasileiras. Como estamos na época do São João, qualquer carro ou viatura oficial vira uma bela fogueira onde a batata dos políticos, aliás, está assando.

Por falar em políticos, eles, como sempre, não estão nem aí. No caso do Fernando Erradad, não estão ENEM aí… Eles estão em Paris, em Londres e em Nova Iorque visitando as manifestações de protesto em outros países. Mas o que mais me deixou perplexo é que nem mesmo os comentaristas da Globonews, que sabem de tudo mas só depois que as coisas acontecem, não têm a menor idéia porque o pau está comendo.

Indignada com tudo que aí está Isaura, a minha patroa, que sempre foi uma rebelde sem calça, foi às ruas para pedir um aumento de 20 cm no meu bilau.

Outra coisa boa nesses movimentos de arruaceiros revoltados que estão acontecendo é a chance de comer alguém baseado na lei do passe livre. Se os trabalhadores querem entrar de graça nos ônibus porque a gente também não pode entrar numas mulheres sem pagar?
Este movimento espontâneo das massas descontroladas nasceu nas redes sociais. Mas quem está por trás de tudo são as redes anti-sociais que são contra tudo que aí está e querem esculachar geral. Apesar de solidário com os manifestantes irados, acho que as reivindicações são impossíveis de serem cumpridas. Eles querem acabar com a corrupção, com as obras superfaturadas e as concorrências fraudulentas. Se isso acontecer, vamos mergulhar numa profunda crise porque nossos empreiteiros, políticos e governantes vão acabar na miséria, passando necessidade!

Mas nem tudo está perdido no Brasil. O pastor José Miliciano, presidente da Comichão da Direita Humana, conseguiu aprovar a cura gay. Esta revolucionária terapia milagrosa permite aos psicólogos empregarem um tratamento de choque pros pacientes abandonarem o seu vício e voltarem a praticar a homofobia. E se não for por bem, vai na base de pau, coisa que, aliás, os gays muitos apreciam. Taí uma coisa que eu ainda estou pra ver. Porque eu nunca vi cabeça de bacalhau, gay regenerado e corrupto que virou honesto.

[divide]

PENSAMENTO DO DIA, QUER DIZER, DO GLOBO, QUER DIZER DO BLOG

Com as pedras que me atirarem, vou quebrar as vitrines da Casa Bahia. ”

Frase de pára-choque de carro depredado

[divide]

Agamenon Mendes Pedreira é arruaceiro pacifista.

[divide style=”2″]
banner_arte_02