banner_arte_02

A SILAS O QUE É DE SILAS

Proprietário e CEO da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, o Pastor Silas Malafaia foi levado na “coercitiva” para prestar esclarecimentos na Polícia Federal. Malafaia foi pego pela Operação Timóteo, uma jogada que cobrava das prefeituras os royalties da exploração mineral. Quer dizer: não satisfeito em viver de explorar os animais e os vegetais, Silas resolveu também explorar os minerais.

Injuriado com a situação, Malafaia ameaçou “federais” com a Ira Divina. Advertiu seus captores que Deus, com sua infinita sabedoria, mandaria um raio bem em cima do camburão. Mas o Todo-Poderoso, por sua vez, mandou avisar, através do seu advogado (que, aliás, também trabalha para o Diabo), que não tem nada a ver com essa “bronca” do Malafaia, assim como também não tem tríplex no Guarujá, sítio em Atibaia nem está na lista da Odebrecht. Como todos também sabem, Deus é um grande empreiteiro: ganhou a concorrência para fazer todo o Universo, inclusive as estrelas e os planetas.

Todo mundo sabe que Silas Malafaia não é santo, mesmo porque evangélico não acredita em santo. Malafaia é crente, crente que é inocente. Silas Malafaia é um homem polêmico. Alguns acham que ele é um picareta, outros acham que ele é apenas desonesto. Silas Malafaia é um homem de muita Fé. É adepto da Teologia da Exploração. Empreendedor, Silas, depois de muitos sacrifícios – dos outros –, realizou o sonho da Igreja Própria. Homem conservador, conserva o dinheiro dos seus seguidores para evitar que as tentações de Satanás e as liquidações de final de ano levem a grana destinada às suas obras missionárias, como, por exemplo, a Casa da Fé de Búzios. Silas Malafaia defende posições radicais: é contra os gays e contra a descriminalização do aborto, mas, em compensação, é a favor da safadeza.

url

Graças ao Luciano Huck e a Lei Roubanet Agamenon transformou o seu Dodge Dart 73, enferrujado, em igreja evangélica.

Agamenon Mendes Pedreira é um homem sem Fé, mas com um Dodge Dart 73, enferrujado, estacionado na Rua da Amargura.

banner_arte_02