O PODER CURATIVO DO BLOCK NAS REDES SOCIAIS.

Sou um sujeito que gosta de transitar nas redes sociais, tenho perfis no twitter, no facebook e no Google +. Gosto de postar algumas piadas, algumas opiniões e algumas babaquices que acho que alguém pode curtir, ou cutucar ou compatilhar ou retweetar ou o que for. E descobri nesse mundinho virtual muita gente legal e muitas pessoas divertidas. Mas logo apareceram os malas, os caras que só tão a fim de te atazanar. Mas, ao contrário da vida real, nas redes sociais existe um remédio para te livrar dessas pragas que a humanidade carrega. E a partir do momento que descobri esse verdadeiro elixir milagroso, a minha timeline ficou uma beleza. Só recebo mensagens de pessoas que gosto , que tem algo interessante a dizer, alguma coisa pertinente a me informar ou até mesmo uma opinião diferente da minha , mas que me faz pensar. E qual é esse remédio milagroso? É o block!
E o mais incrível é que os malas se consideram originais, mas são típicos. È fácil fazer uma classificação dos merecedores de Block:
O XINGADOR GRATUITO- Toda vez que eu me deparo com um post me xingando sem nenhuma razão aparente, eu vou lá ver quem é o cara e quase sempre descubro que o sujeito tem poucos seguidores, uns 3 ou 4, e achou que se xingasse um monte de famosos , ia ganhar seguidores. Aí eu penso em xingar o cara de volta, em mandar o sujeito pro orkut que o pariu, mas respiro fundo e… Block.
O DISFARÇADO – O cara coloca em seu avatar uma foto de algum super herói ou do Darth Vader, achando que é super criativo, aí acha que escondido atrás desse disfarce pode sair falando a merda que quiser. É block!
O FAKE- O cara cria um perfil falso, dizendo que é a celebridade X. Engana alguns otários que acham que estão seguindo o verdadeiro, que quase sempre não sabe sequer passar email, não usa internet nem pra pesquisar algo no Google, e portanto não sabe o que está acontecendo em seu nome na internet. E aí o fake sai mandando os maiores absurdos em nome do desconectado famoso. É block!
O TORCEDOR BOÇAL- O sujeito acha que quando se trata de futebol vale tudo e aí, quando o time dele perde e você faz uma brincadeira , ele sai te xingando de um jeito que deixaria um membro de torcida organizada com várias passagens pela polícia ruborizado. É block!
Existem outros casos em que o block tem efeito terapêutico, é só cuidar pra usar sempre na dosagem correta.

banner_arte_02

5 Comentários

  1. tem o mala também que acha que é teu amigo, e que gosta de dar pitaco em tudo que tu escreve! Esses são de lascar também! Porra, to nessa corrente tambem: ” Só recebo mensagens de pessoas que gosto , que tem algo interessante a dizer, alguma coisa pertinente a me informar ou até mesmo uma opinião diferente da minha , mas que me faz pensar. E qual é esse remédio milagroso? É o block!”

  2. Rodrigo   •  

    Essa discussão pode até ganhar um desdobramento, que é a falsa intimidade que as pessoas acham que têm umas com as outras nas redes sociais. O cara segue uma celebridade e já se acha no direito de falar coisas absurdas. Caso de internação urgente.

  3. Jorge Carvalho   •  

    Pra ficar no clima eu “compartilho” dessa ideia aceito posts de quem eu gosto e tb de quem eu não gosto, desde que sejam inteligentes. Interagir com pessoas inteligentes, divertidas, sensíveis.. é muito bom. Queria mesmo “morar” no Facebook. Aqui todo mundo é legal, bonito, inteligente, solidário, alegre, divertido, luta por causa sociais e do meio ambiente e, a melhor de todas. No Facebook todo mundo reza para seus amigos e amigos dos amigos.Um dia eu consigo morar nesse “Admirável Mundo Novo”.

  4. Fred Borba   •  

    Fui diretor de futebol aqui no Sport Recife e sei bem do que vc ta falando. O que tem de fake e de machão escondido atrás de teclado é brincadeira….

  5. Guca Domenico   •  

    Tomei coragem para comentar. De cara, achei que podia tomar um block na ideia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *