ARMANDINHO DA FIRULA, DEPUTADO ESTADUAL

– Já tem candidato a deputado? – o sujeito perguntou, entregando um panfleto.
– Não, obrigado.
– Que isso, meu irmão? Não reconhece mais os amigos?
O outro reconheceu.
– Armando?
– Eu mesmo. Armandinho da Firula.
– Armandinho … você jogava pelada comigo. E aí, rapaz, há quanto tempo? Você é candidato?
– Armandinho da Firula, deputado estadual. Vai votar no amigo , não vai?
– Armandinho da Firula – o sujeito leu no panfleto – Firula?
– Tu não lembra da firula?
– Você está falando daquele drible meio diferente…
– Drible, não. Firula.
– Claro, você tinha uma firula, era boa mesmo. Tu fazia uns troços com a perna, uma espécie de pedalada.
= Não era pedalada. Era uma firula minha, ninguém fazia igual.
– Taí, é verdade. Nunca vi ninguém fazer aquela tua firula.
– Passei muito por você fazendo a minha firula…
– Passou mesmo. A tua firula era boa mesmo.
– Então , é por isso que eu estou aí me candidatando.
– Por causa da firula?
– Então! Armandinho da Firula. Deputado estadual.
– Caramba! E você ainda joga bola?
– Claro. Quer dizer, agora tô meio parado. A campanha não tá deixando. Mas a firula eu ainda faço!
– Mas se você não joga bola, como é que faz a firula?
– É a base da minha campanha. Eu levo uma bola sempre comigo. Aí eu chego nos lugares e faço a firula pros eleitores. A galera fica doida.
– Você faz a firula e ganha voto?
– Um monte! Minha candidatura tá crescendo direto!
– Legal… e a tua proposta , qual é?
– Proposta? Cara, eu tô pensando em me eleger… aí eu vou lá na parada umas três vezes por semana, e o resto do tempo eu jogo minhas peladas. A minha proposta é essa.
– Não, eu tô perguntando pela sua plataforma?
– Plataforma? Rapaz, a plataforma… eu ainda estou elaborando… mas deve ser alguma coisa tipo: Firula pra o povo!
– Firula para o povo?
– É boa não é? E aí , vai votar em mim?

banner_arte_02

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *