banner_arte_02
banner_arte_02

Eu não gosto de Aipo!

aipo

Eu não gosto de aipo. Acho que aipo toma o gosto de todas as comidas para si, tudo fica com sabor de aipo. Tudo bem, você pode não concordar, pode até gostar de aipo, mas eu descobri que existem as pessoas-aipo. São aqueles sujeitos que fazem com que qualquer assunto vire aipo, ou seja, acabe tendo o mesmo gosto. Você joga um tema na mesa e em dois minutos o cara já virou a conversa para o seu tema único, já encheu a conversa de aipo. Não importa o assunto, a culpa é do capitalismo selvagem, ou o inverso, dos socialistas. O cara que desvia toda conversa para falar mal do Lula ou do lado oposto, para maldizer os golpistas. São as pessoas-aipo. Tudo fica com o mesmo sabor. (se você gosta de aipo, mude para o ingrediente que quiser, desde que ele deixe tudo com o mesmo gosto)

14
ao todo.
banner_arte_02
banner_arte_02

O mundo não é a sua timeline!

block_casseta

O block nas redes sociais é muito bem-vindo. Às vezes não há medida melhor a tomar do que despachar de vez a mala de sua timeline com um block em sua cara.

O block no Face, no Twitter , até no GooglePlus pode ser libertador, em todos os sentidos. Bloquear pessoas tem todas essas vantagens, mas apenas nas redes sociais! Na vida real não rola! Porque a vida real não é a sua timeline!

Você não pode controlar a vida como tenta fazer com o seu face. O cara que discorda radicalmente de você, pode ser banido do seu Facebook, expulso do seu Twitter, excomungado do seu Instagram, mas na vida real ele continua a ter o direito de expressar a opinião dele, apesar da sua discordância radical. É assim que a democracia funciona, todos tem o direito a expressar a sua opinião, e se você não gosta, simplesmente saia dali, não frequente os mesmo lugares, ou discuta com o cara, argumente ou até fique quieto na sua, puto da vida, mas não dá para pedir a proibição, não dá para pedir para fechar a boca do cara, não dá para pedir censura.

É assim mesmo, a vida real não é molezinha não, ela não é o seu Facebook!

1
ao todo.
banner_arte_02

Uma constante construção

constante-construcao_betosilva_casseta

Amigo chama o outro pra conversar. Depois de falar de futebol, família, tempo e esses papos iniciais, ele começa a falar dele:

– Sabe como é, eu sou um sujeito que esta em constante construção, entende? Eu sou uma pessoa em obras, saca?
– Bacana isso. Eu também me sinto um pouco assim. Também acho que na vida a gente tá sempre aprendendo.
– Não, você não entendeu. É que eu sou brasileiro e sabe como é obra no Brasil… o orçamento estourou. Tu tem aí uma verba de suplementação?

1
ao todo.
banner_arte_02

Um desabafo natalino

um-desabafo-natalino_betosilva_casseta

Às vezes, nessa época do ano os ânimos se exacerbam e as pessoas começam a dar opiniões radicais. Pior, acham que as suas opiniões representam a da maioria das pessoas. A gente vai fingindo que não escuta, vai fugindo do assunto para não precisar discutir, mas tem uma hora que não dá mais para aguentar e a gente tem que se posicionar.

Essa hora chegou pra mim.

Então eu quero deixar bem claro uma coisa: Eu gosto de arroz com passas! Eu amo arroz com passas! E tem muita gente além de mim que gosta! Aposto que é a maioria.

Portanto se você é desses caras que não gostam de arroz com passas não tente fazer todo mundo acreditar que você represente a maioria, cate as suas passas, coloque-as no canto do prato e permaneça calado!

É isso aí! Falei! Me sinto aliviado.

4
ao todo.
banner_arte_02