banner_arte_02
banner_arte_02

DUNGAS, TÔ FORA!

Soccer game

A Copa acabou e o país já está voltando ao normal. A violência, a corrupção e a roubalheira, que haviam perdido espaço nos jornais, escondidos atrás das notícias da Copa, voltaram a dar o ar de sua graça. E no futebol , bastou uma rodada do Brasileirão para a gente ver que a luta para se dar um jeito no futebol brasileiro vai ser árdua. E fica ainda mais difícil quando a primeira medida que a diretoria da CBF toma para mudar o nosso futebol é justamente chamar um empresário de jogadores para coordenador geral da seleção.
E pior: leio nos jornais que o próximo técnico da seleção pode ser o… Dunga! Estou pensando seriamente em passar a acompanhar outro esporte: beisebol , bocha ou até o curling!
Pelo jeito, vamos continuar vendo no futebol brasileiro cenas como essa:

No meio do jogo um celular toca. Um dos jogadores tira o seu telefone de dentro do short e atende:
– Alô. Fala rápido que eu tô trabalhando.

– Eu sei que tu é meu empresário e que a ligação é de trabalho. Mas é que eu tô no meio de um jogo.

– Não, pode falar , é jogo de campeonato , mas é o Brasileirão.
Peraí, que a bola tá vindo pra mim…

– Beleza, passei pro lateral, o cara é todo enrolado, vai recuar lá pra defesa, dá tempo da gente falar…

– Tu recebeu proposta de quem? Que time é esse?

– Uzbe o quê? Uzbe Tristão? Pô lugar triste! Eles pagam bem?

– Peraí que a bola tá vindo de novo pra mim. Um minutinho, não desliga não.

– Pronto chutei pra fora. Os caras vão demorar pra bater o tiro de meta. Pode falar.

– Esse tal de Uzbe não sei o que… isso aí é na Europa?

– É perto? De lá eu posso ir pra Europa?

– Beleza então. Topo. Deixa eu simular uma contusão aqui pra sair de campo.

– Pronto , já estou fora. Quando é que eu embarco?

206
ao todo.
banner_arte_02

OS NÚMEROS DA COPA

numeros da copa

A Copa acabou e já foram divulgadas todas as estatísticas e estatúpidas com os números mais relevantes e também os mais inúteis da Copa. Eu dei uma olhada nos números e levantei algumas questões:

A média de gols da Copa foi 2,67, uma das melhores das últimas Copas. Mas se descontarmos os 10 gols que o Brasil levou nos seus 2 últimos jogos , a média cai para 2,51, que não é lá essas coisas. Ou seja, a seleção com as suas panes e táticas do Felipão contribuiu pelo menos para alavancar a média de gols da Copa. Será que era isso que o Felipão queria?

O Brasil levou 14 gols em 7 partidas. O Maracanã também recebeu 7 jogos, mas foram 10 gols. Ou seja, a defesa do Maraca é melhor que a do Brasil. Mas , que defesa não é?

Os maiores públicos da Copa não foram de jogos do Brasil, foram do jogo Argentina x Bósnia, no Maracanã e da final, Argentina x Alemanha também no Maraca. Os dois tiveram exatamente o mesmo público: 73.738 espectadores, uma coincidência do cacete! O Brasil não estava no campo, mas a torcida brasileira estava lá em peso, todos bosnianos ou alemães com muito orgulho e com muito amor . Aliás, a Argentina estreou no Maracanã e terminou a Copa no Maracanã. Nada como ter uma Copa organizada por argentinos. Ih, não, a Copa foi no Brasil! Ué, mas o Maracanã não é o maior estádio do Brasil, não é o templo sagrado do futebol? O Brasil não deveria ter feito pelo menos um jogo lá?

O Brasil foi a seleção que levou mais cartões amarelos: 14. E foi a segunda que mais fez faltas : 123. O que quer dizer que a seleção chorava muito , mas também batia com força! Será que para extravasar a choradeira os nossos jogadores tinham que sentar o sarrafo?

70
ao todo.
banner_arte_02

ALGUNS LEGADOS DA COPA

Agora fica a discussão dos legados da Copa. A Copa foi ótima e a imagem do Brasil foi positiva. Esse é o maior legado dessa Copa. Mas a Copa vai nos deixar outras heranças:

– O número sete – a partir dessa Copa o número 7 vai acompanhar o brasileiro pelo resto da vida. Toda vez que estiver no exterior e alguém citar por qualquer motivo esse número , nós vamos achar que estamos sendo sacaneados. Brigas e tumultos acontecerão envolvendo brasileiros mundo afora, aparentemente sem motivo.
– Ele me perguntou quanto custava o sanduíche e eu respondi: sete euros. –o atendente de bar alemão explicou ao policial o motivo da briga, com o seu olho roxo.
– Eu só perguntei a nacionalidade dele e disse que o quarto dele era o 7. – respondeu no hospital o gerente do hotel parisiense.
– A corrida custou 7 dólares. Isso é motivo para levar um soco? – disse o taxista em Nova Iorque.
– Fim da era de técnicos carecas e bigodudos – o fim da era da dupla Felipão / Murtosa é , sem dúvida, um dos legados desta Copa. Aliás, o fim do bigode no futebol será um legado também. Vicente Del Bosco e Fred que o digam.
– Argentinos – Quase todos os argentinos voltarão para Buenos Aires no próximos dias. Eu disse quase todos, porque certamente alguns ficarão por aqui nos atazanando , cantando aquela musiquinha chata “decime que se siete” e coisa e tal pelo resto da vida. E o pior: vocês já repararam que eles se vestem o tempo todo com a camisa azul e branca da seleção argentina? Eu tenho certeza que eles não tem uma coleção de camisas da seleção , uma para cada dia. Então o que se deduz é que eles estão sempre com a mesma camisa! A mesma camisa da argentina por dias a fio! E se esses argentinos ficarem aqui, ficarão com a mesma camisa por anos! Quero ver quem aguenta esse legado da Copa!
– Os estádios superfaturados construídos em locais em que não há futebol ( Manaus e Brasília, por exemplo) já foram muito discutidos até antes da Copa das copas.E, com o fim da Copa , todo mundo vai querer dar uma ideia para aproveitar esses elefantes brancos de alguma maneira. Serão milhares de ideias por dia. Ideias engraçadas, ideias estapafúrdias, ideias ridículas… gente dando ideias geniais do que se pode fazer nos estádios sem futebol. Taí mais um dos legados da Copa.

80
ao todo.
banner_arte_02

E DEU OS ALEMÃO

taça-blog

Venceu a Alemanha, merecidamente. Foi o melhor time da Copa e levou a taça. Mas o jogo foi duro, lá e cá. No jogo do “se”, se o Messi tivesse feito o gol, se o Palácio , se o Higuain… mas também se a bola não batesse na trave no final do primeiro tempo… O Gotze não deu bola pro “se” , meteu um golaço e deu Alemanha. Futebol não tem se.

Os caras da FIFA não sabiam pra quem dar o prêmio de melhor jogador da Copa. “Ah, então dá pro Messi, quem é que vai reclamar de mais um prêmio pro Messi?” Mas o Messi não mereceu. Só ficou mais forte a crença de que Copa das Confederações e O Melhor Jogador da Copa são os Prêmios Mick Jagger do futebol. Quem ganha não leva a Copa.

Pra mim o melhor jogador da Copa mesmo foi o Tião. BasTião Shveinsteiger.

Uma curiosidade: Depois do jogo de ontem dona Lúcia não mandou cartinha, mandou uma mensagem pelo celular. foram só 4 letras: vtnc

118
ao todo.
banner_arte_02

BÊBADO EM LADEIRA

0,,17777869_303,00

Serviço de manutenção no Brasil não funciona! É um saco! Tenho uma seleção que entrou em pane há vários dias, já liguei várias vezes e até hoje o técnico não apareceu para consertar! Sacanagem!

Perdemos de 3 a zero da Holanda. E os holandeses nem fizeram muita força. Os gols foram simplesmente saindo. Fazer gol no Brasil é que nem beber água, algo normal. De repente dá sede , você vai na geladeira , coloca água no copo e bebe. Fazer gol nessa seleção do Felipão é assim também: dá vontade, o time adversário vai lá e faz!

Dizem até que , depois desses dois jogos do Brasil, o mascote da Copa vai mudar de nome. Em vez de Fuleco, vai se chamar Timeco.

O Felipão é um técnico atrasado que errou tudo que tentou fazer , mas , em compensação na hora de dar entrevistas ele… piora ainda mais!

Felipão disse que o 7×1 foi uma fatalidade. Fatalidade seria se um raio caísse no campo bem na hora do jogo, aí sim seria uma fatalidade. E se isso acontecesse, a gente não perdia de 7.

Para finalizar , responda a pergunta:
Fazer gol nesta seleção é mais fácil que…
( ) empurrar bêbado em ladeira.
( ) cantar refrão do Jota Quest – Fácil extremamente fácil…
( ) tirar doce de criança
( ) coloque aqui a sua opção _________________

123
ao todo.
banner_arte_02