banner_arte_02

A COLETIVA DEPOIS DO JOGO

As manifestações do dia 15, deixaram o governo meio perturbado. No final da tarde de domingo, depois de ver a quantidade de gente que foi as ruas , a presidente achou que precisava declarar alguma coisa, qualquer coisa. O que eu falo? , ela perguntou a seus ministros. Os ministros começaram a assobiar, disfarçando. A presidente então pensou ela mesmo sobre o que ia falar a nação. Ela pensou, pensou, pensou bastante, e não concluiu nada. Então deu um soco na mesa e decidiu:
– Eu é que não falo!
Resolveu mandar dois ministros darem a entrevista em nome dela. A situação ficou tensa. Quem ia, quem escapava dessa? Tira no palitinho, propôs o Mercadante. A discussão correu solta, uns queriam par ou ímpar, outros cara ou coroa. Depois de ser feito um sorteio, a roubada sobrou pro ministro da justiça e e pro secretário geral da presidência.
Na coletiva, os dois pareciam técnicos do time que perdeu dando entrevista depois do jogo. Trataram de dizer que o time está jogando bem, que está dando azar e que vão fazer modificações para o próximo jogo. Mas é claro que ninguém acreditou, todo mundo está vendo que o time não tá jogando nada!

Manifestação contra o governo Dilma:

manifestações

Manifestação contra o governo Dilma segundo os ministros:

coxinhas

Mas nem todo mundo da elite branca foi as manifestações do dia 15.
Esses aí da foto, por exemplo, não foram:

ministerio dilma

387
ao todo.
banner_arte_02

GRAU ESPECULATIVO

dinheiro

Essa parada de agência de risco rebaixando nota é interessante e vem fazendo sucesso. Elas já estão até atuando em outras áreas:

– O que houve, tá tudo bem?
– Mais ou menos. Baixaram a minha nota, agora eu não sou mais grau de investimento.
– Caraca, que merda! O que houve?
– Minha namorada me pegou no flagra com a vizinha. Me largou e a agencia baixou o meu rating. Agora eu sou grau especulativo. Se uma mina quiser sair comigo é risco dela.

***

– Que bom que te encontrei. Cadê a minha grana?
– Que grana?
– A que eu te emprestei há dois meses. Cadê?
– Sabe qual é o seu problema? Você é um cara que não acredita nas pessoas.
– Porra, eu acreditei em você e você me deu um calote!
– Não tô falando de mim. Tô falando do cara lá da agência de risco. Ele te avisou que eu era grau de especulação.

***

– Filho, alguma novidade na faculdade?
– Eu fui rebaixado por uma agência de risco.
– E o que isso quer dizer?
– Bom, quer dizer que se o senhor quiser continuar pagando a minha faculdade o risco é seu. Eu sou grau especulativo.

338
ao todo.
banner_arte_02

RESCALDO DO CARNAVAL

abre2

Alguns blocos que se acabaram no carnaval:

Me prende que eu sou empreiteiro
Refinaria é quase amor
Cordão da grana preta

Sargento, o senhor jogou gás de pimenta no bloco?
– Ué, tenente, mas o senhor não falou: sargento, pimenta!

Da série notícias que a gente esquece dois minutos depois:
Vai-vai é campeã das escolas de São Paulo.

Solução para o abastecimento de água? Dessalinização já era, o lance no carnaval é desmijificação.

Outros blocos que fizeram sucesso no carnaval do Rio:
Volta a pé que não tem ônibus
Chama Raul

Reforma educacional: a partir de agora todos as notas das escolas brasileiras serão como as das escolas de samba: de 9,5 pra cima.

60
ao todo.
banner_arte_02
banner_arte_02

OS NOVOS MINISTROS

Dois funcionários do palácio do Planalto conversam:

– Já saiu a lista dos novos ministros?

– Ainda não.

– Você sabe de alguma coisa?

– Ela disse que tá difícil arrumar nome pra todos os ministérios. Sabe como é, tem muita gente enrolada nesse negócio da Petrobras…

– Será que vão diminuir o número de ministérios?

– Acho que não. Mas o que você tem a ver com isso?

– Nada. É só que … sabe aquele mesão que a presidenta faz a reunião ministerial? Não cabe todo mundo.

– E como é que fazia até agora?

– Os ministros se viravam. Teve gente dando a ideia de um ministro sentar no colo de outro ministro , mas a presidenta não deixou.

– Ainda bem porque ficava chato gente sentada no colo.

– Não foi por isso não. É que se fossem de partidos diferentes, qual partido senta no colo de qual? Ia dar problema e aí o único jeito de resolver era criar um ministério novo.

– E aí? Como resolveu?

– Era por ordem de chegada. Quem chegava por último ficava em pé no fundo da sala.

– E aí pegava mal pro ministro , ficar em pé.

– Mais ou menos. A sorte é que são tantos ministérios que a presidenta nem conhece todos os ministros.

– E como é que ela vai fazer agora no novo governo pra decorar tanto nome de ministério?

– Ah, isso parece que ela já resolveu. Agora os ministérios não vão ter mais nome, vão ter número. Ministério 1, ministério 2, assim por diante, entendeu?

– E os ministros, como é que ela vai saber o nome de todo mundo?

– O do ministério 1 é o ministro 1, o do 2 é o 2 e assim por diante.

– E aí é só os ministros andarem com uma plaquinha com o seu número e pronto. Boa ideia!

– Eu também tinha achado, mas já tá dando problema. Tem partido que não quer ficar com o ministério 13 porque diz que dá azar, aí a presidenta diz que 13 é o numero do PT e o pau come. O partido dos evangélicos não quer o ministério 24…

– Por que ela não usa letras ? Ministério A, B, C…

– Não dá! Tem muito mais ministério do que letra, rapaz!

– Caramba! É um problemão mesmo.

8
ao todo.
banner_arte_02

MEUS MELHORES DO ANO

Final de ano é tempo de se encher a cara em festas de fim de ano da empresa e pagar mico na frente do chefe, de se esfalfar em lojas lotadas para comprar presentes de natal, de se meter num engarrafamento boçal para ver a árvore da Lagoa, de se ficar especulando sobre que jogador vai pra que time no ano que vem , de se ficar especulando sobre como vai ser a economia e a política no ano que vem e de se fazer listas de Melhores do Ano. Aqui vai a minha:

Melhor trauma do ano – Alemanha 7 x 1 Brasil
Melhor escândalo do ano – Petrolão 7 x 1 Brasil
Melhor choro – Thiago Silva.
Melhor lasanha – A que o Murtosa fazia pro Felipão no anúncio durante a Copa.
Melhor discurso após o vexame – Felipão: “Foram só 6 minutos de pane”
Melhor estádio brasileiro em que o Brasil não jogou na Copa – Maracanã
Melhor jogador brasileiro do Barcelona- Neymar
Melhor momento do campeonato brasileiro – durante a Copa, quando ele parou.
Melhor jogador do Brasileirão– Aquele cara do Cruzeiro que eu não lembro o nome.
Melhor embate em debate eleitoral- Levir Fidelix x Eduardo Jorge
Melhor erro estatístico – Todos os Institutos de Pesquisa no 1º turno.
Melhor filme brasileiro baseado num livro que eu escrevi – Julio sumiu.
Melhor filme que nos deixa irritados porque é argentino- Relatos selvagens.
Melhor filme que demorou mais tempo para ser filmado – Boyhood.
Melhor documentário que não é desse ano , mas que eu vi esse ano – Searching for Sugar Man
Melhor novo membro da Academia Brasileira de Letras – Ferreira Gullar
Melhor novo membro da classe média – Eike Batista
Melhor livro de economia que demorou mais de um ano para sair no Brasil- O capital no século 21 do Thomas Piketty
Melhor biografia do Getúlio do ano – Getúlio 1945-1954
Melhor livro sobre o Rei para quem não é monarquista – O réu e o rei – de Paulo César de Araújo
Melhor bife – O que o Roberto Carlos não comeu no anúncio do Friboi.
Melhor fila – Iphone 6
Melhor série americana- True detective
Melhor segunda temporada – House of Cards
Melhor série brasileira escondida depois do Globo Repórter – Dupla identidade
Melhor Porta dos Fundos – Refém e Viral
Melhor desafio que eu não fiz- desafio do balde de gelo.

83
ao todo.
banner_arte_02