banner_arte_02

COPA DO BRASIL: QUARTO DIA

Suíça ganhou no último minuto do Equador. E nem precisou usar sua arma secreta, aquele jogador brasileiro que está sempre no banco da Suíça: um tal do Maluf.

França passou por cima de Honduras no jogo que teve um momento histórico: saiu (ou entrou) o primeiro gol eletrônico da Copa. O esquema eletrônico mostrou que a bola passou da linha. Sei não, pra mim o esquema eletrônico estava dormindo na hora do gol, a bola não entrou não!

Miltão, anotem o nome. É assim que se chama o quiosque que fica em frente ao Ceaser park, hotel em que os holandeses estão hospedados. Aí, Miltão, aumenta a dose de cachaça das caipirinhas!

O DIA DA SELEÇÃO

Hulk com dores, se transforma em Bruce Banner e é dúvida.

E além do Hulk que preocupa, outro desfalque já está confirmado na seleção: o juiz japonês não vai apitar a partida contra o México. É um desfalque sério, mas o Felipão está tranquilo. Tão tranquilo que até suspendeu o treinamento de mergulho que o Fred estava fazendo.

banner_arte_02

COPA DO BRASIL: TERCEIRO DIA

A Grécia joga no esquema 4-4-2 , 4 na defesa, 4 na defesa e 2 na defesa.

E o Uruguai pagou o maior mico da Copa até agora (ou terá sido a Espanha?). Será que a liberação da maconha no Uruguai teve alguma influência na atuação do time em campo contra a Costa Rica?

Ninguém, em nenhum bolão, deve ter colocado Costa Rica 3 x 1 no Uruguai. Nem os costa-riquenses, ou costa-riquenhos ou costenses-ricos ou seja lá como se chama quem mora lá, cravaram esse resultado.

Itália x Inglaterra fizeram um bom jogo do estádio de Manaus, o popular Saunão. Se ferrou quem esperava um zero a zero nesse jogo de um time tradicionalmente defensivo contra outro que é conhecido por não gostar de atacar.
Uma das coisas mais maneiras da transmissão da Copa é a tal câmera em super-slow. Você consegue ver cada detalhe mínimo do lance. Teve uma jogada em que dois jogadores subiram para cabecear e no super-slow-motion a gente conseguiu ver coisas imperceptíveis na velocidade normal: enquanto um jogador tirava uma meleca em pleno ar, o outro dava-lhe uma patolada! Sensacional! Isso é tecnologia!

banner_arte_02

COPA DO BRASIL: SEGUNDO DIA

MÉXICO X CAMARÕES

O México jogou mais que Camarões , mas esbarrou na sólida zaga formada por dois zagueiros e um bandeirinha, que anulou dois gols legítimos.
Ontem foi o juiz errando , hoje é o bandeirinha . Fode isso, Arnaldo?

ESPANHA X HOLANDA

Atropelamento na Arena Fonte Nova! Os 22 feridos são todos espanhóis!
Arbitragem 100 % de aproveitamento. Na estreia teve o pênalti do Fred, depois dois gols do México. E no Espanha x Holanda, o Diego Costa Fredou nitidamente no pênalti!
Como joga bola esse Robben! Finalmente os jogadores chamaram mais atenção que a arbitragem!
A Holanda já jogou essa bola toda, imagina se fosse frescobol que eles treinaram todos os dias em Ipanema?

CHILE X AUSTRÁLIA

Os Australianos correm, correm e correm. O futebol deles se resume a correr muito. Eles só diminuem a velocidade quando vão buscar a bola dentro do seu gol.
Finalmente um jogo sem nenhum erro grave de arbitragem. A FIFA deve ter ficado preocupada.

GERAL

Maneiro existir essa nova tecnologia para mostrar se a bola entrou mesmo, frisando a imagem da bola passando da linha. Mas mostrar isso num gol que todo mundo viu que a bola passou da linha, foi até o fundo da rede e bateu lá dentro, é mais uma babaquice padrão FIFA.

banner_arte_02
banner_arte_02

GANHAMOS, PORRA!

Joguinho duro da porra essa estreia! O 3×1 foi completamente mentiroso. O Brasil não jogou bem, mas o importante é que ganhamos!
O time demorou a começar a jogar. Acho que os jogadores ainda estavam cantando o nosso hino, cortado pela FIFA , enquanto os croatenses já tinham chegado duas vezes com perigo. E aí veio o gol dos caras, com dez minutos.E contra! Uma puta ducha de água fria na nação. O banho frio deve ter servido para acordar o time, que a partir daí melhorou um pouco e partiu para cima.
E , como sempre tem sido, nessa hora apareceu o Neymar. O cara é foda! Achou aquele gol no primeiro tempo que deu uma acalmada no país da Copa. Para mim o goleirinho podia pegar, mas o que importa é que não pegou! Empatamos, porra!
Fim do primeiro tempo.
Começamos mal o segundo-tempo. Então, alguns jogadores começaram a se destacar, principalmente Oscar. O moleque jogou muito bem!
E então veio o pênalti.
Agora, é preciso dizer uma coisa importante sobre o jogo : a atuação do Fred foi perfeita. Não como jogador, porque quase não tocou na bola, mas como ator. Sua queda no lance do pênalti foi no tempo certo, sem se jogar no chão com estardalhaço, parecendo mesmo ter sido puxado pelo zagueiro croata. A cara de dor foi brilhante, nem demais nem de menos, na medida certa, uma careta realista, que mostrava um sofrimento que parecia verdadeiro , algo que vinha de dentro do ator. E a reclamação ao juiz, nem muito exagerada que parecesse desespero, nem pouca que denotasse que não foi nada. Atuação de Oscar. Eu até imaginei a Jennifer Lawrence falando: And the Oscar of the game goes to… Fred! Palmas!
E no finalzinho ainda vimos o golaço de biquinho do Oscar.
Fim de jogo. Ganhamos, porra!
E viva a amizade Brasil-Japão!

banner_arte_02

CLIMA DE COPA

Saí para dar uma caminhada na praia e fui atingido pela Copa do Mundo. A Copa definitivamente começou. A quantidade de turistas que já passeia pelo Rio é enorme. Ontem de noite já tinha visto uns oito sujeitos gigantescos vestidos de verde e amarelo enchendo a cara de caipirinha num bar. Deve ser a seleção de vôlei do Brasil, pensei. Não, eram torcedores australianos. Aliás a praia também estava cheia de australianos. É impressionante, os caras não jogam nada , nem sei se ligam para futebol, mas vem torcer para a sua seleção e , é claro, encher a cara de caipirinha. Não sei se a seleção deles vai muito longe na Copa, mas pela quantidade de caipirinha que estavam tomando, eles provavelmente vão achar que a Austrália joga pra caralho.
Andando mais um pouco cruzei com três ingleses vestidos como aqueles cavaleiros da Távola Redonda, parecendo uns caras do Monthy Pyton. Logo percebi umas quatro câmeras filmando os tais torcedores ingleses. E em seguida passou o ônibus da seleção inglesa, saudado pelos cavaleiros. Atrás do ônibus três caminhões do exército entulhados de milicos armados. Segurança reforçada.

INGLESESOs jogadores ingleses deviam estar indo para o treino, ou então, depois de cantar Lepo Lepo e ensaiar uns passos de capoeira ontem , eles talvez estivessem indo encontrar a Walesca Popozuda para dar um beijinho no ombro. Sei lá. Assim que os jogadores passaram, o produtor mandou os três torcedores ingleses baterem uma bolinha. Os caras até que tentaram, mas eram ingleses típicos, não se entenderam muito com a bola. Como vocês sabem, os ingleses inventaram o futebol , mas depois deixaram a invenção num canto e esquecerem lá. Quem desenvolveu o futebol foram outros povos e até hoje os ingleses ficam putos quando alguém dá um drible:
– Não! Quando nós inventamos o futebol não tinha drible! Isso não vale!

MEXICANOSMais na frente, em minha caminhada, cruzei com dois mexicanos. Um trazia um sombrero , aquele chapelão que os mexicanos só usam quando saem do México para dizer que são mexicanos. O outro vinha com uma daquelas máscaras que os lutadores de luta livre usam no México. Achei maneiro. Só fiquei preocupado de os milicos que estavam atrás da seleção inglesa , avistarem o mexicano mascarado. Vai que eles acham que o mascarado mexicano era um Black bloc e enchem eles de porrada?
Vi também argentinos ou uruguaios ou chilenos, ou seja, gente falando espanhol. E mais ingleses. E uma gringa loura muito interessante, devia ser um holandeusa.

HOLANDEUSAEnfim, o clima é de Copa! A Copa começou!

banner_arte_02