banner_arte_02

DEI UM PULO NA TERRINHA

Andei viajando para a Europa, para tentar descansar de nosso confuso e inflacionado país. Mas quem é que esquece de seu país quando o Euro custa quase 5 reais? Uma das minhas paradas no velho continente foi em Lisboa, na terrinha.

Para lembrar da ligação de Portugal com nosso país, fui ao Padrão do Descobrimento, uma homenagem que os portugueses fizeram aos navegadores que “descobriram” o mundo.

19-01

O nosso Pedro Alvares Cabral está lá, é claro. É a figura que está na quinta posição na fila. E o Vasco da Gama? Tá na segunda.

Ali pertinho fica a Torre de Belém.

terre

Dizem que essa fortificação foi construída para defender Lisboa das hordas de estrangeiros que avançam e furam fila para tentar comer o maravilhoso pastel de Belém, que é vendido ali pertinho.

Achei que ia ser fácil entender o português de Portugal que às vezes parece até outra língua. Eles chamam marquise de varanda, bolinho de bacalhau de pastel de bacalhau, privada de retrete e por aí vai. Por exemplo: Você entraria num restaurante chamado Inhaca no Brasil?

foto 3

E ainda fica a dúvida: Será que é a marisqueira que causa a inhaca?

Mas os portugueses se modernizaram bastante. Até as estátuas em Lisboa refletem essa modernidade. Essa aqui, por exemplo, é a estátua do Antonio Ribeiro Chiado, que para mostrar que é moderno , fez questão de ser eternizado numa postura funkeira.

foto 4

banner_arte_02