banner_arte_02

Algumas questões sobre a eleição de domingo

eleicoes2016_betosilva_casseta

No Rio e em São Paulo não tem Lei Seca no domingo. Parece que chegaram a conclusão que para votar em certos candidatos só enchendo a cara de uca! De cara limpa não dá!

A urna eletrônica é super fácil de se usar. É que nem um caixa eletrônico, só que a grana não sai pra você, sai pro candidato que é eleito.

Quando você apertar as tecla com o número do seu candidato, vai aparecer uma foto de um sujeito completamente diferente do que você escolheu. Não se assuste, é ele mesmo, 20 anos mais novo. Nesse momento você não deve pensar muito, deve confirmar imediatamente o seu voto. Pesquisas comprovam que os eleitores que pensam mais de 3 segundos, desistem de votar naquele candidato.

Qual a diferença entre voto nulo e voto branco? Bom, depois de ouvir vários juristas, jornalistas políticos e especialistas diversos, a conclusão que tirei é que a única diferença é que o voto branco é feito numa tecla com a cor branca e o nulo digitando um número maluco qualquer.

Não é verdade que o voto em branco teve o seu nome mudado para voto NãoAfroDescendente.

Votar em certos candidatos , mesmo eles sendo ridículos , não é considerado voto nulo. Mas esses votos podem ser chamados de Voto Mulo!

É isso aí, agora pegue a sua cola, os seus documentos e bom voto!

85
ao todo.
banner_arte_02

PLATAFORMA POLÍTICA

ballot-box-general-election-2014

Começou a propaganda política na TV. Milhares de candidatos vão se apresentar todos os dias,  mas mesmo assim vai ser difícil escolher um. Eu sei que é esperar demais ouvir dos candidatos propostas razoáveis sobre as grandes questões do país, como saúde, educação, transportes, violência, economia e coisa tal, sei que nenhum candidato está preocupado de verdade com essas coisas. Então resolvi facilitar a vida dessa galera que quer ir pra Brasília. Pra conseguir o meu voto basta se posicionar sobre essas outras questões que também são importantes. Pelo menos para mim!

Contra azeitona com caroço na empada!
Contra sinal vermelho que dura mais de 2 minutos!
Contra os impedimentos marcados contra o meu time!
Contra convites para joguinhos no Facebook!
Contra aipo na comida!
Contra o colesterol alto!
Contra celular que cai no chão e quebra!
Contra 3G que não pega!
Contra bateria acabar no meio do dia!
Contra a Sky sair do ar quando chove!
Contra pessoas deixarem de me seguir no Twitter!
Contra pastel com pouco recheio!
Contra água no ketchup!
Contra fotos de gatinhos fofinhos fazendo fofices no Facebook
Contra saquinhos de mostarda impossíveis de abrir!
Contra as capas de plástico de DVDs e CDs impossíveis de abrir!
Contra o feijão debaixo do arroz!
Contra vizinho que ouve jogo no rádio ou TV analógica e comemora o gol quando na minha TV o jogador ainda está batendo o corner!
Contra a falta de táxis quando chove!
Contra o Horário Eleitoral Gratuito!

59
ao todo.
banner_arte_02

ARMANDINHO DA FIRULA, DEPUTADO ESTADUAL

Urna

– Já tem candidato a deputado? – o sujeito perguntou, entregando um panfleto.
– Não, obrigado.
– Que isso, meu irmão? Não reconhece mais os amigos?
O outro reconheceu.
– Armando?
– Eu mesmo. Armandinho da Firula.
– Armandinho … você jogava pelada comigo. E aí, rapaz, há quanto tempo? Você é candidato?
– Armandinho da Firula, deputado estadual. Vai votar no amigo , não vai?
– Armandinho da Firula – o sujeito leu no panfleto – Firula?
– Tu não lembra da firula?
– Você está falando daquele drible meio diferente…
– Drible, não. Firula.
– Claro, você tinha uma firula, era boa mesmo. Tu fazia uns troços com a perna, uma espécie de pedalada.
= Não era pedalada. Era uma firula minha, ninguém fazia igual.
– Taí, é verdade. Nunca vi ninguém fazer aquela tua firula.
– Passei muito por você fazendo a minha firula…
– Passou mesmo. A tua firula era boa mesmo.
– Então , é por isso que eu estou aí me candidatando.
– Por causa da firula?
– Então! Armandinho da Firula. Deputado estadual.
– Caramba! E você ainda joga bola?
– Claro. Quer dizer, agora tô meio parado. A campanha não tá deixando. Mas a firula eu ainda faço!
– Mas se você não joga bola, como é que faz a firula?
– É a base da minha campanha. Eu levo uma bola sempre comigo. Aí eu chego nos lugares e faço a firula pros eleitores. A galera fica doida.
– Você faz a firula e ganha voto?
– Um monte! Minha candidatura tá crescendo direto!
– Legal… e a tua proposta , qual é?
– Proposta? Cara, eu tô pensando em me eleger… aí eu vou lá na parada umas três vezes por semana, e o resto do tempo eu jogo minhas peladas. A minha proposta é essa.
– Não, eu tô perguntando pela sua plataforma?
– Plataforma? Rapaz, a plataforma… eu ainda estou elaborando… mas deve ser alguma coisa tipo: Firula pra o povo!
– Firula para o povo?
– É boa não é? E aí , vai votar em mim?

104
ao todo.
banner_arte_02