Nos, enquanto mulheres, precisamos aprender a conhecer melhor esses seres que chamamos de homem. Já basta de sermos enganadas todos os dias, levando lebre por gato. Aquele que a gente espera que de dez, faz meia… de onde a gente menos espera é que nada vem mesmo… isso tem que acabar! Já chega de ficar dando mole para aquele surfistão louro e na hora da coisa, ele nos dá louro mole… é mole?

Já é tempo de sabermos mais sobre esses animais peludos que nos rodeiam. Por trás de uma grande mulher há sempre um grande homem, e como dói… mas a gente acaba se acostumando… É tudo uma questão de escolher o homem certo. Escolha seu tipo e se entregue por inteira. Amar é entubar uma chuleba…

SENSÍVEL

Você conhece bem… É aquele cara que chega como quem não quer nada e quando você repara já está com a coisa dentro. Se você reclamar, ele explica: “Pô, neguinha, desculpa, mas é que rolou uma atração incrível… Eu senti uma energia vindo de você, uma coisa tão forte que me puxou…” e aquele que te conheceu há 5 minutos e disse: ‘Eu acho que a gente tem tudo a ver, sabia?” O homem sensível não tem médico, tem homeopata. É aquele que só conversa alisando a sua mão, que te encontra na rua e fica 10 minutos acariciando seus cabelos e dizendo: “E ai? Massa? Que bom te ver… Massa! Massa…” É um tipo que pode ser facilmente encontrado na região de Minas Gerais.

“TO MAL”

Ele está em todos os lugares, na verdade é uma variação Heavy do tipo sensível. Senta sozinho na última mesa do bar e fica se embriagando, olhando para o infinito. É muito fácil começar um relacionamento com ele, difícil é terminar… Ele tenta o suicídio a cada 5 minutas e, infelizmente, nunca consegue. Adota como lema que “Homem também chora” e leva isso as últimas consequências quando te acorda às 6 horas da manhã de domingo para ir chorar na sua casa.

CHICLETÃO

Ele acredita piamente que ganhar mulher é um esporte de resistência. Te telefona pra dar bom dia, boa noite, bom apetite… vai em todos os lugares que você frequenta. Ele mora em Realengo mas você sempre o encontra casualmente perto do seu trabalho em Copacabana ou de sua casa na Barra da Tijuca. Ele acredita que quem nunca sai de cima, um dia trepa… e insiste tanto que você tem duas saídas: dar pra ele ou dar pra alguém mais forte.

COMEDOR

Conhecido também como bimbão ou fodão, ele tem uma estranha mania de cagar na sua cabeça e passar a mão na sua bunda ao mesmo tempo. O comedor não mora em apartamento ou casa, mora em um matadouro. Ele tem 15 tipos de licor, 12 de uísques, tem maconha do Maranhão, do Cearb e do Dona Marta. Tem cama vibratória, maquininha de fazer massagem, luz de neon no quarto… tudo isso pro compensar aquilo que ele chama de piroca.

GATINHO LEGAL

É aquele carinha lindo, sensual, que te compreende… Super carinhoso, atencioso, te trata como uma flor. Conversa com você de igual para igual e, além de tudo isso, na cama tem uma performance invejável. E o tamanho do vergalhão? Você nem imagina… É um cara comunicativo, engraçado e bem humorado. Geralmente tem uma empresa própria, onde se dedica a escrever e editar revistas. Mas corra. Esse tipo é raríssimo… No Rio de Janeiro, por exemplo, só tem 5 e dois já estão arrumados.


Publicado originalmente na Revista Casseta Popular, nº 7.

54
ao todo.

Deixe seu comentário: