Ligue sua guitarra. Feche a porta do quarto. Obrigue seus pais a viajar. Distribua algodão para os vizinhos. Cubra todas as paredes com cobertores, cortiças, caixas de ovos, placas de isopor e AUMENTA QUE ISSO AÍ É ROCK’N ROLL!!!

O SENAC, o Mistério da Educação, o Instituto Universal Brasileiro e o nosso Departamento de Bocadas, preocupados com a falta de oportunidades que o mercado oferece para a nossa juventude, elaboraram esse rápido e simples curso profissionalizante, que não vai afastar nossos rapazes e moças dos estigmas do ócio e do vicia, mas pelo menos vai lhes proporcionar uma renda alta e segura e vai lhes comprar suas porcarias sem desfalcar a bolsa da sua mamãe.
Você vai receber material fartamente ilustrado e, o que é melhor, totalmente de graça, para ingressar no maravilhoso e lucrativo mundo do show business.
Veja agora, com seus próprios olhos, uma pequena mostra deste sensacional guia prático do sucesso.
Pra início de conversa, você precisa saber se está realmente disposto a todo e qualquer sacrifício para galgar os píncaros da glória.
É uma trajetória árdua, mas altamente compensadora. Pois você sabe que o ROCK é, antes de mais nada, uma questão de postura. O que pode, muitas vezes, trazer sérias complicações à coluna do jovem astro.
O ROCK PUNK, ou o PUNK ROCK (como queira), nasceu nos bairros pobres de Londres, cresceu nos bueiros das principais avenidas, se espalhou, pelos becos fétidos com suas montoeiras de lixo, pelas Urbis e seus muros imundos de picho, pelas poças de bílis das grandes cidades, pelas melecas grudadas nas carcaças urbanas, pelos cagalhões diarréticos da estrutura pós-industrial, pelo paquete da ARRRRGGGHH!!!
O ROCK PUNK, um ROCK muito, muito, mas muito agressivo mesmo. Por que? Tá duvidando, é? Vai encarar, ô, filho da puta? Tomá no cu, mermão! Si fudê! Vai dar esse brioco! Qualé, ô babaca? Num tem mãe, não?
Algo por aí, vai treinando.

VOCÊ PODE SE TORNAR UM ÍDOLO, JÁ PENSOU NISSO?

Você, caro leitor, feio e desajeitado, pode se tornar um Sting, um Michael Jackson, um Rod Stewart, ou até mesmo um Roberto Leal. Imagina só.
Imaginou? Ótimo! Estamos começando a nos entender. Você vai longe, garoto. Em primeiro lugar é necessário que você saiba que a alimentação, o comportamento e até sua futura moradia são pontos básicos do “ROCK ATITUDE”. Siga as instruções seguintes, rigorosamente.

ALIMENTAÇÃO:

O musico iniciante do ROCK, assim como o de Jazz, de Reggae, Xaxado, ou qualquer outro gênero, não se alimenta. Se dê por satisfeito ao descolar um sanduba e uma coca e mais por satisfeito ainda, se você conseguir alternar sua dieta com um pedaço de pizza e um chopp. Já a corrente PUNK, mais radical, tem seu cardápio calcado, basicamente, em gillette e caco de vidro o que ajuda, em muito, a manter aquela voz arranhada que faz o sucesso dessa variação do ritmo da juventude.

COMPORTAMENTO:

O seu comportamento tem que ser péssimo. Você tem que ser o espelho de uma sociedade hipócrita, corrupta, repressora, moralista, falsa, mentirosa, esmagadora, preconceituosa, incompreensiva, cega, gananciosa, impessoal, arrogante, insensível, tacanha, violenta, insensata, reacionária, redundante, sanguinária, grotesca, meliante, hiperbraquicéfala, estagnada, inerte, bombástica, matrilinear, feiona, malvada e com mau hálito (Ufa!).

HABITAÇÃO:

Com esse seu comportamento, você só poderia morar na cadeia. O que, numa fase posterior, vai lhe ser muito útil para vender uns disquinhos.
Como você pode ver o trabalho é árduo, mas necessário e recompensador.

MANUAL DE INSTRUÇÃO

1 – Noções Básicas: Em primeiro lugar, é necessário que você não tenha noção de porra nenhuma, para criar seu estilo próprio.
2 – A “atitude ROCK” tem que ser absolutamente espontânea.
Rasgue suas camisas e calças, dê um corte mais agressivo no cabelo e lance um sorriso debochado e irreverente, sob qualquer circunstância. É a parte mais difícil do aprendizado, é preciso um trabalho exasperante e meticuloso para se conseguir a espontaneidade profissional.
3 – Agora é fácil! Você não precisa se preocupar com mais nada, porque ROCK é ROCK mesmo, ROCK AND ROLL é isso.

Só é necessária garra, força de vontade, dedicação, desejo obstinado de vencer e um padrinho numa gravadora. Tudo isso para compensar essa falta de talento inata que você brilhantemente possui.

56
ao todo.

Deixe seu comentário: