banner_arte_02
Página 2

Comigo não, violão!

Leia a coluna inteira AQUI.

BOPE IN RIO

O Rio de Janeiro precisa de um pouco de tranquilidade para que a atmosfera de violência sem limites e o caos descontrolado voltem a reinar na cidade.

Diário de um bacana

Querido diário, resolvi começar a escrever com minha caneta tinteiro Montblanc para poder deslizar sobre suas páginas.

FELANDO SÉRIO

Fui buscar nesse arrazoado científico o embasamento teórico para poder analisar de maneira isenta e imparcial o caso da exposição de arte bancada, com trocadilho, fazendo favor, pelo Santander.

UM APREENSIVO DOMINGO DE SOL

Era um domingo de sol, céu azul, e eu nervoso, sem saber se teria uma tarde tranquila com minha família ou se estava indo para uma praça de guerra.

O VENDIDO… E MAL PAGO

Não cabe a mim me aprofundar nas considerações sobre o livro. Posso acabar tirando o prazer da leitura e atrapalhando a sua própria avaliação.

Meu personal partido

Mais de 50 novos partidos já se registraram, pegaram a senha e estão esperando na fila.

HÁ MALAS QUE VÊM PARA O BEM

Hoje, ao contrário, os políticos brasileiros, no lugar das amantes sedentas de sexo, preferem guardar malas cheias de dinheiro.

TURBINAS AQUECIDAS

O que não me acostumo é não ter meu amigo Arlindo Cruz na atividade pra dar o tradicional telefonema zoeira pós-jogo. Volta logo, amigo. Venha consolar o D2. Não aguentamos mais sua falta!

NEM DE UBER, NEM DE TÁXI

Como voltar para o Posto 6, onde estavam seus pertences, sem gastar dinheiro com táxi?