5 Comentários

  1. Andreas Kersten   •  

    meu caro, me surpreendeu que você pudesse “postar” essa reunião de bandeiras associada a ideia de “ditadura”, um conceito que, à luz do século XXI, poderia, quem sabe, ser estendido até aos EUA, com seu aparato de espionagem, sua Guantánamo e seus drones militares. O que mais me incomodou, sem dúvida, foi a inclusão da bandeira venezuelana. Longe de ser fã de Chávez, não se pode ignorar que nosso vizinho passa por um processo de polarização política, em que as forças de ambos os lados (situação/oposição) cometem excessos. Acho que você, como figura pública que é, deveria, antes, se informar melhor, buscando informações mais abalizadas, em outros veículos, antes de postar algo que me parece em descompasso com uma visão política contemporânea. De alguma forma, você está contribuindo para essa polarização e não para o diálogo. Não há dúvida que há problemas nesses países, como há, igualmente, gravíssimos problemas também aqui mesmo, em nosso próprio quintal. Sds.

  2. Cristiano Estolano   •  

    E o Brasil do PT? Já é também…

  3. elisabeth   •  

    E muito em breve se continuar o PT no governo com essa falsa democracia, você poderá acrescentar a bandeira brasileira.
    Apoiadores que são de Cuba, Venezuela,China e Coréia , não estranhem muito o que já está começando a se instalar pelas bandas de cá, muito mais agora que estão instaurando a propaganda do medo em seu horário político.
    Medo de quem e do que? Só se for deles! KKKKKKKKK

  4. Tatiana   •  

    E os EUA, Mengão?

Deixe uma resposta para Tatiana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *