Meus caros (aliás, carí$$imos)…

recado-carissimo-militonto_cmanoel_casseta

Caro (aliás, carí$$imo) “militonto”,

Você só discute a existência ou não de crimes praticados por essa infeliz, porque o Cunha (antiquíssimo aliado, lembra?) fez o favor de aceitar o único pedido de impeachment que deixava de fora a Lava Jato e todas as outras (fora as “pedaladas”) irresponsabilidades e delinquências eleitoreiras (mal disfarçadas de política econômica) perpetradas pela “criatura”. Só crentes fiéis ou cúmplices acreditam (ou fingem acreditar) na balela que “ela não cometeu crime nenhum”.

O “governo” da madame foi criminoso como um todo: da “nova matriz” e da “contabilidade criativa” (que quebraram o país, famílias, empresas e empregos), passando pela farra das empreiteiras, pelo populismo tarifário, pelos marqueteiros e vários tesoureiros em cana até muito, muito mais. Essa senhora não deveria ter sofrido impeachment, essa senhora deveria estar na cadeia!

Quem diz que Dilma não cometeu crimes ou é cego, ou é tolo, ou é mal intencionado.

Dilma é mentirosa, fraudulenta, arrogante, aética, bandidaça e incompetente.

Nos livramos dela tarde.

No mais, vá chorar na cama que é lugar quentinho.

13
ao todo.

Xô! Se manda! Passa fora!

vida-publica-cmanoel_casseta

Manter a habilitação de Dilma para exercer cargos/empregos públicos, mesmo depois de cassada, sob o argumento que seria punição demais “impedi-la de trabalhar” (falaram até de “morte profissional”), além de ser uma decisão absurda por ser discricionária (Collor ficou inelegível e inabilitado por 8 anos) e suspeita, por manter aberta a possibilidade de refúgio em foros privilegiados, também confirma a total incapacidade da ex-gerentona de conseguir ganhar a vida ou descolar qualquer coisa na “vida real”, fora da tal “esfera pública”.

A bizarrice também serve como mais um exemplo das enormes diferenças entre os “dois mundos”: o privado e o público. Aqui, quem for incapaz ou medíocre o suficiente pra não encontrar nada fora do Estado, tem garantida a vaga estatal para continuar vivendo às custas do suor alheio.

Pra finalizar, as declarações de aliados de que seria cruel “ela” ficar impossibilitada “até de dar aulas numa universidade pública”, diz mais sobre o baixo nível das mesmas do que qualquer crítica mais contundente.

173
ao todo.

O lado fofo do julgamento do Impeachment

lewanessa

Pra não pensarem que sou apenas ódio, que só quero sangue, abro espaço para um momento só love.

Sinceramente, acho que está rolando um clima de romance no ar, uma certa atmosfera erótica-afetiva, um tipo de dança do acasalamento entre a tal da Vanessa Grazziotin e o Lewandowski.

Pode ser que seja só uma manifestação do meu lado fofo, que enxerga amorzinho em tudo, ou o faro aguçado para detectar a presença do instinto animalesco, mas sinto a presença do tesão recíproco.

Que é uma coisa que respeito… e muito!

1
ao todo.

Podcast – Instituto Mises Brasil | Crítica à Cultura Estatal

Publico alguns pensamentos contra a Cultura do Estado e diversas outras coisas relativas (ou não) a isso no meu facebook e fui convidado pra participar do podcast do Instituto Mises Brasil, num bate-papo com Bruno Garschagen.

Foi uma conversa bastante interessante onde acabei falando, também, de meus projetos. Incluindo a série nova do Casseta & Planeta.

Vai deixar saudade…

14045725_10208281837057483_6095514615397306543_n

No centro do Rio, um momento, entre incontáveis momentos, que fizeram parte dessa história, que nunca mais se repetirá.

Pena que vai acabar. Sem os gringos, sem essa incrível multiculturalidade pra nos espiar, o tal do “swing carioca” ou qualquer suposto “brazilian way” perde toda a graça, desmancha-se no ar cinza da rotina de cada dia.

Vai dar uma saudade…

 

44
ao todo.

O melhor lugar do mundo é aqui… e agora

13907197_10208228578966064_1766211797825569081_n

Na Lagoa, num dia lindo, ao lado de casa, cercado de croatas, alemães, suíços, holandeses, australianos, dinamarqueses, mexicanos, noruegueses (que pelo tamanho dos chifres, já estão há muito tempo fora de casa), cearenses e até vizinhos.
Sabe de uma coisa? Esse troço tinha que acabar era nunca!

13903199_10208227411736884_3645523130380264121_n

Arena de vôlei, (quase) o mundo inteiro desfilando pelo calçadão, dia lindo, praia exuberante, gente bonita de todos os cantos, músicas, sorrisos, fotos, selfies… não é por nada não, mas existem pouquíssimos lugares no planeta (se é que existem) mais legais que aqui, mais bacanas que a velha e gostosa, Copacabana. Só (ou já) acaba dia 21.

Se der, largue tudo e venha correndo! Se não der, também!

13879421_10208227415376975_8288885165911490391_n

A cidade nunca esteve tão linda, o clima está sensacional e jamais será tão multicultural.

13872662_10208228630807360_2473433346419683595_n

13901345_10208228629887337_1412655643509272829_n
A gente fica até babaca, vivendo essas duas semanas utópicas (a utopia, se verdadeira, não pode durar mais que 20 dias), que peço licença pra entoar aquele corinho chato, que nunca fez muito sentido, mas agora faz (só nesses poucos dias e apenas, exatamente, aqui):

“Eeeeeu… moro no Riooooooo… com muito orgulhoooo… com muito amoooor”


Todos os direitos de marcas pertencem aos seus respectivos donos.

47
ao todo.

Futebol é coisa de mulherzinha!

Metemos uma piaba nas suecas, provando que futebol, no Brasil, é coisa de mulher!

Afinal, elas podem se dedicar mais aos treinos, aprimorar mais os “fundamentos”, porque, ao contrário dos jogadores homens, elas não precisam passar tanto tempo no cabeleireiro, nem se depilando tanto, fazendo barbinha desenhada, passando tanto creminho e outras frescuras mais…


Todos os direitos de marcas pertencem aos seus respectivos donos.

187
ao todo.