“Entrevista” pra “Folha” antes da “Folha”

POST_FOLHA_CLAUDIO_06_12_2012

A “Falha de São Paulo”, que eu não suporto por motivos 100% não-PTistas, me mandou, através de sua colunista (o nome que usam, atualmente, para “torcedores”, “militantes” ou “milicianos”) de TV, uma “entrevista-questionário”. Eu já tinha mandado todos, tantas vezes, “praquele lugar”, que me rendi à “garra e determinação” da cambada e resolvi responder,  mas “publicar” primeiro.
Tudo começou assim:

“Oi, Claudio, como estão as coisas? Estou fazendo uma materia sobre o fim da Turma do Didi e do Casseta & Planeta em 2013, e preciso de umas palavras suas sobre isso. Bj”
Resp: Sabe o que eu gosto de você(s)? Nada! Mas a insistência e o preparo físico me impressionam. Então, olimpicamente, vamos lá.

1) Como foi essa decisão de parar com o programa no próximo ano?
Fomos comunicados da decisão que não estaríamos na “grade” em 2013, quase um mês antes da (re)estreia dessa “segunda” temporada” . Que, aliás, começou no “Dia de Finados” e vai acabar no “Apocalipse”, ou seja… isso não significa nada.

2) Por que parar?
Porque o alto comando da emissora avaliou que essa era a decisão a ser tomada. Aí na Folha funciona diferente ? Vocês são um ‘soviete”, uma comunidade hippie, um tipo de cracolândia ?

3) Vcs pensam em fazer outro programa juntos no proximo ano, ou cada um tocará o seu projeto?
Não vamos fazer o programa, mas vamos continuar sendo um “coletivo criativo”, elaborando projetos e orgias com figurantes gostosas. Ninguém”tocará” nada sozinho…. tem quem faça isso pra nós.

4) Falando em projetos, qual os seus projetos para 2013 na TV? (que eu sei que são muitos)
Penso em me concentrar na busca das minhas raízes mais profundas e voltar, finalmente, a ser baiano. Alternar um período de recesso, com outros de descanso.

5) Tem projetos no cinema?
Pretendo ser o primeiro ator do cinema pornô de pau normal, pau cidadão, pau republicano. Digno, mas não exagerado, sem arrogâncias ! Quero quebrar o paradigma, que impede pirocas normais, mas competentes, de alcançarem o porno-estrelato. O resto do “setor” brazuco-cinematográfico ainda possui pouca “base moral e ética” para que eu me arrisque.

6) Como vc avalia essa volta dos cassetas em temporadas, como foi neste ano?
Uma delicia. Muita carne nova no pedaço.

7) A audiência influenciou nesta decisão?
De jeito nenhum. Todo mundo está com uma audiência de mierda. A única coisa que influenciou a nós e a todos, nessa latitude, foi e sempre será, o João Gilberto.

79
ao todo.