REDE ANTISSOCIAL

Pois é, mesmo depois de tanta gente prestando apoio em relação à censura do F*******, a famosa rede social, mais uma vez, resolveu retirar ontem um post meu comentando a repercussão contra este flagrante atentado contra a liberdade de expressão. Mas agora é pior: além de ceder à pressão de uma minoria governista paga pelo contribuinte para fazer propaganda do governo, o F******* também me censurou porque eu ousei criticar suas “políticas” que, por enquanto, só valem para mim e outros q resolvem falar o que pensam.

Repito: rede social é para falar o que as pessoas quiserem, sem tutela de ninguém. E mesmo que o F******* tenha me censurado,  vocês podem ler o post proibido no Twitter, Instagram e YouTube.

Detesto o papel de artista engajado que tem o que ensinar às pessoas mas, infelizmente, a realidade me obriga a sair do meu papel de humorista (que só quer zoar com a realidade) para protestar contra essa censura flagrante e óbvia. Peço a vocês protestarem contra esse absurdo, vocês todos que defendem a democracia (somos muitos) e meus colegas autores, escritores, jornalistas, humoristas, roteiristas, criadores que  dependem desse direito assegurado na Constituição para exercer suas profissões.

17
ao todo.

Hubert

Hubert de Carvalho Aranha se descobriu um humorista em 1977, quando entrou para a equipe de redatores do jornal O Pasquim. Este trabalho o impulsionou para mais tarde criar O Planeta Diário, ao lado de Reinaldo e Claudio Paiva, em 1984. Mais tarde os membros do Planeta Diário e seus "concorrentes" da Casseta Popular foram convidados para escrever o programa TV Pirata dando início à parceria que se transformou no grupo Casseta & Planeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *