AMIGO? QUE AMIGO?

Reginaldo e  Silveirinha não se viam desde o ensino médio. Mentira. Eles não fizeram ensino médio. Estudaram no científico, há quase cinquenta anos. Jogavam bola juntos. Reginaldo era centro-avante rompedor, Silveirinha, um lateral arisco e veloz. Hoje jogam no meio de campo no time de suas firmas. Se encontraram na fisioterapia, por acaso e marcaram um chope.

–  Reginaldo! Quanto tempo!

– Como é que você tá, Silveirinha? Posso te chamar assim, né?

– Sempre. E aí, o que tem feito?

– Nos últimos quarenta anos? Não sei se tenho esse poder de síntese…

O papo correu meio aos trancos e barrancos. Reginaldo lembrou, inclusive, que eles não eram grandes amigos. Nunca foram. Mas o tempo vai misturando as memórias. Aquele reencontro casual acaba por se tornar o momento mais íntimo dos dois.

– E aí, tem visto o pessoal? Saudades daquele tempo… – disfarça Reginaldo.

– Rapaz, eu tenho saudades é do nosso campeonato. – Silveirinha suspira. –  “Quem mija mais longe”, lembra?

– Não tô lembrado, não. – lembrava sim, mas não queria estender esse papo.

– Como não lembra, Reginaldo? Eu ganhava sempre de você.

Até que chegam ao quarto chope. Silveirinha mais extrovertido, decide se abrir.

– Se fosse hoje, ia perder feio.  A velhice é uma merda, cara. Numa noite dessas, me levantei pra fazer xixi e mijei no meu pé!

– Sério? – Reginaldo não estava à vontade na conversa.

– Porra, sabe lá o que é nem molhar a louça? Antigamente eu me distraía e mandava um jato que inundava o botão de descarga. Agora tenho que me empenhar pra acertar a água…

– Pois é, e tem gente achando que o problema maior é a calvície ou a barriga… – Reginaldo tenta por a conversa num trilho mais macio.

– Você já sofreu uma disfunção erétil?

– Como é que é?! – Reginaldo se assusta.

– Vai dizer que não sabe? É brochar, pau mole na hora H… e na hora I, e na hora J…

– Eu sei o que é, sim. Só perguntei pra ganhar tempo, não esperava uma pergunta tão íntima.

Silveirinha precisava desabafar.

– É horrível, cara! Você ali se concentrando, tentando fazer a levitação o bicho deitado eternamente em saco esplêndido…

– Olha, eu nunca passei por isso não, mas imagino que seja brabo.

– É, eu também imagino. – Silveirinha recua. – Um amigo meu que me contou, morri de pena do cara. Mas ele me disse que o pior não é não concluir o serviço. É a próxima vez. O cara fica cismado, a cena não sai da cabeça. O sujeito passa a achar que nunca mais vai conseguir.

– Mas hoje em dia isso é bobagem. Tem vários remedinhos que resolvem.

– E se ele ficar viciado? Se toda vez tiver que tomar um antibrochante? Isso é brochante…

– É, tem razão.

– Desde que isso aconteceu, ele vive pensando no pau. Sabe que homem que pensa o tempo todo em pau ou é brocha ou é viado. Tô parecendo viado com esse papo?

– Relaxa. Viado só pensa em pau duro. Você só tá falando de pau mole, e isso é papo de bocha.

– Bom, é verdade… Peraí, você então tá achando que eu sou brocha?

– Cara, agora você tá me deixando confuso…

O garçom chega com mais dois chopes.

– Por quê?

– Porque uma outra diferença é que o brocha só pensa no próprio pau, enquanto o viado pensa no pau dos outros.  Esse pau mole é o do seu amigo?

– Amigo? Que amigo? Não tem amigo nenhum não, fui eu mesmo. Eu que brochei! Eu que brochei!

Silveirinha falou tão alto que o pessoal das outras mesas se virou para olhar.

– Que é que tá acontecendo ali? – um cliente perguntou ao garçom.

–  Ih, liga não. – respondeu o garçom – São dois viados discutindo porque um deles brochou.

7 Comentários

  1. samuel da silva alencar   •  

    Boa essa!Tem muitos aí que estão temerosos em encarar uma mulher sobriamente,precisam daqueles remedinhos pra partir pra cima!…

  2. samuel da silva alencar   •  

    Acho que todos nós quando chegamos em certa idade,aquela…Ficamos receosos quanto a ereção.Porra,é vergonhoso,o cara sua frio!!!

  3. samuel da silva alencar   •  

    Meu irmão, é terrivel quando a gente brocha,nego fica buscando explicação pra mina e ela fica te olhando com aquele ar de riso versos compaixão!…

  4. fernando01   •  

    olá meu ídolo vcs são bons no que fazem e a minha nota é 1000. Elio tem um quadro pra vc e o cara parece com vc é meu irmão e da autorização pra um quadro no casseta ele é daqueles que enche a cara nos botecos e corre com a mulher de casa todas as vzes que chega bebado e é cheio de jogar piada nas pessoas, é ignorante ao extremo resumindo é um fanfarrão que da vexame aos vizinhos quando bebe e é bonzinho na ressaca e tem honda de vidente no delírio do goró sempre tem alguém do astral o seguino sacou?

  5. Ricardo Costa   •  

    “deitado eternamente em saco esplêndido” foi foda! HAHAHAHAHAHAHAHA Genial!

  6. Teresa Damiano   •  

    Estou no meio de um loja rindo muito alto e pagando o maior mico!!!!! Kkkkkkkkk
    Amei!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *