FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE FRAUDES ASSOCIADAS

penitenciaria

 

A torcida vibrou com a prisão dos cartolas picaretas da Fifa. Os brasileiros foram os mais empolgados, ao saber que um dirigente da CBF estava entre os engaiolados. O esquema é mais complicado de entender do que a lei do impedimento, apesar disso, ninguém tinha dúvidas de que essas paradas aconteciam.

Foi preciso que a equipe do FBI entrasse em campo pra neutralizar as jogadas ensaiadas, onde milhões de dólares eram lançados em profundidade nas contas bancárias da bandidagem. E olha que nenhum agente americano sabia fazer uma embaixadinha sequer. Os Estados Unidos ainda não manjam muito de futebol, mas mostraram que sabem tudo de fraude, corrupção, suborno e lavagem de dinheiro.

A prisão de Zé Maria Dindin levou seu comparsa Marco Polo Deu Merda a alegar uma caganeira na Suíça e vazar batido pro Brasil, como fazem todos os criminosos nos filmes americanos. Veio correndo para retirar pessoalmente a placa com o nome do seu parceiro da fachada da Confederação Brasileira de Falcatrua, a CBF. Enquanto isso, a galera brasileira torce pra que, além do Dindin, o FBI prenda também Deu Merda e Ricaço Teixeira. Assim, vai poder pedir música no Fantástico.

O escândalo não impediu que o poderoso chefão Blatter se reelegesse imperador da Fifa por mais uma etapa. Como futebol é uma caixinha 2 de surpresas, ele afirma que não tem nada a ver com esse escândalo:

–  Foi tudo inventado por uma mídia golpista que não aceita uma roubalheira totalmente regulamentar. Afinal, a regra é clara: foi bolada na mão!

Pode isso, Arnaldo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *