POR QUE O NATAL NÃO CAI NO RÉVEILLON?

– AC DC.

– Que isso? Por que lembrou dessa banda agora?

– Não tô falando da banda. Antes de Cristo, Depois de Cristo, é isso.

– Não sabia que você era religioso. Nessa época do ano todo mundo fica um pouco religioso, o espírito de natal toma conta das almas…

– Qua papo é esse? O Natal já passou, todo mundo já ganhou seus presentes, já foi nas lojas trocar por um vale e agora só pensa no réveillon que tá chegando.

– Eu também tava pensando no réveillon.

– Então você tava falando da banda mesmo. Vai botar AC DC na trilha da virada?

– Que trilha? Que virada? Esse negócio de escolher trilha pra virada não é comigo não.

– Não tô te entendendo.

– Cara, tava aqui pensando: antes de Cristo, depois de Cristo.

– Você já falou isso.

– Estamos em 2015 da era Cristã, certo?

– Até o dia 31, sim.

– Quando começou a era Cristã?

– Ora, no primeiro de janeiro do ano 1, que pergunta!

– No réveillon do ano 1? E o nascimento de Jesus, quando foi?

– 25 de dezembro, cara! Tá maluco?

– Peraí, a era Cristã não conta a a partir do nascimento de Jesus? Então a era cristã tinha que começar dia 25 de dezembro e não no dia primeiro de janeiro.

– Pô, é verdade, nunca tinha pensado nisso.

– Ou então Jesus tinha que ter nascido no dia primeiro de janeiro.

– Faz sentido.

– Ele nasceu no dia 25 de dezembro do ano 1 D.C. ou do ano 1 A.C.

– Cristo não pode ter nascido antes de Cristo, né? Não pode ter vivido seis dias no ano 1 antes de Cristo!

– Mas se ele nasceu depois, por que o pessoal começou a contar o calendário onze meses e 25 dias antes?

– Sei lá, de repente eles já sabiam que ele ia nascer e passaram a fazer calendários e agendas com antecedência. Naquela época tinham muitos profetas prevendo o futuro…

– Esse raciocínio não faz sentido. Ele não pode ter nascido onze meses e 25 dias depois de Cristo, que vem a ser ele mesmo.

– Cara, já sei. Ele nasceu no dia 25 de dezembro, mas só foi registrado no dia primeiro de janeiro. Nessa época o réveillon ainda não era feriado, o cartório tava funcionando.

– Sim, mas por que José não registrou logo o menino?

– Sei lá, preguiça. Todo pai só registra o filho uns cinco, seis dias depois, quando a mãe reclama pela centésima vez.

– Eu acho que pode ser pra não haver coincidência de datas. O Natal podia sair perdendo se juntasse com o Ano Novo. Ninguém iria à missa do Galo, todo mundo ia direto pra praia de Copacabana.

– Talvez seja por causa do Roberto Carlos. Acho que ele não topou fazer seu especial de Natal no dia primeiro.

– É, acho que esse é o motivo mais razoável. Só podia ser mesmo coisa da Globo…

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *