O GÊNIO DA LÂMPADA

Uma coisa vem me chamando atenção nos últimos jogos do Botafogo. Não é o futebol que, apesar dos números positivos, não chega a empolgar. Estamos bem na tabela do carioca, mas é um resultado ilusório. Esse campeonato está completamente desmoralizado. Os clássicos do estadual são disputados fora do estado! Brasília, Espírito Santo, São Paulo… um fato inusitado. Uma ótima forma de manter o torcedor longe dos estádios é ter os estádios longe do torcedor. É a lógica de um futebol decadente, que não conseguiu aprender uma lição com os fatídicos 7×1.

Preocupa saber que o Brasileirão está logo ali e não podemos esperar grandes contratações. Não tem grana pra isso. Vamos penar, apesar do visível esforço do Ricardo Gomes em montar um time, apesar da tentativa em apressar o amadurecimento de jovens talentos, que torcemos para que não sejam negociados tão logo se revelem promissores.

Diante de tudo isso, o que tem me chamado atenção é nosso patrocínio. Temos um acordo com a Casa & Vídeo, que decidiu usar o espaço publicitário pelo qual paga como vitrine de promoções. A mais recente é motivo de chacotas: Lâmpadas Led a R$ 9,99.

É provável que não renda uma fortuna aos nossos cofres. Quantas lâmpadas será preciso vender para pagar o salário do Jeferson, por exemplo? Não importa, ajuda a reduzir o prejú. Mas retrata uma situação lamentável. Temos um manto que carrega uma longa e bela história. Garrincha, Nilton Santos, Jairzinho, PC Caju, Túlio Maravilha… grandes jogadores vestiram esta camisa que hoje estampa promoções de varejo.

“Sou do tempo em que brilhava uma estrela solitária em nosso uniforme. Hoje brilha uma lâmpada LED a R$ 9,99.”

Comentei isso na ocasião da derrota para o Vasco. Recebi a mensagem de um botafoguense indignado com minha frase. Este senhor certamente queria me ver defender o esforço da diretoria em fazer caixa. Não é esse o meu papel. Sou um torcedor. E como qualquer torcedor saudável, sou um idealista, um romântico, um cara que sonha com Messi, Neymar e Suárez defendendo a camisa alvinegra com uma estrela solitária no peito. Se houver patrocínio, que seja uma marca de peso, que nos dê orgulho e não que resulte em memes, em munição para as torcidas rivais.

Entendo que este senhor, cujo nome fiz questão de esquecer, queira ouvir uma opinião pragmática, que leve em conta nossa dura realidade. Não acho que seja por aí. Triste do time que não tem por trás torcedores que sonham. Torcedores que vibram com as conquistas, que lamentem os tropeços, que reclamem de patrocínios pífios.

Não nego os esforços de uma diretoria que pegou um osso duro, depois de uma desastrosa administração daquele dentista mascarado. Mas é doloroso quando a luz no fim do túnel vem de uma lâmpada LED 5w a R$ 9,99.

E ninguém cala…

 

3 Comentários

  1. Mauricio Giaxa   •  

    É realmente lamentável nobre Gladiador.
    Lembrar do tempo do Afonsinho, Ney, Caju, Jair Furacão e atualmente se deparar c isso, é desesperante.
    Mas assim como tudo, o futebol é o reflexo do nosso próprio país.

  2. SERVIO   •  

    Brilhante texto… Disse tudo!!! Abs

  3. Marcos Dantas   •  

    Hélio, assim como você, sou torcedor alvinegro “saudável”, e concordo plenamente contigo em cada argumento seu! Lamento o nosso amigo também alvinegro, apenas no sentido de discordar da sua visão. Também gostaria de comentar sobre grandes patrocínios e contratações, mas a realidade é bem diferente do que gostaríamos. Continue a lançar sua voz em alto e bom som, aproveitando os canais que tem disponíveis, pois, você representa a NAÇÃO ALVINEGRA!! Saudações alvinegras!! Marcos Dantas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *