A COPA DAS COÇAS

Demoramos pra entrar no clima. Mas quando os gringos chegaram, a gente viu que ia ter Copa. Pintamos as ruas, fizemos festa, nos confraternizamos com os turistas…só esquecemos de jogar bola. Veja os momentos inesquecíveis dessa Copa.

 copa_1v2
A Holanda não foi à final mas tirou onda. Contrários a esquemas penitenciários, eles jogaram futevôlei e frequentaram a noite carioca. Golearam a Espanha na chegada e a gente na saída . Ainda por cima, Van Peixe fez o gol mais bonito da Copa. O craque treinou o belo mergulho pegando jacaré na praia de Ipanema.

 copa_2

Se você é português mas não é azeite, pouco adianta ser o melhor do mundo. CR7 sabe disso. Trocou de penteado três vezes mas fez apenas um golzinho. Só ganhou quando não adiantava mais nada. O atacante se recusou a voltar na mesma caravela que seus companheiros. Cristiano Ronaldo assinou contrato com o GNT e vai ser a próxima apresentadora do Super Bonita, no GNT.

copa_3

Uma das cenas mais bizarras aconteceu durante o jogo de Gana contra Portugal. O zagueiro Ayew foi puxado e mostrou ao mundo a pujança da sua ferramenta. Mais tarde, a imagem de uma supercâmera mostrou que não era bem isso. Aconselhado por um deputado brasileiro, o jogador entrou em campo carregando seu dinheiro na cueca.

copa_4

O mais perigoso atacante da Copa foi, sem dúvida, o uruguaio Luis Suárez. Raivoso, avançou na área adversária várias vezes e no ombro do italiano como se fosse uma pizza. Tomou o maior gancho da história das Copas e passará o resto de sua carreira preso num canil de segurança máxima. A Polícia Militar já negocia seu passe e vai usá-lo como centro avante no combate à criminalidade.

copa_5

A maior passeata ocorreu em frente ao hotel da Fifa. Não foi promovida por sem tetos, metroviários ou black blocs. O sindicato dos Apostadores de Bolão reuniu milhares de manifestantes para protestar contra a entidade. O clima era de revolta. Por causa das diversas zebras da Copa, ninguém conseguiu acertar os palpites. Os prêmos das apostas ficará acumulado para o  Mundial da Rússia.

copa_6v2

Não sei se teremos algum legado, mas temos o delegado da Copa. Foi o que desbaratou a quadrilha internacional de cambistas. Um turista desavisado pagou 45 mil reais por um ingresso na final. O cambista argelino Lamine Afana justificou o preço dizendo que seu ingresso dava direito a ver o Brasil jogando no Maraca com Neymar e tudo.

copa_7

A choradeira foi a única jogada ensaiada da seleção brasileira. Choravam em bloco, na defesa e no ataque, orientados pela psicóloga. Havia treinos de choro tático pela manhã e choro físico pela tarde. Entre um e outro, os jogadores aproveitavam o tempo no salão de beleza, alisando e descolorindo os cabelos.

copa_8

O Brasil foi invadido por turistas do mundo inteiro. Europeus, asiáticos, africanos e sul americanos. Todos muito bem vindos, se divertiram, interagiram numa boa e movimentaram a economia. Os argentinos foram um caso à parte. No Rio, ocuparam a praia de Copacabana, se alimentaram de alfajores e queriam pagar as cervejas com artesanato de durepoxi e macramê. A prefeitura liberou pra eles o Sambódromo, onde fizeram o maior carnaval. Até os alemães acabarem com a festa.

copa_9

Inesquecível. Batemos todos os recordes negativos. Entramos para Guiness Book como o país sede que pagou o maior mico em Copas do Mundo. Segundo a comissão técnica, formada por Felipão, Parreira, Murtosa e dona Lúcia, tudo deu certo, tirando o resultado. A conclusão é que não precisamos só de um técnico estrangeiro. Temos que importar com urgência desculpas melhores pra serem usadas nas coletivas. E contratar uma empreiteira pra demolir a CBF.

copa_10

O complexo do alemão chegou ao fim. Eles agora são tetra e são os primeiros europeus a ganhar uma Copa na América. Os argentinos foram calados e vão aguardar mais 24 anos pra chegar à outra final. Enquanto isso, os alemães estão mais brasileiros do que nunca. Agora dançam como os índios pataxós, lambem a tampinha do iogurte e botam farofa até na sobremesa.

282
ao todo.

COM MUITO ENGULHO, COM MUITO HORROR

Captura de Tela 2014-07-08 às 23.49.18

Somos todos Neymar. Levamos sete joelhadas nas costas e vai demorar muito tempo pra gente se recuperar. Aliás, Neymar deve agradecer ao Zuñiga por livrá-lo de estar em campo. Foi poupado desse vexame histórico.

Estávamos preocupados com aeroportos e estádios inacabados, mas o que não ficou pronto para a Copa foi o futebol brasileiro.

Só Minas pode tirar proveito desta tragédia. Basta transformar o viaduto que caiu no monumento ao Dia da Vergonha e criar um centro de visitação no Mineirão com tour guiado em alemão. Muitos turistas germânicos vão querer mostrar pra seus filhos e netos o estádio onde sua seleção esculachou o Brasil.

Essa foi mais uma bela historia de superação. Superamos todos os micos vividos até aqui. Não vamos mais nos nos envergonhar dos 3 a 0 pra França na Copa de 98. Enfim superamos o trauma do Maracanazzo. Agora nós temos o Mineironsfunden. Elevamos o mico a um patamar inimaginável, com muito engulho, com muito horror!

Fé, garra e amor na chuteira 1 x 7 tática, técnica e treinamento.

Uma coisa agora nós temos certeza: essa Copa não foi comprada pelo Brasil.

407
ao todo.

PRA CIMA DOS ALEMÃO!

Captura de Tela 2014-07-07 às 16.41.06

Vamos esquecer os pobrema e focar no jogo. Nada de chororô, nada de reclamar de arbitragem, nada de se vingar do colombiano. O Brasil tem que entrar ligado e não pode cochilar um minuto sequer! Essa noite teremos 200 milhões de brasileiros preparando seus despachos pra despachar os alemão. Por sorte a partida não é em Brasília, onde não tem esquina pra fazer macumba. Até os analistas mais frios deixaram suas pranchetas de lado e agora escrevem suas colunas de joelhos. Todos justificam seus palpites com fé, mas sem deixar de lado a lógica: é lógico que a gente vai ganhar! Quem mora no Rio conhece o complexo do alemão. Ele se borra de medo do Brasil. Podem estar mais preparados, mais treinados, não importa. Quando virem a camisa amarela em campo, vão amarelar! Acabou o estoque de velas do país. Nas lojas de umbanda não se acha mais charuto, farofa ou alguidá. Na falta de galinha preta, tem gente fazendo suas oferendas com galinhas mulatas, morenas e criloras. Nosso time tá unido e turbinado pela adversidade. Além disso, os germanos foram tão simpáticos até aqui, não vão manchar essa boa impressão por um mero título mundial. Tem que dar certo! Vamos com tudo! Vamos atropelar os alemão!

73
ao todo.

ZEBRA, O MELHOR DO FUTEBOL

zebra bola

A graça é ver o circo pegar fogo. Assistir à zebra passeando pelos gramados é uma coisa deliciosa para secador brasileiro! Ela pode ser africana, caribenha ou nativa da América do Sul. É lindo ouvir um comentarista fechar a noite fazendo prognósticos abalizados e no dia seguinte gaguejar desculpas esfarrapadas. Os especialistas da bola estão acabando com o estoque de pomadas das farmácias, pois não param de queimar a língua.

As campeãs Espanha e Inglaterra estão fazendo o check out no hotel. A Inglaterra volta cedo para a sonífera ilha. Espanha dispensa seu elenco e Diego Costa ronda a Granja Comari com seu segundo passaporte.

Nesse sábado a zebra apareceu no Mineirão. Isso mesmo, a grande surpresa do dia foi a derrota do Irã. Durante 90 minutos o Irã resistiu bravamente contra a Argentina. Mas o juiz concedeu um acréscimo de tempo para que os portenhos ganhassem roubado. Garfados num pênalti, o Irã sucumbiu a um golzinho de Messi no final. Vamos combinar: se uma seleção não consegue fazer gol no Irã no tempo regulamentar, não merece minutos extras para buscar a vitória. É covardia! Só a Argentina pra unir o mundo cristão ocidental a favor do Irã!

Já a Alemanha toda poderosa rebolou para arrancar um empate suado da talentosa Gana. Teve que por em campo toda a artilharia da Segunda Guerra. Canhões e bazucas que estavam abandonadas foram postos em ação para derrubar os africanos.

E o que dizem os especialistas sobre Costa Rica? Nada. Eles nunca assistiram a um jogo de lá. Não se deram ao trabalho de ver Irã x Nigéria antes de afirmar que aquele era o pior jogo da História. As duas equipes se enfrentaram de igual pra igual. Uma deu trabalho à Argentina e seu juiz, a outra venceu a Bósnia e é candidata a passar de fase.

Os comentaristas devem se dar ao trabalho de acompanhar o futebol no mundo inteiro, eles ganham pra isso! Têm que ficar de olho na Costa Rica, na Nigéria, no  Irã. Não podem fazer como nós, os leigos, que só assistimos à Champions League e aos jogos do nosso time no Brasileirão – desculpe lembrar, mas ele existe e daqui a um mês voltaremos a padecer.

Essa mania de ficar falando mal do Brasil como se fosse o único favorito a jogar mal não tem nada de opinião de especialista. Me parece mais uma vontade de ressuscitar um complexo de viralata adormecido. Não somos os únicos.

Como deveria cantar a torcida:

“Eu só quero é ser feliz

Ganhar a Copa do Mundo

No país onde eu nasci…  ”

124
ao todo.

A COPA DAS SURPRESAS

destaque helio

Copa do Mundo é uma caixinha de surpresas. Quem podia imaginar a Costa Rica líder do grupo da morte? E a Espanha, lanterna de todo o torneio? Os bolões estão acumulando a cada partida, ninguém conseguiu acertar todos os placares. Por isso que o polvo Paul preferiu morrer no auge, não ia adivinhar nada.

***

Os argentinos invadiram o Rio e transformaram Copacabana em Nueva Buenos Aires. Difícil encontrar alguém ali que fale português. Até os grupos de pagode estão ensaiando tango. A Bósnia contou com a torcida dos cariocas, mas não conseguiu segurar o tal do Messi. E olha que ele é bem desenturmado entre os milongueiros. Pega na bola e parte sozinho pro gol por não conhecer quase ninguém ali. Quando faz um gol, vai cumprimentar seus companheiros. Mas fazendo uma leitura labial vemos que ele está falando: “ Muito prazer, Messi. Qual o seu nome?”.

 ***

A França nem teve tempo de lamentar a falta do Ribéry. O Benzame, digo, Benzema mandou na partida contra Honduras. Fez dois gols, o terceiro foi da tecnologia. Se fizesse os três, ia pedir pra tocarem o hino.

***

 Costa Rica 3 x 1 Uruguai. E ninguém sabia da existência de zebra no Caribe! Um comentarista jamaicano traçou um paralelo entre a goleada da Holanda e a piaba do Uruguai. Segundo ele, a explicação está na qualidade da maconha dos dois países. Enquanto a holandesa deixa os caras ligados e criativos, a cannabis uruguaia tem efeito contrário: os jogadores ficam sonolentos, distraídos e preguiçosos. Seria bom que o Mujica importasse umas sementes de Amsterdã. Se der pra importar também um Robben ou um Van Persie, ajuda um bocado.

 ***

Quem curte futebol está se lambuzando. Os baianos, com a ajuda de Nosso Senhor do Bonfim, assistiram a dez gols em dois jogaços! A Alemanha, quando soube que o Schumacher saiu do coma pra ver o jogo, pisou no acelerador e detonou Portugal. Cristiano Ronaldo nem precisou despentear o cabelo. Mas ele não está nem aí. O craque metrossexual está com seu futuro garantido: acaba de fechar contrato com o GNT e estreia em agosto como apresentadora do Super Bonita.

 ***

Nesse momento estou com o Beto Silva em Fortaleza para acompanhar o segundo jogo do Brasil. Os mexicanos estão fazendo a maior zoeira na cidade, com seus mariachis, seus sombreros. Mas a cultura milenar dos Astecas e Maias ensina aos bigodudos que eles nunca vão muito longe em Copa do Mundo.

 ***

Confirmado: Hulk tá fora do jogo de amanhã. Mas Felipão ainda não se decidiu: escala O Homem de Ferro ou o Capitão América?

151
ao todo.

AEROPORTO INACABADO PRA COPA!

Baustelle BBI

Um aeroporto não ficou pronto para a Copa. Não foi no Brasil. Também não foi na África do Sul, no México ou na Argentina. Justamente na Alemanha, o país mais certinho, organizado e cumpridor dos seus deveres, só que não.

Estive na Copa de 2006. Cheguei a Berlim de trem, vindo de Frankfurt. Mas não podia imaginar que o aeroporto Brandenburg Berlim não tinha sequer saído do papel.

Desde a reunificação das Alemanhas, em 1990, eles prometiam uma pista de pouso digna de um país desenvolvido, com capacidade para atender anualmente 27 milhões de passageiros. Seis anos depois decidiram fechar dois aeroportos menores e ampliar o terceiro. Rapidamente tomaram providências. E em setembro de 2006, ou seja, dez anos mais tarde – e dois meses após o fim da Copa, começaram as obras. Previsão de entrega: 2011. A inauguração foi adiada para 2012, depois para 2013.  E até hoje nenhum avião pode pousar no canteiro de obras germânico. O aeroporto de Berlim também não ficou pronto para a Copa de 2014!

O motivo? Os mesmos daqui: incompetência e corrupção. Orçado em 2,8 bilhões de dólares, a conta já está em 4,3 bi ! Será que a Fifa também tem algo a ver com isso?

Quando se fala de desvio de grana, bate aquele complexo de vira-latas. Mas a verdade é que roubalheira em grandes obras não é jaboticaba, não é só coisa nossa. Ao menos podemos nos orgulhar que nossa bandidagem tem nível de primeiro mundo! Talvez uma das poucas coisas que podemos nos equiparar aos alemães. Podíamos imitá-los em outras áreas, como na educação, na criminalidade ou mesmo nas estradas. Mas aí complica.

O aeroporto Internacional Berlim Brandenburg tem nova data de inauguração: 2016. Será que até as Olimpíadas poderemos contar com ele?

217
ao todo.