CIRURGIA PLÁSTICA: UMA VIAGEM SEM VOLTA

labios-angelina

A mulher começa tirando uma ruguinha. Em seguida, quer reduzir a barriga sem frequentar academia ou usar aqueles aparelhos miraculosos da Polishop. Depois, afina o nariz, diminui a orelha, elimina a papada, estica, puxa, alisa e pronto, temos um novo inimigo do Batman na praça!

Algumas sonham em ter os lábios carnudos da Angelina Jolie, os olhos da Megan Fox, o queixo da Gisele Büdchen, o nariz da Sharon Stone, a bochecha da Halle Berry, os peitos da Pamela Anderson, a bunda da Juliana Paes. Como se pudessem reunir num só corpo as partes convocadas por um Felipão da beleza. Isso não dá certo nem no photoshop, mas é uma ideia cada vez mais perseguida.

Por falar em perseguida, esta é a mais nova mania – a plástica da xoxota. Não é uma xoxota de plástico, mas é quase. São mulheres que acham a sua comissão de frente repugnante. Sabemos que a fêmea gasta fortunas em vestidos pra matar as amigas de inveja. Não acredito que seja o caso da repaginada dos países baixos. Certamente são moças com vida sexual pouco movimentada e que acham que o problema está ali. Será?

Tudo bem quando contratam um Burle Marx para um paisagismo na região. Dá uma graça, às vezes com toque de originalidade. Algumas reforçam suas posições ideológicas adotando o bigodinho de Hitler. Outras, considerando que macho se amarra numa pelada, promovem uma completa devastação para desespero dos ambientalistas. Agora, daí para uma cirurgia vai uma grande distância. Nunca nenhum dos meus amigos desistiu de pegar uma criatura porque achou que ela tinha uma vagina horrível. Aliás, chamar periquita de vagina sem ser ginecologista já dá pra desconfiar.

Imagine a situação: o casal no quarto, Marvin Gaye no ipod (ou Naldo, vai saber…), champanhota gelada no balde, aos beijos começam a se despir. Quando a calcinha de renda vai ao chão, o sujeito dá um ataque:

– Nossa! Que coisa horrorosa! Eu nunca vi nada igual! Deus me livre! Que xoxota mocreia! Eu é que não ponho meu pau aí dentro nem que me paguem. Fui!- e bate em retirada sem olhar pra trás.

Você acha mesmo que o problema é dela? Na boa, esse sujeito forçou a barra pra chegar até ali por medo de enfrentar o preconceito da sociedade e do Marco Feliciano.

Vamos deixar de bobagem, meninas. Macho que é macho não repara nem quando vocês cortam o cabelo! Ele não está esperando encontrar ali os lábios da Angelina Jolie. E aprecia sem moderação.