VOCÊ É PETRALHA OU COXINHA? FAÇA O TESTE CASSETA E DESCUBRA.

Fora Dilma? Não vai ter golpe? Impeachment já? Ou daqui a pouco? E o Cunha? E o Temer? E o Aécio? E o… E se nesse Fla x Flu da política, você torcer pelo América?

Com tanta discussão na internet, na tv, no boteco, você precisa saber quem você é.  Se está em dúvida, faça agora o teste Casseta e descubra.

CLIQUE AQUI E FAÇA O TESTE

 

 

 

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE FRAUDES ASSOCIADAS

penitenciaria

 

A torcida vibrou com a prisão dos cartolas picaretas da Fifa. Os brasileiros foram os mais empolgados, ao saber que um dirigente da CBF estava entre os engaiolados. O esquema é mais complicado de entender do que a lei do impedimento, apesar disso, ninguém tinha dúvidas de que essas paradas aconteciam.

Foi preciso que a equipe do FBI entrasse em campo pra neutralizar as jogadas ensaiadas, onde milhões de dólares eram lançados em profundidade nas contas bancárias da bandidagem. E olha que nenhum agente americano sabia fazer uma embaixadinha sequer. Os Estados Unidos ainda não manjam muito de futebol, mas mostraram que sabem tudo de fraude, corrupção, suborno e lavagem de dinheiro.

A prisão de Zé Maria Dindin levou seu comparsa Marco Polo Deu Merda a alegar uma caganeira na Suíça e vazar batido pro Brasil, como fazem todos os criminosos nos filmes americanos. Veio correndo para retirar pessoalmente a placa com o nome do seu parceiro da fachada da Confederação Brasileira de Falcatrua, a CBF. Enquanto isso, a galera brasileira torce pra que, além do Dindin, o FBI prenda também Deu Merda e Ricaço Teixeira. Assim, vai poder pedir música no Fantástico.

O escândalo não impediu que o poderoso chefão Blatter se reelegesse imperador da Fifa por mais uma etapa. Como futebol é uma caixinha 2 de surpresas, ele afirma que não tem nada a ver com esse escândalo:

–  Foi tudo inventado por uma mídia golpista que não aceita uma roubalheira totalmente regulamentar. Afinal, a regra é clara: foi bolada na mão!

Pode isso, Arnaldo?

RODÍZIO DE CORRUPTOS

A corrupção no Brasil só não passou dos limites porque alguém molhou a mão dos institutos de pesquisa que estão aliviando nos dados. Mas o povo está sentindo que a coisa saiu do controle. Os jornais não param de denunciar escândalos. São tantos que, ao chegar na terceira página, não é possível lembrar das falcatruas que estavam na capa. Ninguém mais sabe se é a primeira vez que ouve falar em determinado escândalo ou se é apenas a sequência, a segunda temporada de uma série de roubalheiras mal recebida pelo público e pela crítica.

Para moralizar um pouco a baixaria, o governo decidiu instituir o rodízio de corruptos. Os bandidos com CPF de final par poderiam realizar suas fraudes às segundas, quartas e sextas. Os de final ímpar, às terças, quintas e sábados. Ainda não foi decidido se aos domingos estão todos liberados para meter a mão ou se terão o dia para curtir o fruto dos desvios.

A Polícia Federal declarou recentemente que sua dificuldade não é mais investigar e prender os meliantes. Seu maior problema atualmente é inventar novos nomes para suas operações. Lava-Jato, Peter Pan, Ramsés, Satiagraha… Haja imaginação! A PF esgotou sua capacidade criativa. Por isso, passará a usar um conteúdo colaborativo. Assim, pedirá a cada cidadão envolvido em algum “malfeito” que já vá pensando num nome maneiro para batizar a operação que vai botá-lo atrás das grades.