15 Comentários

  1. Ricardo   •  

    Eu acho que há uma confusão de pensamento.Uma coisa é não gostar de certos comportamentos e maneira de se vestir,outra é legitimar o bandido e demonizar a vítima.

  2. Rosane   •  

    Tenho 55 anos e já vi tanto ser feito contra nós mulheres que realmente não fico surpresa com essa pesquisa. O que me entristece é que as próprias mulheres concordem com esse tipo de violência. Não nego que me assuste o comportamento e o vestuário que vejo em muitas mulheres, mas daí achar que elas estão pedindo pra serem violentadas é outra história. Acredito que a independência e a igualdade financeira e a concorrência no mercado de trabalho é que leve os homens a esse ato de covardia, sem falar na própria natureza de muitos homens que acham que só existe dois tipos de mulher(mães ou prostitutas). Sou aquariana com ascendência em aquário(o que isso quer dizer? Nada) mas espero uma melhora no comportamento do ser humano mesmo que venha como diz Lulu Santos “Assim caminha a humanidade, em passos de formiga e sem vontade…”

  3. Rodrigo Bahiense   •  

    Acho que não se pode colocar a vítima como culpada. A maneira de se vestir não pode ser considerada uma desculpa para o ato de estupro, senão teríamos que culpar também o carro pelo roubo do assaltante.
    Por outro lado não é prudente andar com um Rolex, ou um tênis de 1500 reais em rua escura, a noite, chamando a atenção de bandidos que mais provavelmente se encontram nesses locais em busca de vítimas.
    Da mesma forma o estuprador vai estar em locais que facilitam o seu ato, e obviamente, mulheres seminuas vão chamar sua atenção.

  4. telfmr@gmail.com   •  

    Também não concordo com os resultados dessa pesquisa, fiquei impressionada e preocupada, também. Afinal, sou mulher, não uso roupas curtas, mas por gosto pessoal, não sou ninguém para conceituar ou rotular ninguém cada uma conduz sua vida e seus gosto como deve. Acredito que um pouco desse pensamento retrógrado seja também por ainda termos um país machista, mesmo sendo mulheres a maioria da entrevistadas. Meu ponto de vista com relação ao machismo é justificado no quesito “opinião alheia”, vou explicar melhor: venho de uma família do interior e lá meu pai, que teve quatro filhas, sempre nos dizia: ” a única coisa que uma mulher tem de valor é o nome, perdeu isso, perde tudo.” Por um bom tempo tentei entende-ló, mas, felizmente, não fiquei presa a esse conceito. Bem, a opinião de meu pai foi apenas para ilustrar que no Brasil existem muitos homens que rotulam dessa forma, são àqueles rótulos de “mulher para casar” dentre outros, as mulheres por sua vez se rebaixam a esses rótulos e assim vivemos em um atraso mental, psicológico e principalmente, social!

  5. EVALDO   •  

    Pra mim o resultado dessa pesquisa serve pra desmistificar aquela história de que o brasileiro é um povo caloroso, simpático e o escambau. Pura lorota!!! Somos acima de tudo egoístas e não nos contentamos apenas em querer nos dar bem, também queremos que o próximo se ferre. Somos baixos! Mais um problema que a educação, só ela, resolveria.

  6. Natália Roma   •  

    Eu tinha uma colega de trabalho que era do Maranhão e falava: “Natália, lá no Maranhão é tão quente, que não dá para usar as roupas igual aqui em São Paulo. É blusinha e shortinho.” Mostrar o corpo lá é uma questão de sobrevivência por causa do clima….não tem a ver com vulgaridade!!! É um absurdo o resultado dessa pesquisa! Falta debate e falta conhecimento nesse país!

    • Wesley Andrade   •  

      A violência contra a mulher poderia ser menor se a maioria esmagadora dos brasileiros nao fossem coniventes com tal atitude, a melhor maneira de nao se conivente seria exigir uma mudança na legislação.

  7. MARCELO, A REVISTA VEJA FEZ UMA REPORTAGEM Q MOSTROU UMA SÉRIE DE PEGADINHAS NA PESQUISA, INCLUSIVE Q EM SUA MAIORIA OS HOMENS ENTREVISTADOS ERAM DE BAIXA ESCOLARIDADE; E Q AS PERGUNTAS DE ALGUNS CONTEÚDOS ERAM PRÓXIMAS A OUTRAS, CUJAS RESPOSTAS ERAM DETERMINADAS, LEVANDO OS PESQUISADOS A UMA DETERMINADA OPINIÃO COM O INTUITO DE NÃO SÓ DESVIAR A OPINIÃO PÚBLICA AS ESCÂNDALOS DA PETROBRÁS, COMO DE CERTA FORMA VITIMIZAR A DILMA COMO MULHER. PARECE Q JÁ EXISTE UMA CORRENTE COM CARTAZES DE: “EU NÃO MEREÇO SER ENGANADA PELO IPEA”. NENHUMA MULHER DEVE SER ESTUPRADA, PORÉM NENHUMA MULHER DEVE CONFUNDIR VULGARIDADE+PROMISCUIDADE COMO LIBERDADE SEXUAL; SE NÓS VAMOS NOS IGUALAR PELO QUE EXISTE DE PIOR NOS HOMENS, NADA VALEU A PENA!!! ALIÁIS, EU SOU CONTRA A IGUALDADE, TEMOS Q LUTAR PELAS DIFERENÇAS; NÃO SOMOS HOMENS, SOMOS MULHERES!!!!!!!!!!!! MENSTRUAMOS, TEMOS TPM, ENGRAVIDAMOS, SOMOS NEURÓTICAS, TEMPOS MANIAS, GOSTAMOS DE ESTAR CERTAS; PORÉM SOMOS CAPAZES EM QUASE TODOS OS CAMPOS COMO OS HOMENS (DETESTO FUTEBOL FEMININO, ELAS NÃO TEM POTÊNCIA NO CHUTE). SE OS HOMENS ESTÃO ERRADOS EM ALGUMA COISA, NÓS TB, O ERRO NÃO VEM DE UM LADO SÓ. CRITICAMOS QUE OS HOMENS NOS DEFINE COMO “BOAS PRA CASAR OU NÃO”, MAS CRITICAMOS OS HOMENS GALINHAS, SE O CARA NÃO TENTA NOS COMER NO PRIMEIRO ENCONTRO, LOGO DIZEMOS PRAS AMIGAS QUE É BICHA; SE O CARA FALHA, ELE É BROCHA; SE NÃO TOMA ATITUDE, É BUNDÃO. ENTÃO, NOMENCLATURA POR NOMENCLATURA, SÓ É INJUSTA QDO CAI NA NOSSA CONTA????? PRIMEIRO ESTE BANDO AÍ, TEM Q SABER O Q QUER, PRA DEPOIS MUDAR OS HOMENS E NÃO MANDAR SINAIS TRUNCADOS. A MULHERADA RECLAMA DAS CANTADAS, MAS PASSA HORAS EM ACADÊMIAS, E GASTAM HORRORES COM ROUPAS E ACESSÓRIOS, IMPLANTES E COISAS MIL; SE NÃO É PRA ENTRAR NA DISPUTA, é pra quê??? SE SOMOS TODAS LÉSBICAS, PRA RECLAMAR DOS HOMENS?????????????

  8. Miro Reis   •  

    Essa pesquisa foi cirurgicamente preparada para dar esse resultado. Tendenciosa para tirar o foco do governo desastroso do PT.

  9. Fe Mota   •  

    É triste esse tipo de preconceito, e pensar que as próprias mulheres é que expressam tal opinião machista…

  10. William Ribeiro   •  

    Não vejo nada de mais no uso de roupa curta pelas mulheres, mas defendo que há local e ocasião apropriados pra tal. Por exemplo, isso é totalmente normal numa praia, e até recomendado numa cidade muito quente, como a Natália Roma bem mencionou. Mas ir a uma sala de aula usando top ou microsshort (não fiquem chocados, isso acontece aos montes, principalmente em universidades), na minha opinião, é no mínimo falta de respeito com os outros e consigo mesma. Afinal, sala de aula é lugar de estudo, não de azaração. Pelo menos em teoria…
    Mas, logicamente, isso não justifica em nada um ato irracional como estupro. Seres que fazem isso, pra mim, não são sequer animais, muito menos homens. Não passam de monstros.

  11. Emerson Costa Lemes   •  

    Um instituto de PESQUISA ECONÔMICA fazendo pesquisa sobre comportamento? Estranho isso, hein… Aposto que publicaram só para desviar o foco das fraudes que estão explodindo por aí, como a da Petrobrás!

  12. Mauricio Del Manto   •  

    Para mim essa pesquisa é uma fraude e esta sendo usada para desviar o foco das atenções para problemas maiores como o da Petrobras. E parece que quem cria esses boatos nem tem criatividade, curiosamente a marcha das vadias foi criada com a mesma desculpa: Dizem que no Canada um policial disse para algumas mulheres para não se vestir que nem vadias assim evitariam o estupro (?), ai as mulheres sairam nas ruas peladas para exigir respeito (?) e para reinvindicar esse mesmo respeito elas até enfiaram crucifixos e estatuas de santos católicos na B… (?). Para desviar o foco de problemas graves, o governo cria uma anestesia para o povo… Eu acho que estuprador tem que ser castrado e esses dados melhor apurados, pois eu não acredito que a população disse isso…

  13. Jaqueline Keiko Esumi   •  

    Nenhuma mulher merece ser violentada indenpendentemente da roupa,
    que está vestindo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *