MINISTÉRIO DA CULTURA: FARINHA POUCA, MEU PIRÃO PRIMEIRO.

O Brasil está saindo de uma hecatombe. Em algumas semanas teremos uma ideia do tamanho da devastação promovida pelo lulopetismo em mais de 13 anos no poder. É como se estivéssemos saindo de uma guerra em que fomos derrotados. A conta chegou e a sociedade brasileira que vai ter que, com o seu trabalho e sacrifício, tapar esse enorme buraco. Vai ser muito duro, pessoal…

O Brasil está quebrado.

O mais desolador é saber que os mais sacrificados nessa história são os pobres, aqueles que não têm nenhuma economia, nenhuma poupança, nenhuma “gordura” para queimar. Endividados e desempregados, a saúde pública em frangalhos, sem acesso à Educação e a violência “comendo solta” nas favelas e periferias.

Temos aí o presidente Michel Temer. E Temer é o que temos dentro dos princípios constitucionais e da democracia. Não é o governo dos meus sonhos, mas é um governo apesar dos piccianis, kassabs e que tais. Reclamam que no Ministério não tem mulheres, nem negros ou índios. É fato. Mas também não tem, me parece, demagogia.

É tempo de pacificar o país e dar as mãos para nos ocupar dos grandes problemas nacionais. O resto fica para depois.

Temos que ser generosos, desprendidos e pensar no bem comum.

Neste contexto o que me deixa perplexo é a reação de egoísmo corporativista da classe artística injuriada porque o Ministério da Cultura foi incorporado ao Ministério da Educação.

Nossos artistas não são diferentes do resto dos brasileiros. No fundo e no raso, todos nós sonhamos com uma “boquinha” no Estado. Se for pobre, as migalhas de uma “Bolsa Qualquer Coisa” já estão de bom tamanho. A classe média batalha por um emprego público, que não cobra desempenho nem demite, e os ricos adoram uma Bolsa BNDES, um incentivo fiscal, um financiamento do Banco do Brasil, uma obra superfaturada… qualquer coisa serve. Francamente, desse jeito não se constrói Nação nenhuma.

Nós brasileiros temos que aprender a diferença entre trabalho e emprego. O trabalho gera riqueza e constrói o futuro, o emprego empurra o futuro com a barriga.

Na minha opinião, o Ministério da Cultura se preocupa mais com os artistas (sempre os mesmos) do que com a Cultura. A Cultura de um povo não é propriedade privada da classe artística.

Quanto menos Estado melhor. Menos aparelho de Estado significa mais eficiência e eficácia na aplicação de políticas públicas.

Acredito que as atividades culturais que realmente necessitam de apoio do Estado – vale dizer, do dinheiro público – são aquelas que comprovadamente se mostram incapazes de se autossustentar: as orquestras sinfônicas, os museus, as manifestações folclóricas, o artesanato…

E quem é que no Ministério da Cultura vai dizer qual projeto e quem deve ser beneficiado por dinheiro público? Faz sentido que o Estado subsidie a árvore de Natal do Bradesco ou o Circo de Soleil? Poxa, o Circo Garcia, que eu saiba, percorre o Brasil de norte a sul sem Lei Rouanet.

Depender de governo faz do artista refém dos poderosos de plantão. O que o artista de verdade quer senão a sua liberdade de criação?

Artistas consagrados precisam de dinheiro público? Será que não conseguem viver dos seus admiradores?

A atividade artística é um segmento da Cultura. É muito importante, mas é um segmento. Na medida em que o trabalho artístico é uma profissão, um meio de se ganhar a vida, trata-se também de um negócio. É o Show Business.

Há que se separar o que é show business do que é Cultura, como se separa Pesquisa Básica de Pesquisa Aplicada.

Nossos artistas reclamam que sem a ajuda do Estado não conseguem produzir seus espetáculos. Não se consegue mais viver de bilheteria, temporadas e excursões, como já se viveu antigamente (e sem leis de incentivo). Verdade. Se não se vive de bilheteria é porque algo está muito errado. Por que será que os nossos artistas e produtores culturais não conseguem rever os seus custos de produção? Quanto custa hoje o aluguel de um teatro? Um figurino? Um iluminador? Um contrarregra? Esses valores são reais? (com trocadilho, faz favor).

Será que o talento de nossos artistas é tão grande que, sem o adjutório do governo, apreciá-lo fica fora de alcance do bolso do povo?

Devemos referenciar os nossos custos e cachês com a realidade do país. Temos também que aumentar a eficiência e a produtividade da mão de obra em nossas produções culturais.

Ninguém faz arte por caridade, muito pelo contrário. E isso eu entendo e justifico. Mas os valores têm que se adequar à nossa realidade. Ou então que se vá tentar a sorte em Hollywood.

Se a produção é cara, o ingresso é caro e o teatro e o cinema ficam vazios. Viram igreja evangélica. E, querendo ou não, religião também é cultura.

Outra coisa que tem que acabar é esse negócio de meia-entrada, coisa que só beneficia os picaretas e a indústria de carteirinhas de estudante e de idoso.

Nossa classe artística tem que entender que o dinheiro das leis de incentivo vem da renúncia fiscal do governo, vem do bolso do cidadão que, além de Cultura, também precisa de saneamento, educação, saúde, transporte, emprego, segurança… Não dá para comprar tudo, “crianças”, e além do mais o Tesouro está falido. Está falido e quem “quebrou” o país foi o PT, Lula e sua quadrilha e seus comparsas. Procurem saber com o juiz Sérgio Moro em Curitiba.

Sinto muito, pessoal, mas desta vez não vai dar para ver o Luiz Carlos Barreto, vulgo “Barretão” (parece apodo de bandido), na cerimônia de posse já pendurado no saco do ministro da vez. Afinal, parafraseando o bardo: uma verba é uma verba, é uma verba.

A arte é prioridade. O artista, pelo menos no momento, não é uma prioridade. Tem que ter, além da cultura, hospital, educação, segurança. E o dinheiro, infelizmente, não dá para tudo; tem que ter prioridades.

Estou iniciando um novo negócio com as minhas economias e o dinheiro de investidores privados que confiam no meu trabalho. Estou fundando uma produtora de conteúdo para internet. Para isso conto com a minha equipe de colaboradores. Estamos todos no risco e com muita vontade de trabalhar e sermos todos bem-sucedidos. Só dependemos de nós mesmos e isso é muito bom!

Não devemos favores a ninguém e queremos ganhar dinheiro, muito dinheiro, divertindo e informando o público. Não tem nada de feio em ganhar dinheiro honestamente.

Jack Warner, fundador da Warner Brothers, disse para sua mãe: “Vou ficar rico! Inventei um negócio que as pessoas pagam antes de ver e depois saem felizes!”.

O artista tem que ir aonde o povo está. Há mais de um ano, Hubert e eu publicamos o Agamenon religiosamente, toda quinta-feira, no site O Antagonista. Por esse trabalho, até hoje não ganhamos um tostão. Se isso não se chama compromisso com a arte, então me digam o que é.

Neste momento histórico, todos temos que ser generosos e confiar na nossa capacidade de trabalho. Só assim, no futuro, vamos nos orgulhar do que fizemos nestes tempos tão difíceis.

E tenho dito.

122 Comentários

  1. Renata Souza   •  

    Bravo! Bravíssimo! Aplaudo de pé!

  2. Thirse Scalco   •  

    Adorei exatamente o que eu penso!!!

  3. Mauricio   •  

    Perfeito. Concordo contigo em gênero, número e grau.

  4. Mariacelialuizaduarte   •  

    Agora quero ver aquele cantor famoso e falido que mora na França exibindo champanhe caricima em restaurante com o dinheiro do governo lá na França Chico Buarque falei

  5. Beth Leal   •  

    Antes das leis de incentivo o Brasil tinha teatro e shows todos os dias da semana …. tinha matines ……. com as leis tudo acabou …. deixaram de ter que “atender as necessidades do cliente ” …. ir onde ele esta ….. quen sabe se as matines voltam …. e eu volto a ir ao teatro.

  6. Sergio Soares   •  

    Cláp, cláp, cláp, cláp, Madureira!

  7. Anderson Silva   •  

    Muito bom, Marcelo. Você é uma das poucas exceções nesse meio artístico tão contaminado pelo pensamento esquerdista e viciado nas verbas do Estado. Acho que a iniciativa privada pode e deve financiar a cultura também. Pegue o caso do MoMa e do Metropolitam- pelo que sei, o governo americano não coloca dinheiro do contribuinte nessas instituições, e se coloca é muito pouco.
    De fato, ouvir artista Global reclamando do fim da mamata é demais. São uns cretinos, pois sabem que a situação está preta e mesmo assim não querem abrir mão da verba fácil da Lei Rouanet.

  8. Elizabeth Di Pierro   •  

    Você me representa! Siga em frente com muito sucesso!

  9. Gilberto Tadros Oberhofer   •  

    Espetacular,nada a acrescentar.

  10. Luciana Brito   •  

    Orgulho de apoiar um golpe de estado e colocar na Presidência um corrupto, cercado de ministros investigados? Ainda cai nessa conversa de Brasil que o PT quebrou? Vai no site do BC e vê quantos bilhões de reserva o Brasil tem! E vê quanto tínhamos quando FH saiu.

  11. Malu Moraes   •  

    Ótimo texto!
    Recomendo a leitura!
    Fã do #Madureira desde sempre, mais ainda durante nossas agora históricas passeatas!

  12. Luciana Brito   •  

    A propósito, porque só agora esse papo dr se unir, trabalhar por um país melhor? Porque não fizeram isso no governo Dilma? E os pobres foram os mais bebeficiados pelos governos do PT! E é isso que a “elite” brasileira não engole! Claro, agora com um governo neoliberal, até meu cachorro sabe que os sacrifícios serão imputados aos mais pobres! Não sei se tu és ignorante, mal-informado ou se és mal-intencionado ao escrever esses absurdos. Temer é um traidor, conspirador, corrupto e nunca se elegeria pelo voto popular!

    • Paulo Antonio   •  

      Não sei se tu és ignorante ou mal-informada mais me parece mesmo és mal-intencionada ao escrever esses absurdos. O discurso decorado nunca muda, sempre o mesmo. Pobres beneficiados, elite branca, mídia midiática, pobres nas faculdades e mi mi mi e tal. Então converse com seu cachorro que o sacrifício será imputados a todos, sem exceção. Explique também os motivos do ocorrido, má gestão do dinheiro publico, corrupção, políticas econômicas erradas, acredito que até Você se ler e tentar entender verá a realidade, não está realidade distorcida de um bando de alienados políticos. A propósito porque mesmo que no primeiro dia do Governo da DILMA, VOCÊS não se rebelaram com o vice presidente TEMER, porque será que ele começou ser tudo isso depois do dia 17/04, estranho, muito estranho. Acredite ainda aqui no BRASIL votamos na chapa/coligação presidente e vice, governador e vice, prefeito e vice, senadores, deputados estaduais e federais e vereadores no principal e no seu suplente. Até a NINA minha cachorra, acredite Você sabe disto, cachorra esperta essa viu. Temer não é o presidente ideal, verdade seja dita, porém ainda é melhor que Dilma, ah tá lembrei de um detalhe, o Temer é do PMDB, hum, sustentabilidade da base governista, é verdade nunca teve. Porém tudo isso acima é em resposta a sua conversa sem propósito e sem rumo, se ler novamente o post do Marcelo vai entender, acredito eu, que se trata de outro assunto.

    • Darlyse Siegert   •  

      Todos os políticos são! Tem coragem de dizer que ele é mal informado? E o rombo do País? Em todos os segmentos!!!! Administrar não é dar dinheiro aos mais pobres e nem aos mais ricos. Quem estudou administração e lê política internacional, entende. Concordo que o PT não é o único responsável pela situação do Brasil, mas deixou chegar onde está e isso vc não pode negar Luciana pq os números não mentem. Ta na hora de pararmos de defender um corrupto ou outro e fazer cortes.

    • Plinio Rossi   •  

      Cara luciana:tens razão o pobre vai pagar, ponha em um circo teu cachorro. Va se informar lendo Sergio Moro.

  13. Paula   •  

    É isso Madureira! Saneamento básico, saúde, educação de primeira, segurança….mais uns 30 itens antes de financiamento da classe artística!
    Chega de olhar para o próprio umbigo!
    Parece que todo mundo vive no mundo da lua!

  14. jaime filho (53)   •  

    Olha aí galera, um parecer sóbrio, adulto, e desprendido de ficar se protegendo, ou protegendo ideias com argumentos sem lógica, e que não colam. É hora de todo mundo assumir que a ideia do PT parecia boa, não deu certo, não tem problema, vamos arregaçar as mangas, e com criatividade e empenho em procurar alternativas eficazes, e amadurecê-las. Tô junto com a maneira de pensar do Marcelo Madureira.

  15. Priscilla   •  

    Parabéns Madureira! Ganhou uma fã!

  16. O que não falta é artista publicando material na raça. Quadrinista lançando financiamento coletivo, animadores na raça fazendo o canal no youtube… E quem sabe se não seria possível se fosse a criminalização da propaganda – tão intensa nos últimos anos (vai tentar fazer algo pro público infantil com as herdeiras do Itaú caindo forte em cima pra impedir isso).

  17. Maria do Carmo Ferreira   •  

    perfeito !!!

  18. Ivan   •  

    A verdade dói nos que vivem da mentira!

  19. Antonio Dias   •  

    Marcelo Madureira…você é cego ou não conhece a história do Brasil. Porque não se muda para Los Angeles! mas já vive na Hollywood global! acho que você deveria assumir a Secretaria de Cultura do Governo Temer! você se identifica ideologicamente e pragmaticamente com este governo! os nordestinos que vivem do bolsa família São “preguiçosos e não gostam de trabalhar”! ensine a eles seu coxinha com catupiry e caviar! “trabalhador aguerrido”!

    • Paulo Antonio   •  

      Sr Antonio está com problemas? Deixe de conversa atravessada, onde no post está falando de região, de qualidades dos trabalhadores ou falta delas? Este discurso ridículo, que mais parece uma lavagem cerebral já está chato demais, vai se informar, vai ler algo de economia, veja a atual realidade do desemprego no Brasil, caos na educação, saúde e quase em todos os setores. Pense de forma um pouco mais inteligente TODOS SOMOS BRASIL, sem classe de poder econômico, sem distinção de região a que moramos, cor, nível de escolaridade, se anda de avião ou de bicicleta, se usa vermelho ou amarelo, deva o Senhor saber que estamos todos ainda no BRASIL. A conta vai chegar para todos, a causa o Senhor deve saber. Este comentário é em resposta ao seu post ridículo, acredito que se o Senhor ler novamente o post do Marcelo vai entender que o assunto em questão é outro, se informe mais, esforce o Senhor consegue.

  20. Germano Rios   •  

    Texto perfeito! Apesar de achar que vc teria que desenhar para ser melhor compreendido. Acompanho Casseta, Planeta, Agamenon desde o início. Agora os seus trabalhos solos tambem. Sou fã mesmo. Se tornou mais político e isso é o que mais precisamos no momento. Mas o Antagonista já está cheio da grana com a nova parceria! Pode cobrar agora! O Diogo está te enrolando!! rererere.

  21. Nara Pessoa Nassar   •  

    Texto excelente, redigido por um artista muito inteligente, e respeitado. Só pode dar opinião sobre Cultura, quem “batalha” , quem trabalha na área há muitos anos e “sabe” como funcionam as coisas “lá” dentro. Já li outras reportagens sobre o assunto e concordo que contar apenas com “incentivos” como a Lei Rouanet, para fazer ARTE não é o ideal. Se levarmos em conta a realidade do Rio de Janeiro, sabemos que espaços (teatros) custam caro e, os ingressos não estão ao alcance da maioria da população. Eu mesmo, gostaria de ir mais ao Teatro, mas só posso me dar esse luxo, de vez em quando. Já fui frequentadora assídua de peças teatrais, Tinha assinatura dos concertos do Teatro Municipal e até da Del’Arte. Atualmente, não dá. Ouvi relatos do Antonio Fagundes, dizendo que montou a peça que fez com seu filho, com os próprios recursos……

  22. Alexandre Brito   •  

    Como sempre Marcelo, perfeito em suas publicações, esse bando de pilantras que se acostumaram a mamar nas tetas do governo, sem se importar de onde é tirada a grana pra bancar as suas firulas que chamam de espetáculo, vão ter que trabalhar de verdade agora. E o absurdo, a lei Roubanet bancar o circo de Soleil com ingressos de duzentos paus, enquanto o circo Garcia como vc mesmo disse roda o Brasil sem um centavo do governo e com ingressos que os mais humildes podem pagar. Agora vamos realmente ver quem são os artistas de verdade. Parabéns!!

  23. Walkiria N R Pinto   •  

    Caro Marcelo, Estou orgulhosa De seu desprendimento e bom senso.
    Desculpe -me a ousadia, mas gostaria De lhe sugerir que você enviasse seu ponto De vista sobre a saída da Sra. Presidenta e o que se pode almejar do Sr. Presidente em exercício, ao jornal The Guardian. Eles querem ouvir, diretamente De brasileiros como nós, o quê pensamos e sentimos. Acredito que o mundo precise ouvir legítimos brasileiros com bom senso! Um abraço
    Walkiria N R Pinto
    (não Vale fazer gozação com meu nome… Hahaha)

  24. Cristina Mestres   •  

    Santa lucidez!!!

  25. Irede Zardin   •  

    Muito bom , seu texto…continue publicando. Refletir..é muito bom, para agir..

  26. Sam de Mattos, Jr.   •  

    Até o Nacional Socialismo que Hitler, se uniu aos grandes Industrialistas (Krupp, Faber, BMW etc.), e aos “artistas”, para sua ascendência e posterior domínio das massas. SO QUE no final das contas os industrias foram voltados a construção de uma máquina de guerra e os artistas a meros bardos do Nazismo. No Brasil a indústria se voltava a fonte de renda para o Lulo-Petismo e seus pelegos e os artistas, estrelas decadentes, em pelegos auto servientes. (Rima proposital). Arte subsidiada é arte bastardeada. Por outro lado, o Terceiro mundo confunde ALFABETIZACAO com EDUCACAO. A lucidez desse artigo encapsula vários textos que periodicamente escrevo em minha página, porem de uma maneira pungente e concisa. Parabéns pela clareza e simplicidade trabalhada ao dissecar um tema tão complexo. Quanto ao presente governo a lógica é simples: É o melhor que temos, no momento, numa nação em bancarrota de Estadistas. Grupo que poderia ser melhorado? Certamente. Mas se o fosso, tornar-se-ia intrabalhável. É-se impossível tentar fazer uma salada de peito de galinha, se o ingrediente dispensável na cozinha é a sua titica. O que temos é uma mera esperança x o desastre certo, e temos que fazer o melhor possível, com o tangível.

  27. Gabriel Godgift   •  

    Capitalismo é isso, meu caro Madureira, oportunidade para os competentes, para os arrojados, para os que não temem correr riscos, para os que confiam em seu próprio taco.
    Espero que o imbecil que ao logo dos anos têm entregado seus votos ao PT, tenha aprendido a lição, que consiga associara atitude irrefletida desse gesto às agruras que ora experimenta; que não venha acusar o Capitalismo de responsável pela situação caótica em que nos encontramos.
    Sucesso no seu novo empreendimento. Parabéns por seu posicionamento político e por sua lucidez.

  28. Teresa Melania Véras   •  

    MARCELO MADUREIRA, VOCÊ ME REPRESENTA! PARABÉNS! TEXTO IRRETOCÁVEL.

  29. Roger Frias   •  

    Parabéns pelo texto , infelizmente todo mundo quer uma “boquinha” ou melhor uma “teta” do governo para mamar

  30. José Lauro De Souza   •  

    Meu querido Marcelo Madureira, eu já era seu fã e depois deste majestoso discurso VC ganhou minha admiração, parabéns pela sua ética e profissionalismo.

  31. Diego Augusto   •  

    Marcelo Madureira, sou seu fã. Parabéns pela coerência em que trata temas tão importantes. Concordo plenamente com sua visão. Grande abraço!

    Corrupção rouba vidas (entenda porque pagamos caro o seguro DPVAT)

    Vivemos a reclamar das nossas condições enquanto cidadãos. A todo instante somos bombardeados por aqueles que exigem a contrapartida dos nossos poderes em prol da elevação social daqueles menos favorecidos. Não estou aqui reprovando ou mesmo aprovando o mérito das atitudes que vem contribuindo (desde sempre) para escarnecer a nossa população.

    A grande verdade é que, a auto denominação da malandragem ou jeitinho brasileiro (como queiram) é o nosso maior câncer. Na atual conjuntura, todos resolveram julgar políticos (seres) e políticas (medidas) apontando diversos eventos que configuram a corrupção.

    Uau! Seria incrível se esta mesma população que despertou de um longo período de hibernação olhasse para o próprio nariz e se questionasse o quão desonesto se é nas situações cotidianas. Sabe aquela expressão: “a ocasião faz o ladrão”, pois bem, ela se adequa a grande maioria de brasileiros. Vivemos a reivindicar direitos, mas, ignoramos a obrigação de estarmos em dia com nossos deveres.

    Há cerca de dois anos sofri um acidente de moto (sem graves consequências) enquanto realizava o trajeto de ida ao trabalho. Apesar do susto de cair numa rodovia movimentada (Anel Rodoviário de Belo Horizonte – altura do bairro Betânia), prejuízos financeiros ocasionado na colisão contra o veículo de terceiros (onde prontamente assumi a culpa) e escoriações pelo corpo, estava satisfeito por estar vivo e inteiro.

    O motorista do veículo envolvido no acidente acionou o resgate e a polícia rodoviária estadual para lavrar o boletim de ocorrência. A polícia rodoviária estadual chegou ao local com incrível agilidade, fiquei surpreso e por algum tempo cheguei a exaltar a competência dos profissionais. Sim, repito! Por alguns instantes eu acreditei que a nossa polícia estava progredindo no atendimento à vítima e zelando pela eficiência dos processos (infelizmente eu estava enganado e, posteriormente vocês entenderão os motivos). Com o serviço de resgate (SAMU), no entanto, não tive a mesma felicidade na presteza do atendimento. Se a gravidade do meu acidente exigisse eficiência, neste momento eu estaria andando de moto no paraíso, junto ao pai celestial.

    Passados 3 (três) dias da ocorrência do acidente, já em casa aguardando a recuperação, recebo a ligação de um advogado. Para minha surpresa ele me propôs auxílio para dar entrada nos trâmites necessários ao recebimento do valor (integral) do seguro DPVAT – este mesmo seguro que todo ano nos assalta (principalmente ao motociclista) em forma de tributo. Bom, respondi a ele que, até onde eu conhecia meus direitos, não se faz necessário os serviços de um advogado na requisição deste auxílio. O advogado foi irônico e sarcástico em me retrucar: “quem sabe você está com sorte e consegue sozinho reaver uns trocado”.

    Realmente, o advogado estava certo. É tanta burocracia atrelada, tanta podridão que nem compensa tentar entender a dinâmica desta indústria de safadeza que foi instalada aqui no Brasil.

    Quando fui analisar friamente a situação, me questionei: “como este advogado conseguiu me contatar?”. Claro! Estava explicado a razão de tamanha eficiência na prestação de serviço da Polícia Rodoviária Estadual. Posso estar equivocado, mas, faz tremendo sentido. Uma espécie de parceria, na qual, o boletim de ocorrência contendo todos os dados do acidentado é direcionado ao “bem intencionado” profissional do direito que, gentilmente, concede um agrado financeiro ao pobre agente público.

    Todo os dias são registrados inúmeros acidentes. Se pensarmos no número de pessoas leigas que são aliciadas por esta quadrilha chegaremos à conclusão que, a corrupção é o fantasma que vaga por todas as esferas públicas. É triste, mas, quem paga o pato é aqueles que tentam levar a vida da forma mais ilibada possível.

    Todo ano a história se repete, os motociclistas são brutalmente taxado no seguro DPVAT e a principal justificativa daqueles que aprovam o elevado custo é o crescente número de acidentes envolvendo tal condutor e/ou maior risco de ocorrer graves lesões ou morte. Não estou aqui para remar contra os dados estatísticos, porém, o maior responsável por este elevado tributo é o velho e conhecido bolso ávido por dinheiro fácil (corrupção).

    Estamos prestes a receber os jogos olímpicos, recebemos a tão questionada copa do mundo de futebol e continuamos a agir como aquele ser humano que recebe a visita de um parente distante e, mesmo passando por séria crise financeira, tenta transmitir a impressão de estar bem.

    Na verdade, estamos quebrados e ao contrário do que é dito, tais eventos “na maioria das vezes” não deixa nenhum legado positivo, mas, alguns elefantes brancos (como ocorreu em alguns estádios do mundial FIFA), algumas vítimas da ausência de competência técnica ou planejamento ineficiente (comprovados pela queda de viadutos e ciclovias), desemprego daquelas cobaias utilizadas para executar as obras que enriqueceu o empreiteiro, o governo e os cambal.

    Pode ser que um dia qualquer esta situação venha mudar e nossa realidade seja mais limpa e nosso ar mais puro. No entanto, como dito anteriormente, por aqui infelizmente a ocasião faz o ladrão e sempre que houver brechas terá alguém desrespeitando seu sofrimento. É isso que ocorre quando faltam médicos, medicamentos, vacina, segurança, educação de qualidade, etecetera, etecetera, etecetera. Falta porque alguém está roubando, fazendo caixa dois, surrupiando, pegando emprestado sem devolver (como queiram chamar).

    A verdade é só uma: corrupção mata muito mais que qualquer bala perdida, uma vez que, a corrupção em si resulta na ausência de atendimentos básicos – quebrando nação e população.

    Não é só na Petrobrás, BNDES, Caixa (mais aquela lista enorme que conhecemos). A corrupção está em pequenos atos que aos nossos olhos não passa de um simples bico para complementar a renda. Afinal, todo mundo conhece alguém que aposentou por invalidez sendo ativo, que acionou a última empresa que trabalhou na justiça sem apresentar motivos, que fraudou o DPVAT, que fez um gatinho na água, energia, tv a cabo, internet… Aqueles que detonam os políticos mas corrompem sistemas menores que no fim das contas geram impactos negativos com magnitudes tão proporcionais quanto.

    O problema é ocasionado por cada um daqueles que se postar diante de um espelho e questionar: “Quem é você?”.

    Autor: Diego Augusto

    • Osvaldo   •  

      Que ressonância do perfil Brasil!!!!

  32. Kkkkkk@gbosta.com   •  

    Ecatombe é meu ZOVO!

  33. Rodrigão   •  

    Puxa Marcelo,adorei o teu artigo,foste “nas moscas”, e acertaste todas.Pena que a maioria não pense assim,querem mesmo é ‘mamar’ na teta do governo sugando o máximo que puderem sem pensar nas consequências,ou em outros lugares onde precisa ser aplicado o dinheiro do sofrido contribuinte.Haverá choro e ranger de dentes para os mamadores que ficarem sem,mas quem sabe não irão à luta com as próprias pernas em busca do próprio dinheiro,e não esperar que caia do céu, como caiu do “céu de estrela vermelha”, nesses anos de ‘terra arrasada’ para os mortais comuns

  34. Sanfs   •  

    Belo texto, a opinião com mais razão que vi no cenário, eloquente as colocações e Wagner Moura e outros deveriam aprender com vc.

  35. ivanete   •  

    Gostei da sua colocação. Entendi melhor o assunto. Grata

  36. Alex   •  

    Pois é seu casseta, mas e os outros ministérios inúteis, como Esporte, Turismo, Secretaria do governo, e outros tantos que nem se sabe para que servem?
    ou outros completamente redundantes como Cidades e Integração nacional?
    Nos EUA são uns 15 ministérios… e lá é bem maior que aqui. Não tem nenhum desses ministérios.
    E eles ainda tem um ministério que a gente não precisa, que é dos veteranos de guerra.
    Acho que pode cortar cultura, depois de cortar todos esses outros citados acima.
    Acho uma babaquisse ter que apoiar o governo que entra fazendo meleca já de cara. Alias esse foi o erro com o Lula em 2002, deram corda para ele, passaram a mão na cabeça no mensalão, e olha onde o PT chegou!

  37. Danilo   •  

    O acesso à Cultura é direito adquirido, portanto, quando um Estado legitima sua incapacidade de oferecer à sociedade caminhos para que definam modos de estar no mundo, sob o pretexto de proteger outros segmentos e depositando apenas na iniciativa privada uma responsabilidade que lhe cabe, abre-se um precedente muito perigoso. A decisão de extinção do MinC, assim como outras atitudes que contêm o mesmo problema fundamental, a saber, a confusão na base dos critérios políticos do que é prioridade, do que é crime, do que é golpe, do que é julgamento, sempre atendendo a interpretações vacilantes e fora de contextos mais abrangentes; é ato de retrocesso, é ato de apagamento, é ato de desgoverno, é ato de silenciamento das vozes mais interessadas em entender o processo social. Essa ação como primeiro manobra do governo provisório de Temer assusta, porque sinaliza uma forma de pensar que restringe a liberdade e deixa de proporcionar um alívio legítimo para tempos de crise. É o contrário Sr. Madureira, para tempos assim… CULTURA!

  38. Edson Araujo   •  

    SUJEITO, VIREI SEU FÃ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  39. Eduardo Brettas   •  

    Sou Artista Plástico e trabalho com ilustração científica de pássaros. Sei bem a dificuldade de se viver de arte nesse país, principalmente por ter uma profissão que poucos conhecem. Trabalho e desenho muito o dia todo e todo dia e não reclamo. Corro atrás e está na hora de outros artistas saírem da mamata do Governo e produzirem um pouco de suor. Parabéns pelo texto!

  40. Cleide   •  

    Mtooo boom , MARCELO vc que devia estar la . no ministerio da cultura , Aaahhh desculpa vc nao e Mulher kkkk . mas fala com propriedade , PARABENS , sempre sua fa . ok ?

  41. Thiago Godinho de Lemos   •  

    Me perdoe, mas sou trabalhador, ralo 8 horas por dia, e ainda por cima estudo a noite, e ralo muito para poder me formar e dar uma vida melhor a minha família, mas também não sou um animal que tem que viver a 1000 por hora 7 dias por semana, 24 horas por dia. Fico triste de ver a ambiguidade de seu posicionamento, que trata de forma até comovente a questão do pobre como maior prejudicado, mas também levanta a bandeira do fim da meia entrada, como? Eu sustento a minha família, mas não tenho direito de ir ao espetáculo, porque um misero show na minha cidade custa 70,00, e olhe que nem é um artista como você. coloque na conta eu, esposa e filhos… Realmente, pra que pobres em seus espetáculos? quem sustenta é a burguesia apoiada por você não é? Era admirador do seu trabalho mas….

  42. Ligia Amaral   •  

    Parabéns Madureira, esses cretinos em Cannes deveriam ler seu artigo e ver se tomam vergonha na cara!

  43. Mari Morena   •  

    “Estou iniciando um novo negócio com as minhas economias e o dinheiro de investidores privados que confiam no meu trabalho.”
    Ótimo, vou dizer isso pro pessoal que financia projetos culturais lá na periferia! 🙂 Obrigada!

  44. Zé Mané   •  

    Olha Madureira, nunca fui teu fã mas admito que por trás das piadas e palhaçadas tem um cara consciente do que deve ser feito. Artista ou não, temos que parar de mamar na Pátria Mãe e começar andar com nossas pernas. Isso se chama crescer, autonomia, ser adulto responsável. Abrs

  45. Roberto   •  

    Bom ate gostava um pouco desse MADUREIRA, mas depois de tanto vomito gratuito defendendo algo que não tem defesa, fica complicado. Como fica os artistas SR. MADUREIRA, que não estão no famoso eixo RIO-SÃO PAULO, e outra coisa, se inteire um pouco mas sobre a lei rouanet, que você perceber que falou um monte de BESTEIRA.

  46. Marlene Barreto   •  

    E assim … O Brasil chora …. !!!!!

    Mas … De felicidades por termos esperanças de… dias
    melhores !!!!

  47. AMAURY   •  

    FALOU MUITO E FALOU BEM!

  48. aadrdiano souza   •  

    Seu cassete! Passei minha geração influenciada pelo humor apurado e refinado ,tanto das revistas quanto em seguida o programa das terças feira na globo…andei longe das notícias do Brasil nestes últimos meses e obviamente,não percebia de longe a montanha de mudanças que estavam ocorrendo e vão ocorrer no Brasil . sou filho de agricultor familiar que teve oportunidade de estudar numa universidade pública no Brasil e pôs fora do Brasil através de programas públicos destinados. Estudantes filhos e filhas de feirante,de empregada doméstica , de gente antes invisíveis e distante da realidade sua do Leblon,da paulista,dos sulistas racistas que continuam com o discurso xenófobo contra nos nordestino… E olha seu casseta eu não sou petista portanto n tenho procuração pra defendê-los , apenas lhe provoco fraternalmente pra conhecer essas realidades estranhas aos seus olhos e sua compreensão,…vá no sertão baiano, na região sinaleira por exemplo …vá lá veja com seus olhos o tamanho e a dimensão de uma cidadania plena e ativa que não se deixará se convencer pelos argumentos teus e da rede globo!
    história não e tão absoluta assim como pensam a verdade prevalecerá

  49. Ariovaldo   •  

    Ajuda a fazer essa cagada de golpe e depois põe a culpa da merda que está acontecendo no governo legítimo que foi alijado do poder. Vá se lascar, coxinha. Ainda bem que limaram você da tv aberta, seu babaca.

  50. Hélia   •  

    Parabéns à todos os artistas que deram seu apoio ao País em prol de um bando de ladrões analfabetos e oportunistas. Louvável a atitude de todos vocês!!!

  51. MARIA A ALVES   •  

    Você é uma decepção para mim.

  52. Jose Paulo Araujo Cunha   •  

    Prezado Marcelo,

    Sou um mero e desconhecido economista, com 52 anos de idade, admirador do Programa Casseta & Planeta desde o seu início até a interrupção (ainda espero que temporária) e, claro de todos seus participantes e fundadores, como é o seu caso.

    Concordo 100% com sua visão sobre políticas públicas assim como da possibilidade e necessidade de passar para a iniciativa privada o empreendedorismo de alguns “segmentos” da Cultura. Ou seja, por que não nos morarmos no exemplo da maior economia do planeta, amplamente admirada e citada como exemplo de sucesso para QUALQUER atividade do show business, desde uma banda de escola (e olha que lá existem milhares de escolas) até as dezenas de peças de teatro na Broadway, Las Vegas ou, em especial os Blockbusters de Hollywood.

    Enfim, parabenizo-o pela coragem de se expor ante uma pequena minoria de seus colegas “artistas globais” (a maioria, entendo, são os milhares de “saltimbancos”, famílias circenses e folclóricas deste Brasil afora) que defendem justamente o contrário na sua visão corporativista e egoísta.

    Um fraterno abraço.

    José Paulo A. Cunha,

  53. cristina jales   •  

    Tenho visto nos noticiários, a palhaçada que estão fazendo com os artistas que apoiaram o afastamento da presidente Dilma. Quero através de vc, dizer pra todos eles que não se sintam envergonhados ou constrangidos por isso. Nós Brasileiros estamos lutando por um País melhor. Do jeito que estava íamos dormir verde e amarelo e acordar com uma bandeira vermelha na cara. O aparelhamento do Estado estava sendo feito embaixo do nosso nariz e o Brasileiro que não gosta e não acompanha de perto a nossa política não percebeu. O Brasil está aí saqueado e sucateado, a crise e o caos impera em todas as camadas da sociedade. Deixemos os homens trabalharem e façamos o nosso papel, que é o de cobrar. O País está em queda livre, e não é porque mudou a administração que tudo do dia pra noite seria um mar de rosas. Eu acredito que o ministério da cultura não vai simplesmente ser exterminado. Partamos do principio que um País sem cultura é um País sem memória. E a memória de um povo nenhum governo tem o poder de sequestrar e muito menos acabar. Desde que começou a vir a público tudo que vimos até aqui, tenho acompanhado todas as etapas do impeachment. As vezes virando a noite para ver e ouvir tudo. Não sou de partido nenhum nem defendo , nem um lado nem o outro. Sou a favor do impeachment e não me arrependo dessa decisão e nem de torná-la publíco. Porque estou consciente disso. É triste ver alguns artistas levantar plaquinhas em países estrangeiros anunciando nossos problemas que são nossos. Deviam levantar placas para denunciar os mais de dez milhões de desempregados. Deviam levantar plaquinhas com dizeres “BRASIL EU TE AMO E VAMOS SAIR DESSA. DESCULPE POR MAIS UMA VEZ NÃO TER SABIDO VOTAR.”. Quem faz piada da situação nem Brasileiro é. São anarquistas que ficaram mal acostumados com esse desgoverno e suas facilidades.

  54. panko   •  

    Sos un pelotudo.

  55. Roger   •  

    Ótimo artigo, compartilhado.

  56. Ana Carneiro   •  

    Fantástico!!!!!

  57. Cris   •  

    concordo em causa e efeito Madu!

  58. ELIZABETH MARQUES DE SOUZA   •  

    Brilhante!!!! Isso mesmo. E considerando que há museus fechando ou em pandarecos (vide Museu de História no Rio e o Ipiranga em são Paulo) as Orquestras em crise enquanto o MinC subsidia show de Luan Santana, CLaudia Leite, livro de Chico Buarque!!! Vivo o bom e velho MEC!!!

  59. Fernando José Paes de Barros Gonçalves   •  

    Concordo totalmente contigo. Parabéns pela coragem, sinceridade e conselho aos artistas. Torço para que sejam abertos museus e teatros populares, valorizados e incentivados os artesãos, restaurados os prédios para preservação da arte arquitetônica nacional, mas não com o dinheiro público, pois isso pode ser feito perfeitamente por parceria com empresas privadas. Além disso, nos últimos dias temos visto proposta de legalização do jogo e abertura de cassinos, o que poderia financiar essa cultura e dar emprego para muita gente.

  60. AS   •  

    Madureira pra Secretário da Cultura!

  61. Paulo Roberto   •  

    O melhor texto que já li sobre o tema e um dos melhores dos últimos meses. Parabéns Marcelo! Vou salvar como referência. Abraços!

  62. Adriano Ribeiro Benedito   •  

    Genial esse texto!! Genial!! Parabéns!!

  63. Claudio Roso   •  

    Parabéns, MM! Estou curioso para saber se apareceu algum artista para rebater seu impecável artigo com argumentos e não com falácias e factoides.

  64. Roberto Carneiro   •  

    Brilhante comentário….Por que será que o Roberto Carlos não precisa de nenhum incentivo do governo? Vão trabalhar e tentar ganhar dinheiro sem precisar mamar nas têtas da viúva!!! Quem é competente não precisa disto. Parabéns pelo texto!!

  65. oscar   •  

    Excelente texto Marcelo. Uma enorme ousadia a sua se posicionar contra as bocas vorazes de artistas (uma minoria escolhida a dedo pelo antigo poder petista) bancados pelo poder público. Normalmente eles são ostensivos contra aqueles, principalmente da área cultural, que vão contra essa boquinha de sobrevivência ao menor custo e com risco zero em contraste e injusto com aqueles que não tem essa mamata absurda.

  66. Pingback: OK! VOCÊS VENCERAM! BENEDITA DA SILVA PARA O MINISTÉRIO DA CULTURA. – Blog do Marcelo Madureira

  67. Sonia Rubinstein   •  

    So nao concordo em que estudante( de verdade, nao os que falsificam carteira) e os idosos paguem ingresso inteiro, pois os estudantes ainda nao trabalham e os idosos tem no Brasil uma aposentadoria insignificante! Se tiverem que pagar inteira havera pouquissimos aposentados que terao oportunidade de frequentar os teatros.

  68. Marcio Nejaim   •  

    Muito bem colocado, Marcelo. É fundamental que os artistas de verdade defendam a Cultura nesse momento de libertação do Estado brasileiro. Parabéns !

  69. Lilian Rocha   •  

    Excelente texto (Farinha pouca..)!! Um dos mais lúcidos e inteligentes que já li! Parabéns! Fiquei ainda mais sua fã! Lilian Rocha

  70. Antonio Faoro   •  

    Magnifico! Mas, infelizmente, nossa classe artística é adepta de uma das mais brilhantes (reconheçamos) invenções do PT: o capitalismo sem risco, onde o empresário fica com os lucros e o contribuinte com o prejuízo.

  71. Ivan Newlands   •  

    Mandou muito bem, meu caro !!!

  72. Sergio Jeunon   •  

    Otimo comentario. Parabens. Sergio Jeunon.

  73. JOVINO DE ALMEIDA   •  

    Tô contigo Madureira.
    Pau nestes reacionários de bolsos cheios de verbas públicas (dinheiro do povo.).

  74. Jaime   •  

    Muito, muito bom.

  75. Patrícia   •  

    Marcelo Madureira que texto fantástico! Parabéns!!!!!

  76. Coxinha Bolivariano   •  

    Vamos fazer uma operação de mudança de sexo no Marcelo Madureira e nomeá-lo secretária da cultura no governo Temer! Dessa forma recomeçamos a preencher as cotas de representação com uma mulher transexual! Competência para a função não requerida. Nossos artistas vão adorar!

  77. Rosenvaldo R Almeida   •  

    Infelizmente eles sabem que vc está certo!! Mais como abrir mão dessa boquinha???

  78. Diogo Silva   •  

    Genial!!! Mais Madureira e menos Greg!

  79. Breno   •  

    Voto sim! Por Marcelo Madureira como Secretario de Cultura!

  80. Pingback: Classe artística se divide em relação ao fechamento do Ministério da Cultura – Brazil News

  81. Noeli de Melo   •  

    Uhuuuuuu é Madureira, é Madureira !

  82. Fábio Rispoli   •  

    Perfeito. Extremamente claro e completo, não poderia acrescentar nada. Parabéns Marcelo.

  83. Pingback: As reações da classe artística ao fim do Ministério da Cultura – Brazil News

  84. Cristiane   •  

    Que texto fantástico! Muitíssimo bem escrito! Concordo totalmente! Desejo o melhor a qualquer empreendimento com o qual você lide dessa maneira! Interessante como os defensores da “cultura” não consigam se expressar com tanta clareza e tantos bons argumentos… Parabéns mesmo!!!

  85. Mauro   •  

    Quem dera o Brasil tivesse mais artistas como você! Sou seu fã não só pelo seu trabalho mas por sua coragem e serviço pelo Brasil.

  86. NJ   •  

    Viva o velho MEC!!! Que toda esta gente que reclama do fim do ” MinC ” , realmente passe a viver de seu trabalho . Educação e cultura são uma só coisa. Ministério é cabide de emprego . Quanto menos melhor. O que adianta ter ministério sem grana? O que adianta ter ministério e ter um ministro como o de Dilma que disse que museu não é educação e cultura? Prá que museu, não é mesmo? Melhor ter um país de gente dependente e ignorante. O sr Chico Buarque disse que se realmente a Dilma sofrer o impeachment, ele se muda prá Paris de vez!!! Olha só! Pede prá ele levar o povão junto ! Será que nós podemos também ? É esse o sujeito que precisa da lei Rouanet? Cá prá nós!!!! Acorda Brasil!Só não estou de acordo , Sérgio, é com o fim da meia entrada . Que se definam regras, mas ela é primordial para determinadas classes e segmentos da população terem acesso a manifestações de cultura e lazer. Abraço

  87. José oliveira   •  

    Cara. Não sabia do seu blogue. Muito legal. Marcelao você foi no âmago da ferida. Preciso e acido como tem de ser com essa camarilha. Mas não vamos nos esquecer que essa anta desmiolada se conseguir comprar apenas 2 (disse DOIS) votos suicidas de senadores volta para o cargo de PresidANTA. O risco é muito alto. Temos que bater pesado.

  88. FERNANDO   •  

    Estou agora assistindo o Jô Soares com suas meninas, todos criticando o Temer de ter retirado o status de ministério da área da Cultura. No momento em que qualquer apoio é necessário para tirar o Brasil desta situação falimentar que nos impôs o PT, confesso que esperaria um posicionamento diferente dele.
    De fato a prioridade é o Brasil. De que adiante Cultura sem Brasil para os brasileiros.
    Parabéns Madureira pelo seu corajoso artigo. Você mostra o que é ser um verdadeiro brasileiro.

  89. João   •  

    Li Jaques Wagner, ao invés de Jack Warner. Parabéns pelo texto!

  90. Carmen   •  

    Espetacular. Parabéns por sua coragem e coerência. Receba todo o meu respeito.

  91. Carlos Ramos   •  

    Minha saudosa vozinha já dizia: “Quem parte e reparte e não escolhe para sí a melhor parte, é bobo ou não entende da ARTE”. Um grande abraço !!!

  92. rodrigo nogueira   •  

    Parabens!!

    Candidate-se a alguma coisa, tem meu voto e minha campanha

  93. Valeria Leal   •  

    Parabéns pela consistência é verdade no seu texto !

  94. bernardo   •  

    Algum filme do casseta e planeta foi feito com dinheiro de lei de incentivo?

  95. Francisco Amorim   •  

    Perfeita a sua colocação Marcelo Madureira, eu sou um profissional autônomo e que já 35 anos aposto em trabalho sem qualquer ajuda ou incentivo. Tenho sobrevivido com dignidade (dentro do possível que o significado dessa palavra pode alcançar neste país) e não aguento mais ver tanto encosto nas terras do dinheiro público.

  96. Lia   •  

    Quando se fala em ministério da Cultura n se fala só da classe artista, que está certa em buscar seus direitos, mas também no Iphan no sistema de museus etc. Um país sem cultura e que não valoriza suas histórias n pode melhorar. E sinceramente n será Temer e a corja do MPDB q vai tirar o país da lama.

  97. Sergio   •  

    Madureira, eu não esperava isto de você!! Sinceramente, véio!! Um texto decente como este? Tá longe de seu histórico…..KKKKK
    Brincadeiras a parte, parabéns pelo brilhante estudo. Pontos de vista sérios e escritos com grande lucidez ! Na verdade, um texto Madureiniano.
    Sucesso na sua empreitada – e mude o slogan para E TENHO FEITO!!

  98. Manoel Almeida   •  

    Acabei de ler o texto (21/05/2016), muito bom,mas lamentavelmente o Presidente interino cede a apelos e protestos da classe artística pela volta da pasta. Marcelo Calero agora tem status de ministro.

  99. MªConceição Rocha Ferreira   •  

    Sou portuguesa…interesso-me muito pelo vosso país contrariamente a muitos dos europeus que pensam que é um país perdido….Acompanho a situação politica sempre quando posso, desde já sinto-me profundamente solidaria com todos vocês pela atual situação de corrupção e declínio, o Brasil tem sido ridicularizado por toda essa situação…Aqui em portugal também têm sido por demais…Enfim existe em todo o mundo, em todo o lugar! …passei aqui para lhe dar os parabéns …é lúcido nas suas palavras…e direto doa a quem doer…Para apertar o cinto, não vejo o problema em a cultura viver no hostipal da educação 🙂 depois quando for a altura terá alta no momento certo, à hora certa…desculpe a intromissão…Mas eu amo vosso país e como tal interesso-me por todos os assuntos em que estão vivendo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *