HOMOFOBIA, JIHAD, COMÉRCIO DE ARMAS & MASSACRE

bandera-gay-1105x601 (1)

Tudo junto e misturado. É demais para a minha mente atormentada. A tragédia na boate Pulse em Orlando chocou o mundo inteiro. No meio das balas e da sangueira, corpos, dor e perplexidade. Todos procuram uma explicação para o acontecido e, nessa ansiedade louca, uma usina de opiniões sem o menor compromisso com a realidade, gerando preconceito e bobagens. Quarenta e nove seres humanos inocentes assassinados quando se divertiam. Esse é o fato. Homofobia? Fanatismo religioso? Loucura? De fato, o comércio de armas nos EUA é pra lá de liberal. É mais fácil comprar uma pistola automática do que uma caixa de lexotan na farmácia. De repente, se fosse o contrário, não haveria tanta tragédia. Vejam bem: não estou fazendo apologia do uso de medicamentos traja preta, mas este é um fato. O porte de armas nos Estados Unidos faz parte da cultura. Eu sei, é muito estranho, mas tudo é muito estranho quando não nos é familiar. É daí que vem o preconceito. Do ponto de vista estatístico, dada a quantidade de armas que os americanos possuem em casa, é marginal e ínfima a probabilidade de um evento dessa natureza. Não tenho arma, nem pretendo ter. Aliás, tenho medo de armas, mas não me acho no direito de dizer se as pessoas podem ou não possuir armas em casa. Só acho que aqueles que assim o desejam devem se responsabilizar integralmente por isso. Pode até ser que o assassino seja de fato um homossexual não assumido e atormentado. Não cabe, neste caso, nenhum preconceito contra os homossexuais enrustidos, muito menos contra os malucos. Malucos e homossexuais sofrem muito. Também não cabe preconceito contra uma fé religiosa ou uma etnia. O ser humano é muito mais complexo do que isso tudo. Para o bem ou para o mal.

Existem coisas que simplesmente não conseguimos explicar.

E tenho dito.

362
ao todo.

4 Comentários

  1. ana p bueno   •  

    Muito bom seu ponto de vista, realmente e mais facil eu comprar uma arma do que um simples anticoncepcional na farmacia. no comeco voce estranha, mas depois voce acostuma, bom, no norte dos EUA, e muito normal pais ensinarem filhos a atirarem desde pequeno, a cacar, isso e cultural. Temos muitos estandes de tiro aqui, voce pode ir e fazer aulas, ou simplesmente ir por diversao. como isso nao faz parte da nossa cultura criamos esse pre – conceito … Na verdade e muito engracado isso acontecer numa fase de politica onde o armamento/ desarmarmento esta em jogo, tambem muito engracado que se fale de muculmanos, sendo que tambem se discute isso nas nova reforma politica… bom, assim como ai aqui acontecem coisas inacreditaveis. basta ter discernimento e acreditar que um dia possamos nos respeitar, religiosamente, principalmente

  2. Anderson Silva Mendes   •  

    Caro Marcelo,

    Realmente existe muito preconceito com relação a associação de armas de fogo e violência e na verdade estudos sérios publicados pela Universidade de Harvard mostraram que as sociedades com maior número de armas per capta são as mais seguras. Ainda mostra que nos países em que se aprovou o desarmamento dos cidadãos de bem, houve invariavelmente o aumento de crimes violentos e da violência empregada nos crimes. Ao contrário, os crimes como assaltos, roubos a domicílios e estupros diminuem e nunca mais voltam a subir nas sociedades que adotam uma política menos restritiva a posse e porte de armas.
    Todos sabemos que bandidos não compram armas legais e que o que mais há são armas ilegais principalmente de calibre restritos nas mãos dos criminosos!
    O que devemos é combater o crime punindo os criminosos e educando melhor nossas crianças! São medidas concomitantes e não excludentes mutuamente.
    A verdade é que a mente criminosa age sempre independente da arma a ser usada e são frequentes massacres na África e na China em que se usa porretes com pregos ou facões! O que ocorre é que estes massacres não são vitrinizados pela imprensa pq são crimes que não usam armas de fogo!
    A única maneira de impedir que um sujeito armado cometa um crime é usando uma arma de poder de fogo maior ou igual ao usado pelo criminoso!
    Armas não matam! Pessoas sim! Armas podem salvar vidas em mãos habilitadas e de homens com formação moral sólida no culto do dever e da justiça!
    O que ocorreu é que o desarmamento não funcionou pq desarmou os cidadãos de bem e cumpridores dos deveres. Em verdade, o desarmamento historicamente foi usado como instrumento de contenção social e frequentemente foi o evento antecessor de genocídios em todo o mundo.

  3. Paulo   •  

    Madureira, me incomoda muito a simplificação grosseira que muitos têm feito, reduzindo tudo a um “fla-flu” do tipo esquerda vs direita. Tem muita gente que aceita essa conversa que não ajuda nada. Suas colocações nesse assunto são simples e clara. Muita coisa precisa ser levantada antes da conclusão dessa história. Valeu.

  4. NICOLAS   •  

    O Islã vê a civilização ocidental como um inimigo a ser destruído, negar essa realidade é um erro só comparável ao dos que subestimaram o nazismo.

Deixe uma resposta