CURTO & GROSSO

30-04 banana

O preconceito, de qualquer tipo, é um comportamento abominável, ignorante e obscurantista. Só merece o nosso repúdio.  E o mundo inteiro assistiu e, acredito, entendeu e apoiou, a surpreendente atitude do Daniel Alves que, ao comer a banana, em gesto de pura antropofagia modernista, destruiu o ato de racismo. Fim de papo.

O que veio em seguida é que foi de envergonhar até mesmo os macacos. Algum publicitário “genial” entendeu de transformar atitude original e espontânea em “ação de  marketing” ,  “bananalizando” uma questão profunda que é o racismo. E,  é lógico, como sempre,  logo atrás vieram as mesmas figurinhas de sempre para tirar “uma casquinha” da banana do Daniel.  Ridículo. Patético. Fingindo solidariedade, no fundo e no raso, estavam  interessados mesmo  em reafirmar a sua imagem de “bonzinhos” e “politicamente corretos”. O nome disto é demagogia . Demagogia e oportunismo.

A única atitude correta foi do time espanhol,  Villa Real, que puniu o torcedor preconceituoso  com o banimento perpétuo de todos os  jogos do  time que é fã. Perfeito, curto e grosso.

E tenho dito.

303
ao todo.