FORA DILMA! FORA PT!

marcelo na manifetsação

Meninos, eu vi! Não só vi como participei! Fazia um calor dos diabos e o ambiente transpirava democracia. Democracia e indignação. Indignação com um governo que nem bem começou e já está condenado. O Brasil não aguenta o PT e a Dilma se arrastando por mais um mandato. Em Copacabana, a Avenida Atlântica estava tomada por uma multidão verde e amarela. Tinha “coxinha” e “golpista” de tudo que é jeito: tinha rico, tinha pobre, tinha branco, tinha homem, mulher, veados e crianças. Famílias inteiras, mulheres grávidas, cadeirantes, todo mundo protestando pacificamente e com a alma cheia de esperança e brasilidade.

Ao contrário das manifestações de junho de 2013, o movimento que se iniciou em 15 de março tem uma direção, um eixo muito claro e unânime: Fora Dilma!, Fora PT! e, para minha surpresa, Lula na cadeia! A massa já identificou muito bem quem é o chefe da quadrilha. Babou para o metalúrgico das empreiteiras.

A crise é política. A crise econômica é apenas (como se isso fora pouco) um sintoma de que o modelo lulopetista se esgarçou, fundiu, não é mais funcional. Os governos do PT se aliaram aos setores mais atrasados da política brasileira. Cooptaram com verbinhas, intelectuais, artistas, os acadêmicos, sindicatos, ongues e toda e qualquer organização representativa da sociedade que aparecesse pela frente. Em seguida puseram em marcha o projeto de permanecer infinitamente no poder. Afinal, para o PT a democracia, a alternância de poder é um valor burguês a ser destruído. Em conluio com uma parte do empresariado, passaram a desviar uma quantidade inacreditável de dinheiro público para os cofres do partido e para seus cofrinhos pessoais, pois, afinal, ninguém é de ferro…

Ao mesmo tempo usavam e abusavam do populismo, da mentira e da demagogia em programas sociais que não têm porta de saída e cujo único propósito é manter no cativeiro do voto milhões e milhões de miseráveis.

Mas a história é implacável e as contradições internas do modelo petista trouxeram à tona, além dos escândalos e roubalheiras, a conta imensa da incompetência na gestão da coisa pública. É claro! PT não tem quadros, ninguém ali estudou nem trabalhou. Dedicaram-se à política mesquinha e velhaca de partido e sindicato. Deu no que deu.

A crise é política. Trata-se de uma crise de crédito, muito mais do que o sentido financeiro ou contábil do termo. As sociedades civilizadas vivem do crédito, da confiança que pauta as relações humanas e que também se traduz nas transações financeiras. Por isso mesmo temos a inflação, que nada mais é que a perda de confiança na moeda.

Este governo, Dilma, Lula e o PT não têm o crédito da população, vítima de um estelionato eleitoral sem tamanho.

Os políticos devem escutar o grito que vem das ruas. Os partidos aliados vão desembarcar da base aliada do PT. Aliás, o PT já está isolado na sociedade brasileira. Ninguém quer mais o PT e a sua turma de cafajestes.

A Nação espera que o Congresso Nacional cumpra com o seu dever!

E tenho dito.

1.5mil
ao todo.

15/03 Manifestação em Copacabana

Fui à manifestação como todos os brasileiros que não estão satisfeitos com o que está acontecendo no nosso país. De repente, me vi em cima do carro de som discursando.  Assista ao vídeo e leia o meu discurso na manifestação de 15/03 na praia de Copacabana.

“Amigos brasileiros e amigas brasileiras. O povo brasileiro veio à rua. O povo veio à rua e veio porque quis. Não veio para segurar bandeiras por 35 reais, nem ganhar sanduíche de mortadela. O povo veio à rua porque todo o poder emana do povo, e em seu nome deve ser exercido. Assim diz a Constituição brasileira.

Aqui não tem nenhum golpista. Nós somos democratas. Nós sabemos o valor da democracia. Para nós, a democracia é um valor inatacável. Para nós, que sabemos e lutamos pela democracia, conquistamos a democracia, sabemos que esse é o maior patrimônio da nação brasileira: a nossa liberdade.

Nós não temos medo! Nós não temos medo do Stédile e seus comparsas, não temos! Nós não temos medo do PT e do lulopetismo. O Brasil, os brasileiros unidos vão tirar esses vagabundos que estão no poder. E vamos tirar pela força da democracia, pela força da constituição e das leis. Nós somos pelas leis! Nós vamos, meus amigos, juntos, colocar na cadeia aquele que vocês sabem que é o chefe da quadrilha. Ele tem nome e sobrenome, e nós vamos dizer aqui quem é o bandido: Luiz Inácio Lula da Silva. Vai pra cadeia, sim! Vai pra cadeia, sim! A Dilma é um fantoche, uma incompetente. Mas o Brasil é maior que esses caras. Se eles quiserem, que vão para a Venezuela. Isso aqui não vai ser a Venezuela, não!

Vamos em paz.

E vocês vão perguntar agora: e aí, Marcelo Madureira, o que vamos fazer? Nós vamos continuar lutando como brasileiros que somos, trabalhando, criando nossos filhos, educando as crianças, conversando com cada um, explicando, pressionando o Congresso para que tome as medidas para que tire essa camarilha do poder. Fora Dilma. Fora PT.

Viva a democracia!”

884
ao todo.