O “REMAKE”, O “RELEITURA”, O “FEITO DE OUTRO JEITO”…

Edgar Moura, o grande diretor de fotografia do cinema brasileiro (e que também é o grande desenhista de humor Demo), com sua memória prodigiosa outro dia se lembrou de um desenho que eu tinha feito nos anos 70, no Pasquim. Eu tinha me esquecido completamente da coisa, mas o Edgar fez um remake improvisado pra me refrescar a memória. E agora resolvi fazer o meu próprio remake, que está aqui…

tudo quemevier a cabeça_web

Na verdade, essa prática, que é cada vez mais comum no cinema, sempre existiu em outras artes. Van Gogh pintou três telas tendo como modelo o seu – hoje famoso – quarto em Arles. E, na música, um artista pode gravar várias releituras, ou arranjos, da mesma composição. van gogh_ 3 remakes foto207

Agora, no desenho de humor, o Edgar (ou melhor, o Demo) está se propondo a fazer releituras de uns desenhos que gostaria de ter feito…E ainda deu outra ideia: pedir para um desenhista fazer o remake de um desenho de outro. É mais ou menos como o João Gilberto fazendo o remake de um samba do Dorival Caymmi. E isso poderia virar uma exposição, ou um livro, sei lá… Eu só estou passando adiante, mas a ideia é do Demo.

E aqui, outro exemplo. Isso é o remake de um desenho que fiz nos anos 80. O tema continua no prazo de validade, o assunto continua horroroso, mas o desenho ficou mais bem feitinho…

barril de pólvora_web

152
ao todo.